[Resenha] The Risk - Elle Kennedy

Olá amores, tudo bem?

Hoje venho resenhar para vocês um livro que simplesmente AMEI. The Risk é o segundo volume da série Briar U, que é uma série spin-off de Amores Improváveis. Porém, os livros podem serem lidos separadamente, e esta resenha não terá spoiler do livro anterior, The Chase. E para quem quiser conhecer The Chase, é só conferir a resenha disponível no blog!

The Risk
Briar U, 2
Autora: Elle Kennedy
Páginas: 384
Editora: Paralela
Onde comprar: Amazon
Nota:  
CONTEÚDO ADULTO
*Livro cedido pela Editora
SINOPSE: Todo mundo diz que eu sou uma garota má. Deve ser porque faço o que bem entendo e não estou nem aí para o que os outros pensam de mim. Apesar disso, dormir com o inimigo não faz meu tipo. Como filha do técnico de hóquei da Briar, minha vida estaria arruinada se eu me relacionasse com um jogador de um time rival.
E essa é a definição de Jake Connelly. Estrela e capitão do time de Harvard, ele é arrogante, irritante e atraente demais pra ser verdade. E o pior é que eu preciso que ele tope fingir ser meu namorado para que eu consiga meu tão sonhado estágio na HockeyNet. Mas é claro que aquele gostoso idiota não vai facilitar: para cada encontro falso… ele quer um pra valer.
O que significa que estou em apuros. Isso de ficar saindo às escondidas com Jake Connelly não tem como dar certo. Embora esteja cada vez mais difícil resistir ao desejo e ao sorriso de Jake, me recuso a me apaixonar por ele.
Esse é o único risco que eu não vou correr.
Brenna Jensen é uma estudante de TV da Briar, que tem o desejo de ingressar no jornalismo esportivo. Filha do técnico de hóquei da Briar, Brenna ama o esporte desde sempre, mas vive uma relação conturbada com seu pai.
Com um estilo "mulher fatal", Brenna está no caminho de Jake Connelly, já que um dos seus jogadores, McCarthy, tem se desconcentrado nos treinos por conta do "rolo" com ela.

Jake Connelly é jogador e capitão do time de hóquei de Harvard e um dos melhores jogadores da sua idade. Ele está disposto a levar Harvard ao título e para isso precisa tirar todas as possíveis distrações do seu time do caminho, principalmente Brenna Jensen.
"É preciso perder para que a vitória signifique alguma coisa. Já perdi antes, nos playoffs e inclusive em finais. Perder não deve acabar com sua confiança. Deve ajudar a construí-la."
Quando Brenna vai realizar uma entrevista de estágio para a HocketNet, um canal que cobre exclusivamente hóquei, ela se depara com um executivo machista que não lhe dá créditos simplesmente por ser uma mulher. A única coisa que parece ter a atenção de Ed Mulder é quando Connelly é citado. Por isso, Brenna inventa que é namorada do jogador, o que lhe rende um convite para jantar na casa de Mulder e outra entrevista.

Agora, Brenna terá que convencer Jake a fingir ser seu namorado durante o jantar. Porém, para cada encontro falso, Jake quer um encontro de verdade com Brenna. 
Uma tensão sexual permeia Brenna e Jake, e logo eles não conseguirão segurar tal sentimento. 

O que se envolver com o rival acarretará para esses dois? Até onde Brenna e Jake irão?


Esse livro é simplesmente INCRÍVEL! Já li os outros livros da Elle, e esse, para mim, é um dos melhores, junto com Ele.
As personalidades de Brenna e Jake foram muito bem construídas, levando o leitor a se apegar a ambos.

Brenna é uma mulher determinada, que usa seu batom vermelho como armadura e uma forma de se sentir invencível. Porém, ela tem marcas do seu passado bem vivas, um ex-namorado viciado e um segredo que lhe causa angústia, além de uma relação com o pai abalada.
Adorei o fato da Elle trazer a Brenna com uma carga emocional pesada, pois mostra que existe mais por trás dela do que a sua imagem aparenta.
"Esse tipo de cara é o motivo pelo qual as mulheres ainda enfrentam inúmeros obstáculos para trabalhar com jornalismo esportivo. É um mercado machista, e ainda não há muitas mulheres estabelecidas nele. E não é por falta de talento - é por causa de homens assim, que acham que não pertencemos ao mundo do esporte."
Já Jake é o tipo de personagem que amo. Ele sempre foi muito dedicado ao hóquei e o tratou como sua única paixão, tendo a noção de que muitas vezes foi egocêntrico por conta disso.
Apesar de nunca ter namorado, Jake não foge do amor, ele apenas não o tinha vivenciado e estava bem com isso. Brenna vai lhe trazer uma perspectiva diferente e o fazer quebrar as próprias regras criadas para o seu time. 

Os personagens secundários são uma delícia nesse livro. A Elle trouxe os jogadores de Harvard para mais perto e amei isso. Mas os jogadores da Briar também tiveram seu espaço e preciso dizer que amei Hollis, gargalhei horrores com ele e espero muito um livro seu e da Rupi.
E nosso casal do livro anterior, Summer e Fitz, também aparecem, principalmente ela por ser melhor amiga de Brenna.
"Um beijo, no fundo, é uma experiência emocional. [...] Qualquer um pode me dar um orgasmo, mas nem todo mundo consegue tocar minha alma."
A Elle resolveu abordar o machismo existente no jornalismo esportivo e isso foi um ponto bem positivo. Ela mostra de forma clara e objetiva como a Brenna está sendo "discriminada" nas entrevistas de estágio pelo simples fato de ser mulher. Esse tema abre um leque de discussões e nos faz ter noção de como o machismo ainda está bem incutido na sociedade.

Com a narração feita pela Brenna e pelo Jake, vamos conhecendo mais de ambos e nos apaixonando. A relação dos dois vai ocorrendo de forma natural e precisará ficar escondida por seus times serem rivais. A forma como eles vão se apoiando e confiando um no outro é adorável, visto que mostra o quanto eles passam a preencher as lacunas no outro.

O desfecho me deixou desejando mais desse casal, leria mais 300 páginas tranquilamente, pois de fato fui fisgada por eles. Já estou ansiosa para o próximo livro, The Play, que trará a história do Hunter.
"Pessoas vão te odiar porque você as magoou, de propósito ou sem querer. Pessoas vão te odiar porque não gostam da sua personalidade, do jeito que você fala, ou de qualquer besteira superficial que não conseguem deixar passar. Vai ter gente que vai te odiar na hora, sem nenhum motivo, o que é esquisito."
The Risk chega para arrebatar os corações dos leitores. Com uma escrita divertida e sexy, a Elle abordou com Brenna e Jack temas importantes e que merecem mais atenção, além de trazer um relacionamento construído a base de conversas. O universo do hóquei ganha cada vez mais espaço e os leitores não perdem por esperar! 

Beijos da Lice

18 comentários

  1. A capa é bem linda e sexy, o livro tem uma história bem gostosa, achei interessante que a personagem Brenna busca o direito de ser respeitada na sua profissão, e nos dias de hoje ainda há mulheres que são discriminadas, mais gostei muito dos personagens bjs.

    ResponderExcluir
  2. Olá,
    O livro parece ser uma boa dica para quem busca um romance leve.

    ResponderExcluir
  3. Olá! Curti sua resenha, parece ser um livro interessante! Enredo bacana, bem fluído. Fiquei curiosa para conhecer este casal. Que rolo esses dois se mete ram!!! Rsrs Deve ser divertido!

    ResponderExcluir
  4. oi!
    Este livro é otimo :D e adoro o trabalho desta autora ela sempre aborda algum assunto relevante em suas obras...

    ResponderExcluir
  5. Eu estou louca para ler os livros dessa autora! Amo a Editora Paralela, e esses livros com uma pegada mais adulta me enchem os olhos! Tenho que ressaltar que as suas fotografias ficaram lindas e combinaram muito bem com a resenha. Já fiquei com ainda mais vontade de ler!!!

    ResponderExcluir
  6. Mais gente, com essa resenha qualquer pessoa fica com vontade de ler esse livro.
    Eu ainda não conhecia, mas fiquei extremamente interessada em lê-lo.

    ResponderExcluir
  7. Ola tudo bem Alice.
    Eu nao conhecia a obra mas ao conferir a sinopse posso dizer que já fiquei curioso para conhecer o livro todo.
    Muito obrigado pela dica...

    ResponderExcluir
  8. Este livro atendeu completamente todas as minhas expectativas, é um romance sexy e hilário de inimigos para os amantes. Mesmo a ira do pai de Brenna, o técnico de hóquei de Briar, não conseguia separar esses dois, o resultado era uma conexão quente entre eles.

    ResponderExcluir
  9. Nossa, tem gente lá no blog que ama a autora e recomenda, principalmente Ele, pra um monte de gente.
    Eu já sou o ponto fora da curva. Não conheço a autora e nem nunca li dentro desse gênero.
    Mas, é ótimo ler uma resenha e ver como a pessoa achou o livro incrível. Ver o tanto que valeu a pena!!!!!
    Abraços
    Carol, do Coisas de Mineira

    ResponderExcluir
  10. Esse segundo livro da série Briar já me conquistou, não conhecia a autora , mais vi que e muito bem recomendada , quero apostar no primeiro e segundo livro da série.

    ResponderExcluir
  11. Confesso que não resisto a uma boa recomendação como essa! Essa obra parece ser incrível e com certeza já vai para a minha listinha de livros. Ótima postagem!

    Tendência Cósmica

    ResponderExcluir
  12. Olá, tudo bem?

    Eu confesso que não conhecia o livro e infelizmente o gênero não me conquista muito, já inclusive tentei ler alguns livros de romance hot/erótico, mas não deu química. Gostei da sua resenha, como sempre muito caprichada. Parabéns Lice!!!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  13. Oi Alice, tudo bem? Tenho visto muitos elogios sobre a autora ainda mais depois desse lançamento. Recentemente descobri que ela é responsável pela série O acordo... são quatro livros se não me engano. Tenho 2 deles mas confesso que ainda não consegui ler. O que mais me chamou atenção nessa história foi o universo do hóquei nunca li nenhum livro que trouxesse esse assunto. Um abraço, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
  14. Aquela leitura leve para intercalar com leituras mais densas. Gosto de fazer isso, ler livros mais fortes e intercalar com romances.

    ResponderExcluir
  15. Não é o tipo de livro que ando lendo no momento, mas a história parece bem diferente e me interessou bastante.

    ResponderExcluir
  16. A Sinopse me fez lembrar os filmes que eu via na adolescência. Consegui sentir a ambição dela em cada palavra da sinopse, fiquei com vontade de ler esse livro. Beijos

    ResponderExcluir
  17. Pra quem curte romance de cinema essa é uma boa pedida, né?
    Achei a capa muito bonita!

    Parabéns pela resenha bem detalhada.

    ResponderExcluir
  18. Olá, Alice.

    Que clichê mais gostoso, mulher!
    Sou apaixonada por livros que trazem essa temática dos personagens fingirem ter um relacionamento.
    O único problema é que gosto de ler as séries na ordem, então provavelmente terei que ler Amores Improváveis antes. Espero conseguir ler os livros da autora o mais rápido possível!

    www.pactoliterario.blogspot.com.br

    ResponderExcluir