[Resenha] Híbrida - Mari Scotti

Olá amores, tudo bem?

Uma das últimas leituras que fiz foi essa da Mari Scotti, que foi uma grata surpresa. Eu amei demais e não vejo a hora de ler os próximos livros da série.

Híbrida
Neblina e Escuridão, Livro I
Autora: Mari Scotti
Páginas: 304
Editora: Novo Século
Onde comprar: Amazon
Nota:  
*Livro cedido pela autora
SINOPSE: 
Por toda a vida, Ellene teve a sensação de ser diferente de seus irmãos e dos moradores de sua vila, pois não adquiriu características de lobo, como era esperado. Com um espírito rebelde, resolve desvendar o passado em busca de sua verdadeira origem. O que não planejava era entrar no meio de uma rixa entre vampiros, a raça que aprendeu a temer e odiar desde menina. Para piorar, seus pesadelos voltaram: sonhos com um homem misterioso de olhos ameaçadores, envolvido por uma densa neblina. Há quase cem anos a rainha dos vampiros foi sequestrada e seu marido, Milosh, desde então busca incessantemente encontrá-la. O tempo é escasso e as autoridades do Conselho desejam eleger um rei cruel em seu lugar. Na tentativa de tardar a mudança, ele se une à maior inimiga da rainha. Qualquer erro pode condená-lo à morte e subjugar todos os seus iguais. Ellene e Milosh mal sabem que aquilo que buscam os colocará frente a frente, em uma trama de intrigas, poder, amor e ódio.
Ellene é uma jovem que sempre se sentiu um tanto quanto deslocada em relação aos moradores da vila em que mora, visto que ainda não se transformou em lobo, como todos os outros jovens com idade apropriada.
Ela foi deixada na casa dos pais ainda bebê, e finalmente vai tentar descobrir suas origens, visto que os pesadelos que costumava ter com frequência voltaram a lhe assombrar.

Em paralelo vamos conhecer Milosh, um vampiro casado com a rainha dos vampiros, que foi sequestrada há quase cem anos. Desde o desaparecimento de Elizabeth, a rainha, Milosh a procura, pois os vampiros estão saindo do controle sem alguém para comandá-los, e ao completar cem anos do desaparecimento dela, outro rei/rainha terá que ser escolhido.

Ao passo que tenta saber mais sobre si mesma, Ellene se colocará em perigo, batendo de frente, inclusive, com aqueles que foi ensinada a temer desde sempre: os vampiros.
Como o destino de Ellene e Milosh se esbarrará? O que Ellene vai desvendar sobre sua origem? 


Comecei essa leitura sem saber o que esperar e fui gratamente surpreendida. A Mari nos entrega uma história com seres sobrenaturais, com foco nos vampiros e lobos, que é muito bem escrita e envolvente.
Amei o fato dela trazer vampiros "tradicionais", que não podem sair no escuro e que possuem um Reino bem planejado, inclusive com um Conselho e regras a serem seguidas. Uma das principais regras, que é punida com morte, diz respeito a ter filhos. Os vampiros não podem ter filhos, já que os híbridos são temidos por eles.

Narrado de duas perspectivas diferentes, o leitor pode acompanhar a busca de Ellene sobre seus laços sanguíneos, ao mesmo tempo que nos deparamos com Milosh tentando encontrar a rainha e evitar que os vampiros saiam completamente do controle.

"Híbridos eram temidos, porque podiam andar pelos dois mundos, dia e noite, sem precisar de proteção contra o sol e misturando-se facilmente com os mortais."

Ellene vai contar com a ajuda, na grande maioria do tempo, do seu melhor amigo, Tomás, que é um lobo e completamente apaixonado por ela.
Já Milosh vai precisar se unir a grande inimiga da rainha, para tentar colocar tudo nos eixos enquanto ganha tempo para encontrar Elizabeth.

As duas histórias vão sendo entrelaçadas aos poucos, o que achei sensacional. Creio que fique muito claro, desde o início, de onde vem a origem da Ellene, mas o que mantém a chama da curiosidade acesa é saber todos os detalhes por trás.
Confesso que não saber quem é "bom" ou "mau" foi uma das coisas que mais curti, pois em um momento você pensa que alguém está ali para ajudá-los, e em outros descobre que talvez não seja bem assim.

"As pessoas mudam por vontade própria. Em tudo nós temos duas escolhas: ver o que de bom tiramos de uma situação ou aceitar o ruim e nos tornarmos pessoas ruins."

Terminei este primeiro volume desejando ler o próximo o quanto antes, e, inclusive, irei fazer isso em breve. Ainda tem muita coisa para ser revelada e quero, principalmente, ver como os personagens irão lidar com algumas coisas específicas.

Com uma trama bem construída, Híbrida é um livro que você não consegue largar até chegar ao final. Os dramas estão presentes, assim como as revelações e as reviravoltas. Ellene vai ter que lidar com uma realidade que nunca imaginou e todo seu futuro vai fugir do planejado. Essa história tem tudo que um leitor ama: segredos, mistérios, suspense, romance e ação. Já ganhou meu coração!

Beijos da Lice

2 comentários

  1. Oi Lice!
    Já ouvi falar desse livro, mas ainda não li, fiquei curiosa sobre o enredo e para saber sobre a rainha dos vampiros e sobre a Ellene em sua busca por sua identidade, adoro ficção e seres sobrenaturais. Obrigado pela dica, parabéns pela resenha estou instigada a saber mais do desenrolar da trama, bjs!

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem? Adoro dicas de livros nacionais, e esse parece ser excelente. Já ouvi falar bastante da Mari Scotti, inclusive diversos elogios, o que me anima a tentar essa série. Ainda assim, vou esperar a resenha sua dos próximos para ter uma opinião mais definida. A premissa é bem instigante, e achei a capa lindíssima!
    Beijos

    ResponderExcluir