[Resenha] Imortal: A Maldição de Lancelot - Graci Rocha

Olá seres mágicos, tudo bem?

Algum tempo atrás eu trouxe a resenha de Imortal: A Maldição de Arthur e hoje, finalmente, venho trazer a resenha do segundo volume. E que volume! Finalizei esta leitura estarrecida e ainda não sei lidar com os acontecimentos, só sei que desejo o próximo volume com ardor.

Imortal: A Maldição de Lancelot
Série Imortal, Livro 2
Autora: Graci Rocha
Páginas: 238
Editora: PenDragon
Onde comprar: Amazon
Nota:  
*Livro cedido pela autora
SINOPSE: Meses se passaram desde o caso Lemúria, em que Cass deu seu showzinho de imortalidade ao salvar a vida de Luke e ainda mandou um demônio direto para o andar debaixo. Agora ela está novamente metida até o pescoço numa confusão repleta de invocadores do mal e criaturas fedorentas que insistem em tentar cravar os dentes nela e nos seus amigos. Com a ajuda dos irmãos Pendragon, o mau-humor do amigo Luke e os feitiços do esquivo Gael, ela terá de lutar com todas as forças e poderes para salvar alguém muito importante, vindo direto do seu passado. Decisões difíceis, muitas lágrimas e mortes inevitáveis quando o fim é apenas o começo.
Depois dos acontecimentos de Lemúria, onde Cass se enfiou para procurar seu mentor do passado, Gael, ela  agora vive no castelo dos Pendragons com os gêmeos bretões Arthur e Lancelot, o mortal Luke e o próprio merlim Gael.
Arthur conseguiu se livrar da maldição, já Lancelot continua amaldiçoado.

Nas suas missões, agora Cass tem a ajuda do batalhão inteiro. E em sua última aventura, a pessoa que estava atrás dela desejava a fugitiva e a criança, mas Cass não fazia ideia do que ele estava falando.
Quando a sua filha, Olivia Carter, chega ao Castelo, ela começa a entender melhor as coisas. A jovem, que na verdade é filha do coração de Cass, está fugindo de seres que a querem, e além disso está grávida.
"Estar perto daquela nanica não apenas colocava sua imortalidade em risco como também o lembrava a todo momento que estava amaldiçoado."
Olivia se envolveu com alguém do mundo imortal e sua criança é desejada pelo Meio (purgatório). As investidas contra o Castelo dos Pendragons se tornam constantes e violentas, e seus moradores terão que proteger a jovem mortal e seu bebê.
No meio disso, Lucien, mais conhecido como o demônio, começa a fazer visitas ao local para falar com sua filha, assim como Antígona.

Por que o Meio deseja tanto o bebê de Olivia? Quem é o pai da criança?


Uma coisa que adorei neste volume é que não são necessariamente continuações do enredo. É claro que é preciso ler o primeiro volume para entender alguns fatos importantes do primeiro, mas o foco da trama é completamente distinto.
Neste livro o foco é em descobrir o porquê do Meio desejar o filho de Olivia e essa proteção em relação a jovem.

Cass ama a Olivia como uma filha, então os homens da sua vida sabem que devem protegê-la, ou ela sofrerá. 
Além desse foco na proteção de Olivia, Cass também descobrirá muitas coisas sobre o seu passado, como quem é a sua mãe e como ela chegou a Terra.
"Aprendi que nem todos os corações estão perdidos para sempre. Sinto muito que você não possa perceber isso também."
Confesso que essas informações sobre a Cass me surpreenderam. O mais bacana é que ela trata tudo com naturalidade, ela não pira. Isto se deve principalmente ao fato dela não ser uma adolescente histérica. Cass é uma mulher adulta que já passou por muitas situações e que sempre fez o seu melhor para sair de todas elas, eu admiro-a muito.

O quarteto amoroso entre Cass, Luke e os gêmeos Arthur e Lancelot continua firme e forte. Todos os três homens sentem algo por ela e fariam qualquer coisa para protegê-la, inclusive dar a sua vida.
Desde o volume anterior, eu tinha explanado que minha preferência era o Lancelot, por todo o seu jeito sarcástico de ser e aqui ele só me deu mais motivos para amá-lo. Ele vai cuidar de Olivia como se ela fosse sua filha, alimentando-a constantemente. Homem que nos dá comida merece ser reverenciado.


O enredo passará por vários momentos e em cada um deles teremos muita ação. Eu amei a entrada de Lucien na narrativa, o demônio vai mostrar para a Cass outro lado e que se preocupa com quem ama. Antígona também vai acabar aparecendo de uma forma bem positiva, a imagem que tinha dela no primeiro volume foi sendo desfeita.

Com a narrativa em terceira pessoa fica perceptível o amadurecimento dos personagens neste volume. Arthur e Lancelot não pensam apenas em ficar brigando ou se provocando, na verdade, Lancelot deseja o perdão do irmão. Já Luke continua receoso com a proximidade que Cass tem com os gêmeos.

Já o motivo para Olivia está sendo caçada é plausível. Queria muito contar de quem o bebê é filho, mas seria um super spoiler, então vou ficar quietinha. Mas, fui totalmente surpreendida por essa parte nova inserida e fiquei de queixo caído com algumas outras informações.
"O pior de tudo é que o bretão não tinha a menor dúvida de que se tivesse que escolher, escolheria a celta endiabrada que sempre dava um jeito de torturá-lo com magia prateada."
Que desfecho foi esse! Sério, terminei a leitura deste livro totalmente surtada e não acreditando no que a Graci fez ao final. Meu coração se apertou tanto com as últimas páginas e inclusive chorei horrores com uma das últimas cenas. Ainda me nego a acreditar que aquilo seja verdade e espero que tenha uma grande reviravolta no terceiro volume ou irei fazer panelaço na frente da casa da autora (se prepare Graci!).

A escrita da Graci continua maravilhosa. Ela consegue trazer muitas informações sobre o universo criado por ela, mas sem se perder ou deixar o leitor confuso. Tudo segue uma linha tão racional e bem amarrada, que se torna fácil acreditar em tudo que é lido.
Já a edição segue a linha do primeiro volume. Capas incríveis, boa diagramação e revisão.
"Amei você do jeito mais egoísta que poderia."
A Maldição de Lancelot é uma fantasia envolvente e bem escrita. Cass precisará proteger alguém que ama e para isso não medirá esforços. Seu coração ainda estará dividido, mas ela o daria completamente para salvar quem ama, principalmente se tratando de sua filha.
Em uma guerra, decisões difíceis precisarão serem tomadas e nem sempre é possível manter todos vivos. A imortalidade não é para sempre e este livro é a prova...

Beijos da Lice

9 comentários

  1. A capa do livro é bastante bacana!
    Raramente leio histórias de aventura.
    O gênero me agrada às vezes, mas não é muito meu estilo.
    A única obra do tipo que realmente eu apreciei demais a ponto de virar fã, foi a Trilogia da Pepper, "Não Pare".
    Mas a história, pra quem curte, parece ser bem escrita. Percebi isso por alguns quotes. Aliás, me deu até vontade de ler mais alguns. "Amei você da forma mais egoísta que poderia" É uma frase bem interessante e uma pessoa apaixonada por palavras como eu, não pode deixar passar um jogo de palavras interessante como esse. rsrs
    Adorei a resenha como sempre.

    ResponderExcluir
  2. Olá Alice!
    Confesso que o artigo está bem escrito e bem explicado sobre do que se trata a história e todo o resumo bem feito. Não sou fã de livros de aventura ou fantasia! Mas quem sabe se num futuro próximo não entra na minha wishlist?
    Adoro todos os artigos sobre livros e literatura… sinto que estou em casa e, com certeza que o seu não ficou-me indiferente! Quem nos manda gostar muito de livros? hehehe
    Um beijinho grande :*

    http://tudosoblinhas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. oi!
    Eu adorei a resenha :D a historia é maravilhosa, fiquei curiosa gostei da temática do livro

    ResponderExcluir
  4. Oi Alice,

    Gostei da capa do livro e que tem ela acaba envolvida numa confusão repleta de invocadores do mal que insistem em tentar cravar os dentes nela e nos seus amigos. Será uma leitura bem emocionante, goste disso, estou bem curiosa.
    Bom gostei da resenha.


    Xoxo S 🌻

    ResponderExcluir
  5. Olá! Gostei muito da resenha. Keep going ;)

    ResponderExcluir
  6. Confesso que não conhecia a história do primeiro volume, mas pela sua resenha consegui me familiarizar com o enredo e entender um pouco essa saga. Livros de fantasia são ótimos para quem quer dar asas à imaginação, as histórias são sempre criativas! Com Imortal não seria diferente, a trama parece ser emocionante! Também gostei muito da relação de Cass com Olivia e seu instinto protetor, achei super bonito.

    ResponderExcluir
  7. Uau! Que resenha maravilhosa! Olha, você realmente é muito boa nisso! Nem gosto tanto da temática, mas fiquei interessado pela obra! Tornou o enredo mais familiar. Livros de fantasia não são o meu forte. Mas lendo sua resenha antes de entrar numa livraria, cogitaria levar essa história na minha sacola.

    ResponderExcluir
  8. Guria não conheço a autora, talvez porque esteja um pouco longe das minhas últimas leituras. Mas achei o enredo interessante, acredito que se ler o primeiro livro ficará mais instigante ler o segundo. Curti a história, e adoro aventura e fantasia. Seria um combo que eu iria apreciar ler. Abraços!

    ResponderExcluir
  9. Oi, Alice!
    Achei linda a capa do livro, preciso dizer. O tom vermelho nesse fundo preto deixou um ar sombrio e misterioso.
    Não conheço essa série, aliás conheço poucos livros desse gênero. Para quem não abre mão de romances, passar para qualquer outro gênero é quase uma tortura. Mas, parabéns pela resenha.

    ResponderExcluir