15/04/2022

[Indicação de Leitura] A escuridão de uma mulher - Thalissa Betineli


Olá amores, tudo bem?

Li o segundo livro da duologia Os Lehansters mês passado e finalmente chegou o momento de trazer minha opinião para vocês. De antemão só digo algo: corram na Amazon e leiam esse livrão!

TIRO, PORRADA, BOMBA E CHORO!

Essas quatro palavras definem muito bem a minha relação com essa história. Neste segundo volume da duologia Os Lehansters, vamos acompanhar a volta de Enzo Lehansters para Awston. Ele voltou completamente mudado, aprendeu a se tornar frio e a deixar seus sentimentos de lado, pelo menos quando não envolve um dos seus irmãos.
Fazendo parte da Máfia Bratva, Enzo está disposto a cumprir os objetivos que foram dados por seu pai. Só que para isso ele vai ter que passar por Anya Lehansters, o que não vai ser fácil.

"A ruína dos Lehansters nunca foi o incesto, mas quem éramos, quem nos tornaríamos, o que faríamos pelo que queríamos."

Anya aprendeu a ser fria com Enzo, seu irmão, depois que teve seu amor renegado. Ela vive para a empresa da família, seu clube de sexo e dominar seus submissos. A volta de Enzo vai florescer nela o sentimento de vingança, com Anya fazendo de tudo para Enzo se dar mal. Isso envolve a Anya interferindo nos planos da Bratva e colocando a própria vida em risco.


Esta não é uma leitura fácil, principalmente pelas cenas de violência, que são descritas minuciosamente, e isso envolve violência sexual também. Então, antes de tudo, se forem ler, saibam que precisam ter estômago forte para algumas cenas em específico.

"Nunca foi uma história de amor. Era sobre o amor. O próprio, o por nossos objetivos, por nossa visão, por nossa existência."

A escrita da Thalissa só melhora, e a cada livro que leio dela fico mais surpresa com a qualidade e a forma como essa mulher consegue prender o leitor em sua narrativa. Apesar de ser um livro enorme, é o tipo de leitura que você realiza em dois dias, pois não consegue largar até chegar ao final.

Toda a questão da Máfia continua sendo bem feita. A Thalissa coloca os detalhes pertinentes, nos fazendo entrar de cabeça nesse universo, com toda frieza, crueldade e violência existente. Eu não sabia se torcia para os planos da Bratva darem errado ou certo (porque queria que o Enzo não sofresse).

"Eu sempre seria minha própria heroína. E também minha vilã. Adorava e odiava. Sofria e me confortava."

A relação da Anya e do Enzo continua sendo angustiante. Os dois sentem uma atração violenta, mas não querem e não podem se entregar, porém estão sempre voltando para os braços um do outro.
A Anya, especificamente, nesse livro, é uma personagem que despertou sentimentos dúbios em mim. Eu entendia essa raiva dela, de querer ferrar a Bratva, mas a achava meio inconsequente. No entanto, ser inconsequente é o que define essa mulher, e não tinha como esperar algo diferente dela. Anya é uma força da natureza, uma mulher única e que só conhecendo-a, para entender um pouco da potência dessa mulher!
Já o Antone, o outro Lehansters, continua se afundando em seu vício de bebidas, e as coisas só vão piorando no decorrer do livro, já que as drogas vão entrar no meio também. Quero muito um livro dele, para acompanhá-lo melhor.

Se tem uma coisa que não falta nesse volume são reviravoltas impactantes. Finalmente vamos descobrir o segredo que Enzo guardou pela vida toda, mas a Thalissa fez essa revelação inserindo muitos plots, então é um surto atrás do outro. Os capítulos finais são pura explosão, prendi a respiração em várias cenas e o coração acelerou. Preparem-se para as mortes, pois são várias, não teve miséria nesse quesito. Inclusive, chorei feito uma condenada no final. Thalissa soube me destruir como ninguém.

"Amar e odiar era tóxico para nós, mas era a única forma que tínhamos."

Outro ponto que gostei, foi que tivemos capítulos com as pessoas que começaram tudo isso, então entendemos todos os motivos para Enzo ter feito o qie fez. Todos os pontos mostrados pela autora foram muito esclarecedores.

A escuridão de uma mulher é um romance dark violento, cruel e intenso. Nessa obra iremos ver o lado escuro da vida de uma mulher, que não mede esforço para chegar onde deseja e que não tem limites. Os Lehansters são todos quebrados e aqui veremos isso com mais força, entrando na escuridão desses irmãos. É um livro brutal, que aborda tabus e que tem drama no ponto certo. Recomendo demais essa duologia para quem gosta do gênero, pois é um livrão com tudo que os leitores têm direito!

"Sou aquela que não deveria existir, sou a sua fraqueza e também a sua força, mas, no final, sou o que eu quero."

A escuridão é apenas uma parte dos Lehansters, que precisam se esconder em faces para não declinar de uma vez...

Beijos da Lice

2 comentários:

  1. oi!
    Eu gostei da sugestão a historia é bem interessante, vou por na lista de leitura..

    ResponderExcluir
  2. Oi Alice, tudo bem? Não costumo ler muitos romances, então acredito que romance dark nunca tenha lido. Mas acho a premissa interessante, ainda mais quando o autor foca em outros assuntos além do romance. Pela sua experiência dá para perceber que houve bem mais do que isso. Também gostei que foram resgatados personagens antigos para dar um pouquinho de nostalgia à história. Um abraço, Érika =^.^=

    ResponderExcluir

Alice Martins

Oiie! Sou a Alice, tenho 26 anos e sou Mestra em Engenharia de Produção. Leio todos os gêneros literários, mas tenho um apego pelo romance e pelo suspense. Sou viciada em música, série e açaí. Atualmente, trabalho com revisão literária e tenho um podcast com uma amiga. Me acompanhem nas redes e venham compartilhar amor comigo!




Facebook


Seguidores

Tecnologia do Blogger.

Mais lidos

Arquivos

Editoras parceiras