[Resenha] The Chase - Elle Kennedy

Olá leitores,

Hoje é dia de trazer resenha do primeiro spin-off da série Amores Improváveis. Este foi o primeiro livro recebido na parceria de 2019 com o Grupo Companhia das Letras.
Como não tinha lido a série Amores Improváveis, fui conversar com alguém sobre qual deveria ler antes desse e me sugeriram A Conquista. E além de A Conquista, também li O Jogo. No momento estou lendo O Acordo e assim que finalizar os livros da série trarei um post sobre ela. Enquanto isso, vamos conhecer esse primeiro spin-off.
Vale salientar que não é preciso ler os livros da Série Amores Improváveis, mas que alguns spoiler serão pegos.

The Chase: A Busca de Summer e Fitz
Briar U, Livro I
Autora: Elle Kennedy
Páginas: 320
Editora: Paralela
Onde comprar: Amazon
Nota: 
*Livro cedido pela Editora
CONTEÚDO ADULTO
SINOPSE: Todo mundo diz que os opostos se atraem. E deve ser verdade, porque não tem nada que explique minha atração por Colin Fitzgerald. Ele não faz meu tipo e, o pior de tudo, me acha superficial. Essa visão distorcida que ele tem de mim é o primeiro ponto contra. Também não ajuda que ele seja amigo do meu irmão.
E que o cara que mora com ele tenha uma queda por mim.
E que eu tenha acabado de me mudar para a casa deles.
Mas isso não importa. Estou ocupada o bastante com uma faculdade nova, um professor que não larga do meu pé e um futuro incerto. Além do mais, Fitzy deixou bem claro que não quer nada comigo, embora tenhamos uma química de dar inveja a qualquer casal. Nunca fui de correr atrás de homem, e não vou começar agora. Então, se o meu roommate gato finalmente acordar e perceber o que está perdendo…
Ele sabe onde me encontrar.
Summer Heyward-Di Laurentis foi convidada a se retirar da universidade da Brown por causa de um incêndio causado por ela. 
Assim, ela foi transferida para a Universidade Briar, lugar onde seu irmão Dean se formou no ano anterior.

Ao chegar ao prédio da fraternidade Kappa Beta Nu, onde moraria, é informada pela líder delas que devido ao seu comportamento ela foi expulsa da fraternidade. Com esta nova realidade, Summer precisa de um lugar para morar na Briar.
Quando Dean liga para saber se ela se instalou bem no local, ela informa o que ocorreu. Ele então a convida para passar o Ano Novo com ele e alguns amigos, enquanto tenta arrumar a situação dela.

Summer fica animada ao passar o Ano Novo com a turma do irmão, já que ela tem uma queda por Colin Fitzgerald. Ela o conheceu no ano passado e desde então deseja ficar com ele.
Durante a festa, Summer tenta seduzir Fitzy, mas ele parece impassível.
"Não são os namorados que definem uma mulher. São as conquistas delas. E os sapatos."
Fitzy é um dos jogadores de hóquei da Briar e talvez o mais calado deles. Ele é todo tatuado, com o estilo bad boy, mas cursa artes visuais e computação, sendo um desenhista e um programador de vídeo game exímio.
Apesar de sentir atração por Summer, Fitzy tenta se convencer de que não deve ficar com ela e para isso lista os pontos negativos dela para Garrett, mas parece que nenhum é suficiente.
Quando o ano vira, Fitzy está com a certeza de que pode ficar com ela. Mas, ele a ver ficando com seu colega de apartamento, Hunter, outro jogador de hóquei.

A situação de Summer e Fitzy já era preocupante, mas piora quando ela vai morar com ele e seus amigos, Hunter e Hollis.
Summer terá que lidar com o cara que está afim, mas que lhe magoou, e com o cara que ficou no Ano Novo. Além disso ela terá que lidar com as suas dificuldades de aprendizagem e tentar encontrar o que realmente gosta de fazer.

Morando na mesma casa, a atração de Summer e Fitzy conseguirá não incendiar?


Esta obra é deliciosa. A autora trouxe temas importantes para discussão e com isso consegue prender o leitor em suas páginas. Devorei o livro em um dia e no fim fiquei com aquela sensação de "quero mais". Summer e Fitzy me conquistaram com as suas diferenças e ganharam um lugar especial no meu coração.
"Não sou fã dos meus próprios pensamentos. Eles tendem a ser um misto de insegurança, dúvida e autocrítica, com uma pitada de excesso de confiança injustificada. Minha mente é um lugar confuso."
Summer cursa moda e desde sempre teve que lidar com seu Transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDHA). Ela sempre se sentiu burra por ter dificuldade de conseguir se expressar na escrita com coerência. 
Trazer uma personagem com estas características é fundamental dentro da literatura, principalmente por ela ser tão cheia de vida e se jogar nas situações que surgem em seu caminho.

Fitzy também sai do esteriótipo dos jogadores, ele é um nerd por traz do corpão de jogador. Fitz teve que lidar durante a sua vida inteira com pais que brigavam sempre.
Os pais de Fitzy se separaram quando ele era uma criança e a situação não foi nada amigável. Por isso, ele passou por várias situações de alienação parental.

Summer e Fitz são dois opostos. Ela a garota vista como "patricinha". Ele o "jogador nerd". E vai ser essas diferenças que os tornam um casal tão maravilhoso.
Eles irão demorar para se entregar aos seus sentimentos, passando por muitas situações adversas. O fato de Summer ter ficado com Hunter vai ser uma complicação.
"Acho que muitas garotas se esquecem de uma verdade vital: merecemos alguém que nos ofereça cem por cento de si. Esforço pela metade não adianta. Amor pela metade não vale. Se um homem não está por inteiro numa relação, então é hora de pular fora."
Além dos temas citados anteriormente, a Elle também abordou o assédio sexual por parte dos professores. Este é outro tema importante e que precisa ser mais discutido na literatura.
As amizades também são um ponto positivo nesta narrativa. Summer vai virar amiga de Brenna logo no começo da obra, e será uma amizade incrível. 
Por todos os temas abordados, já é possível ter noção da grandeza deste livro e como ele é importante em vários níveis.

Estou bem curiosa para saber qual será o próximo livro da série, e torcendo para ser a história da Brenna ou do Hunter, pois amei ambos. Hunter nos daria uma boa obra por tudo que acontece neste volume, mas Brenna não fica atrás.

A edição da Paralela segue o padrão que já conhecemos. A capa me agradou bastante, a diagramação é simples, mas confortável. Quanto a revisão, encontrei alguns errinhos, mas nada que atrapalhe a obra.
"Pela primeira vez, realmente sinto que estou vivendo, em vez de me esconder nas sombras."
The Chase é um livro envolvente, com personagens cativantes e apaixonantes. Summer e Fitz são diferentes, mas nos conquistarão por isso. 
Summer enfrenta suas próprias lutas, Fitz não fica atrás. Por traz das cascas de ambos existem receios, medos e um coração disposto a ser entregue. Eles precisarão perseguir o que desejam e acima de tudo se mostrarem fortes durante a caminhada...

Beijos da Lice

7 comentários

  1. Olá
    Adoro personagens nerds, normalmente eles ganham falas muito criativas e cheias de referências a obras da cultura pop. Gostei também de tratarem do TDAH, deve ser difícil fazer um personagem com o distúrbio e deixá-lo de uma forma não muito cansativa

    ResponderExcluir
  2. Fiquei interessado no livro por causa do TDAH. Acho importante esses problemas serem retratados porque contribui para diminuir o estigma.

    Parabéns pela resenha!

    ______
    🌐 Relatos de um Garoto de Outro Planeta
    👍 Facebook: Relatos de um Garoto de Outro Planeta

    ResponderExcluir
  3. Adorei a sinopse do livro,dá uma sensação boa,Parece nos envolver.Estou curiosa para iniciar a leitura.

    ResponderExcluir
  4. Parece uma história legal, mas Elle Kennedy nem sempre é uma autora que me agrada. Alguns de seus livros me deixaram um pouco decepcionada, mas talvez esse seja um dos bons.
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

    ResponderExcluir
  5. Já tinha ouvido falar da obra, mas não li ainda. Gostei do enredo e tenho boas referências da autora. Fica na lista de espera :)

    ResponderExcluir
  6. Oii tudo bem ?
    Nossa nem sabia q a outra série tinha acabo kkk sério tô desligada em certas coisas kkk
    Mais em fim esse livro não tinha me chamado atenção antes só depois de ler resenha e a sinopse que eu fui me interessar nele confesso que faz tempo que não leio nada assim E estou achando que esse livro vai ser uma boa escolha pra voltar, vou ler primeiro os outros pra poder ler esse é não pegar nenhum spoiler. Obrigado pela dica.

    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Eu gosto bastante de spin-off, ainda mais quando é com aquele personagem que amamos na série e ver eles com destaque é muito legal, confesso que comecei uns dos livros dessa série (A Conquista), mas não terminei, quem sabe eu dou uma nova chance, as vezes não tô com muita vibre com alguns livros e pego depois e acabo curtindo. Gostei da sua resenha, o enredo parece ser mesmo bem envolvente.

    ResponderExcluir