[Primeiras Impressões] Todas as dores de que me libertei. E sobrevivi. - Felipe Rocha

Olá amores, tudo bem?

Recebi as primeiras páginas do próximo lançamento do Felipe Rocha, então já fui correndo ler, para trazer minha opinião pra vocês.

Todas as dores de que me libertei. E sobrevivi.
Autor: Felipe Rocha
Editora: Astral Cultural
Onde comprar: Amazon
*Primeiras páginas cedidas pela editora
SINOPSE: 
Algumas dores parecem eternas, mas não são. Assim como alguns amores, se é que podemos chamá-los assim. Amadurecer também está em aprender a deixar para trás o que acreditamos amar, mas que, no fundo, nos machuca. E, muitas vezes, esse processo dói. Dói, mas ele traz a cura e, com ela, vem a liberdade. Emergir dessa névoa intoxicante é transformador. E, melhor do que descobrir que ninguém morre de amor, é ter a certeza de que a vida depois das lágrimas é ainda mais colorida, cheia de recomeços e, claro, novas paixões.


Nessas primeiras páginas da obra vamos nos deparar com a Parte Um, intitulada de Gatilhos. Trazendo crônicas e pequenos textos, além de algumas ilustrações ao decorrer da obra, o autor consegue conversar diretamente com o leitor, falando sobre os gatilhos em si, lembranças, ansiedade, intensidade, tristeza, inveja, mentira e várias outras coisas.

"As mentiras corroem o amor. Mas ela continuarão corroendo ainda mais você por dentro, caso continue se engasgando com elas."

Esse foi meu primeiro contato com a escrita do Felipe e só tenho uma coisa a declarar: preciso ler essa obra completa e correr para ler os demais livros do autor. Ele é sensível em cada linha, sendo certeiro ao fazer o leitor refletir. Foi assim que me senti com esse início: em uma reflexão sobre a vida e tudo que está ao meu redor, em como me afundar em dor não vai ser a solução.

Nas poucas páginas que tive contato, pude me encantar e me identificar bastante com vários trechos. Os que falam sobre o amor e como devemos deixar algumas pessoas irem para ficarmos melhor, são, sem dúvida, uns dos melhores.

"Toda pessoa é
A pessoa certa
A diferença é que
Algumas chegam
Para te amar
Outras para te 
Ensinar a se amar."

Já deu para ter noção que essa obra vai, de fato, focar nas dores que sentimos em diversos momentos de nossas vidas e na importância de nos libertarmos delas para seguirmos em frente e ficarmos bem. Algumas vezes nos prendemos em fatos que apenas nos arrastam para o fundo.

"O que sempre me destruiu nunca foi ter o coração quebrado, mas, sim, receber a grande promessa de que cuidariam dele para sempre."

O lançamento do livro ocorre dia 05/07, mas a pré-venda já está rolando e tem como brinde um postal sortido. Corre para garantir o seu! Em breve vai ter resenha por aqui também!

Beijos da Lice

9 comentários

  1. Parece ser um bom livro do Felipe Rocha, o livro tem temas bastante interessante como lembranças, ansiedade,tristeza, inveja, com certeza é um livro que vai valer a pena ler, bjs.

    ResponderExcluir
  2. Oi
    Ainda não conhecia o trabalho do autor é bem interessante esse livro. Já quero ler

    ResponderExcluir
  3. Que legal, bom demais conhecer um autor que encanta a gente com a leitura. Gostei demais das considerações sobre a obra.

    Abraços, Alécia do Blog Arrojada Mix

    ResponderExcluir
  4. Uma leitura que já quero ter aqui em mãos.

    ResponderExcluir
  5. E preciso sempre nos libertarmos das dores , o livro tem uma temática bem interessante.

    ResponderExcluir
  6. Que chique, fico feliz por você ter recebido essas primeiras páginas! Parece ótimo.

    ResponderExcluir
  7. Olá, tudo bem? AAAAH eu quero super ler. Esse é um dos meus mais desejados recentes. Ainda não pude comprar na pré-venda, mas vou ver se consigo quando lançar! Realmente podemos ver que nos identificaremos bastante com várias partes. Adorei a dica!
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Que resenha boa de ler. Fiquei curiosa para ler esse livro

    ResponderExcluir
  9. Gostei da sensibilidade do autor.Com certeza o recomeço é mais difícil,porém mais libertador.Fiquei muito entusiasmada com a leitura.

    ResponderExcluir