[Resenha] Feridos: Lado a lado com o inimigo - Jhey Lee

Olá amores, tudo bem?

Acabei ficando uns dias sumidinha do blog por conta de uns problemas pessoais, mas agora estou voltando com tudo. E para voltar, nada melhor do que trazer a resenha de um livro que já perdi as contas de quantas vezes li e que é um ícone de leitura. Esse é o segundo livro da série Feridos, já tem a resenha do primeiro volume aqui no blog também.

Feridos: Lado a lado com o inimigo
Série Feridos, Livro II
Autora: Jhey Lee
Páginas: 594
Onde comprar: Amazon
Nota:  
*E-book cedido pela autora
Pode conter spoiler do primeiro livro
 Faixa Etária: +16
SINOPSE: Em um futuro distante e indeterminado, onde a teoria de um país perfeito é exemplo para os outros países, mas sua verdadeira e perigosa realidade é ocultada...
AngelLee está devastada e em um momento significativo de transição. Aproximar-se de Allan, chefe da facção Dragões, é uma das maneiras que ela encontra para enfrentar suas dores. Em sua nova fase, ela viverá romances inusitados e irá experimentar e proporcionar sensações novas e extasiantes.
Kürt será o amigo e apoio perfeito. Nick jogará sujo para ter AngelLee com ele. Vicky mostrará que metade dela é sonho e a outra metade pesadelo. Brenda e Nanda serão outra vez aterrorizadas. E o aparecimento de novos personagens agitará a trama.
A mente, o coração e a alma dos jovens escondem coisas tão obscuras quanto o próprio país. As facções continuam na ativa e mais fortes do que nunca, distribuindo drogas e de brinde, destruição e morte. Jovens enfrentam a guerra psicológica da: ansiedade, depressão, automutilação, violência sexual, relacionamento abusivo, traumas... Mas também resgatam uns aos outros através do amor e da amizade.
Feridos naõ desnudará apenas a alma dos personagens, mas a sua também!
ATENÇÃO: Os temas abordados no livro podem ativar gatilhos mentais!
Depois dos acontecimentos finais em Feridos: Por Escolha ou Destino, onde AngelLee acabou descobrindo a traição de Nick, ela se encontra totalmente devastada. É assim que uma aproximação com Allan, o líder da facção dos Dragões, vai acabar acontecendo e ele vai se tornar uma peça importante para ela atravessar esse momento de dor e confusão.

Com a ajuda de Allan, Angel vai sofrer uma transformação física impressionante, deixando de lado a menininha doce e se descobrindo um mulherão.
Além de ajudar Angel a permanecer de pé durante essa fase, Allan ainda vai lhe dar um trabalho junto a sua facção, onde ela estará em contato direto com as negociações de drogas e armas. 
"Há palavras que, uma vez que perfurem o coração, nunca mais tal ferida se fechará. Apenas sangrará, cada vez mais."
Em contrapartida à situação de Angel, vamos acompanhar os dramas de outros personagens. Muitos jovens vão estar travando uma batalha com as drogas, sendo destruídos por elas aos poucos e lidando com a abstinência muitas vezes.
A amizade de Angel, Jimmy e Vick continua forte, eles são o apoio um do outro, se protegendo sempre, já que o trio vai passar por momentos complicados.

Novos personagens entrarão em cena e já chegarão conquistando o coração dos leitores. Indo além da guerra das facções, neste livro os problemas psicológicos serão abordados extensamente e a pergunta que fica é: Como Angel irá lidar com seu término, com novas conquistas e com todas as batalhas internas sendo travadas?


Esta leitura conseguiu me deixar de boca aberta do começo ao fim. A Angel está em um momento bem delicado, então ver ela se transformando em um mulherão da p@#$ foi sensacional, pois tirou um pouco da imagem de "anjo" que ela tinha. Essa mudança da personagem mostra a sua evolução e como sua personalidade foi sendo bem trabalhada nesses dois primeiros livros da série.

Um dos pontos altos do livro são os temas abordados. A Jhey resolveu trazer uma grande quantidade deles, mas todos foram muito bem levantados, mostrando a importância desses temas para a sociedade e a necessidade de tratá-los sem levianidade. 
Os problemas psicológicos ganharam destaque, o que abre um leque para discussões, já que temos uma sociedade que enfrenta esses problemas com afinco, principalmente os jovens, que são o foco de Feridos.
"Às vezes nosso maior inimigo está ao nosso lado. Às vezes somos nós os nossos próprios inimigos."
A depressão foi mostrada de forma crua, com cenas de crises, que passam toda a confusão e angústia que uma pessoa com a doença enfrenta. A Jhey deixa claro que depressão não é mimimi e que não se trata de "querer chamar atenção", a depressão é uma doença que precisa de atenção, pois ela consome a pessoa de dentro para fora. O tratamento da depressão também aparece, revelando como os efeitos colaterais podem ser dolorosos e diferentes para cada pessoa.

O empoderamento na obra foi bem colocado. Com a transformação da Angel, vamos vê-la tendo alguns envolvimentos amorosos e alguns questionamentos são feitos no próprio livro, o que levanta um debate sobre o porquê da mulher ser taxada de "vadia" por se envolver com alguns homens, enquanto os homens são vistos como "deuses" pela mesma coisa. A sociedade ainda tem um pensamento machista e ter obras ressaltando que as mulheres PODEM e DEVEM se envolver com quem quiser se torna importante.
"Uma mesma dor é enfrentada de diferentes formas, por diferentes pessoas. A dor nunca é sentida da mesma forma por pessoas diferentes."
O abuso sexual já tinha sido levantado no primeiro livro, mas aqui vamos enxergar as consequências dele para uma mulher. A vítima de um abuso convive com a sensação de que seu corpo está sujo e na maioria dos casos não denuncia por medo de ser vista como a culpada. É triste ver essa dor e preocupação tão latente, porque são nesses momentos que vemos o quanto erramos como sociedade. Ler as cenas que tinham esse tema foi difícil e impactante. 

Com uma escrita fluída e envolvente, a Jhey nos leva por uma trama que continua trazendo as questões das facções e da máfia, mas que tem um foco maior nos outros temas que são abordados. 
A Jhey consegue envolver o leitor, fazendo-o sentir todas as emoções dos personagens, assim como suas confusões.
Fiquei encantada por dois caras com quem a Angel se envolve, porque conseguimos sentir de forma potente a atração entre eles. Mas, tenho minha torcida e estou louca para ver com quem ela vai ficar ao final. 
"Por que eu sou vadia? Por que fui para a cama com três caras? Por que eu sou mulher? Com quantas você já foi para a cama? Com quantas já me traiu? Aliás, isso sim é falta de caráter. Mas não conta, não é mesmo? Não nessa sociedade machista da qual você faz parte!"
Trazendo um plot twist final impactante, Feridos: Lado a lado com o inimigo é uma leitura incrível, capaz de deixar o leitor atordoado com todas as cenas e acontecimentos. Este livro não é linear de forma alguma. 
A autora conseguiu trazer a ação com a dose certa de romance e um toque delicado de mistério, principalmente acerca de AngelLee. É impossível terminar esta leitura e não desejar o próximo livro da série, que tem tudo para ser ainda melhor. Quando todo mundo é ferido, é difícil saber quem é o herói e o vilão. Algumas vezes o inimigo está mais próximo do que podemos imaginar...

Beijos da Lice

12 comentários

  1. Gostei do ema e a resenha está maravilhosa,parece mesmo um tipo de leitura que prende o leitor.bjus

    ResponderExcluir
  2. Parabéns querida pela resenha muito bem explicado, me deu até vontade de ler, obrigada, beijinhosssss

    ResponderExcluir
  3. Olá! O livro parece ser bem legal, tanto pelo enredo quanto pelos temas fortes e importantes que ele aborda. Gostei muito da maneira como você resenha! Beijos!

    ResponderExcluir
  4. O livro parece bem interessante e fala de temas atuais que está acontecendo no nosso dia a dia.. amei a resenha super bem escrita... vc é uma escritora... bjs e sucesso!

    ResponderExcluir
  5. É um livro com o estilo que eu gosto,vou colocar na minha lista de leitura,tem uma história bem atual.

    ResponderExcluir
  6. Como sempre as suas dicas sao maravilhosas. E este livro indicado me parece ser uma leitura agradável e cheia de ação.
    Gostei e vou ler...

    ResponderExcluir
  7. Sempre que quero conhecer um novo livro, venho aqui pra conferir suas resenhas! Esse livro parece ser bastante legal, já anotei o nome para ler depois!

    ResponderExcluir
  8. Não conhecia a série, mas gostei muito da proposta, ainda mais por tratar de temas tão importantes. Gostei de saber da evolução das personagens tbm.

    Bjus!
    Paloma Viricio

    ResponderExcluir
  9. Olá! O livro parece ser bem legal, tanto pelo enredo quanto pelos temas fortes e importantes que ele aborda. Adorei o crescimento da personagem principal que se torna um mulherão!


    ResponderExcluir
  10. Super dica ,gosto de leitura com essa pegada , com temas fortes. Vou dar uma conferida também na resenha do volume 1 .

    ResponderExcluir
  11. Opa! Eu já gostei porque me parece ser aquela leitura que te prende. Já vai entrar pra lista!!adorei a resenha. Beijos

    ResponderExcluir
  12. Não conhecia a série, mas achei muito interessante e adicionei na minha lista. Acho muito bom quando dentro de um enredo que nos prende encontramos temas relevantes e que merecem discussão como você encontrou nessa leitura.

    ResponderExcluir