27/07/2022

[Resenha] A Pequena Caixa de Gwendy - Stephen King e Richard Chizmar



Olá amores, tudo bem?

Finalmente li mais um livro do mestre King, dessa vez em parceria com o Richard, e foi uma leitura bem bacana, apesar de não ter grandes reviravoltas.

A Pequena Caixa de Gwendy
Autores: Stephen King e Richard Chizmar
Páginas: 168
Editora: Suma
Onde comprar: Amazon
Nota:  
*E-book lido em parceria pelo NetGalley
SINOPSE: 
Há três caminhos para subir até Castle View a partir da cidade de Castle Rock: pela rodovia 117, pela Estrada Pleasant e pela Escada Suicida. Em todos os dias do verão de 1974, Gwendy Peterson, de doze anos, vai pela escada, que fica presa por parafusos de ferro fortes (ainda que enferrujados pelo tempo) e sobe em ziguezague pela encosta do penhasco.
Certo dia, um estranho a chama do alto: “Ei, garota. Vem aqui um pouco. A gente precisa conversar, você e eu”. Em um banco na sombra, perto do caminho de cascalho que leva da escada até o Parque Recreativo de Castle View, há um homem de calça jeans preta, casaco preto e uma camisa branca desabotoada no alto. Na cabeça tem um chapeuzinho preto arrumado.
Vai chegar um dia em que Gwendy terá pesadelos com isso.

Gwendy Peterson tem doze anos e todo dia sobe uma escada rumo a Castle View, a Escada Suicida. Porém, um dia, quando está fazendo o mesmo trajeto, um homem de chapéu preto chama a pequena Gwendy.

Ele se apresenta como Richard Farris e dá uma caixa de botões a ela. A caixa tem oito botões, sendo seis deles relacionados a um continente (exceto a Antártida); um botão vermelho, que faz o que a pessoa quiser; e um botão preto, que pode fazer tudo. A caixa também tem duas alavancas. Uma vai distribuir um chocolate em formato de um animal e a outra vai presentear a pessoa com uma moeda de dólar de prata Morgan, que é rara e vale uma boa grana.

Depois desse presente, a vida da pequena Gwendy muda completamente. Magicamente, ao comer os chocolates diariamente, tudo passa a dar certo na vida dela. Seu corpo muda, ela fica popular na nova escola, o casamento dos pais se acerta, tudo vai para os eixos...

Porém, que consequências isso poderia trazer?


Nesse livro acompanhamos a vida da Gwendy, da infância até o início da vida adulta, com apenas os fatos mais marcantes sendo narrados.

"Gwendy se esqueceu de sentir medo. Está fascinada pela caixa."

A caixa de botões foi dada a ela junto com uma grande responsabilidade, já que é um objeto que pode, literalmente, causar a destruição do mundo.
No início, Gwendy se vê muito animada com essa chance que caiu em seu colo, mas com o passar do tempo e do florescer da sua maturidade, ela também começa a ficar receosa com o tamanho da responsabilidade.
E ao comprovar que pode causar grandes desastres, Gwendy diminui, quase anula, o consumo dos chocolates, tentando ficar o mais longe possível da caixa.

A Gwendy é uma personagem bem madura para sua idade, pois ela tinha algo de grande valor em suas mãos e não extrapolou seu uso, sendo bem comedida, até.
Essa não é uma história com personagens memoráveis, longe disso, mas a Gwendy nos conduz bem por sua história.

"Segredos são um problema, talvez o maior de todos. Pesam na mente e ocupam espaço no mundo."

A Pequena Caixa de Gwendy é uma obra com uma pegada mais juvenil, sem grandes revelações ou impactos. É uma história curta, que pode ser lida em algumas horas, e que os fatos são desenvolvidos rapidamente. No entanto, pode trazer boas reflexões acerca de poder, responsabilidade e atitudes. Não espere encontrar um livro com a marca do King, se já é um fã do autor.



5 comentários:

  1. Se a obra é mais pegada mais juvenil, é uma ótima indicação para os fãs juvenil, gosto bastante de histórias curtas e que trazem reflexões, anotado aqui a indicação bjs.

    ResponderExcluir
  2. Oi!
    Eu adoro os livros de STEPHEN KING :) as histórias são maravilhosas, fiquei curiosa já quero ler

    ResponderExcluir
  3. Amo livros assim, nessa pegada, a vida já é estressante uma leitura nessa linguagem é legal
    Abraços,
    Alécia, do Blog ArroJada Mix

    ResponderExcluir
  4. Acredito que seja um bom livro para adolescentes começarem a gostar de ler, não? Parece bem legal, fiquei com vontade de ler

    ResponderExcluir
  5. Oi Alice, tudo bem? Faz um tempinho que conheço as obras do autor mas nunca li nada dele. No entanto, já assisti várias adaptações e gosto demais das histórias criadas por ele. Uma das minhas favoritas é À espera de um milagre. Estou com Carrie mas ainda não iniciei a leitura. Depois de tantos elogios espero me surpreender com esse livro. Um abraço, Érika =^.^=

    ResponderExcluir

Alice Martins

Oiie! Sou a Alice, tenho 26 anos e sou Mestra em Engenharia de Produção. Leio todos os gêneros literários, mas tenho um apego pelo romance e pelo suspense. Sou viciada em música, série e açaí. Atualmente, trabalho com revisão literária e tenho um podcast com uma amiga. Me acompanhem nas redes e venham compartilhar amor comigo!




Facebook


Seguidores

Tecnologia do Blogger.

Mais lidos

Arquivos

Editoras parceiras