[Resenha] Pequena coreografia do adeus - Aline Bei

Olá amores, tudo bem?

Esse foi o meu primeiro contato com a escrita da Aline, e foi uma grata surpresa. Uma leitura que me prendeu e que devorei em algumas horas.

Pequena coreografia do adeus
Autora: Aline Bei
Páginas: 271
Editora: Companhia das Letras
Onde comprar: Amazon
Nota: 
*Livro cedido em parceria pelo NetGalley
SINOPSE: 
Julia é filha de pais separados: sua mãe não suporta a ideia de ter sido abandonada pelo marido, enquanto seu pai não suporta a ideia de ter sido casado. Sufocada por uma atmosfera de brigas constantes e falta de afeto, a jovem escritora tenta reconhecer sua individualidade e dar sentido à sua história, tentando se desvencilhar dos traumas familiares.
Entre lembranças da infância e da adolescência, e sonhos para o futuro, Julia encontra personagens essenciais para enfrentar a solidão ao mesmo tempo que ensaia sua própria coreografia, numa sequência de movimentos de aproximação e afastamento de seus pais que lhe traz marcas indeléveis.
Júlia presenciou de perto a família se desfazer. Os pais viviam um relacionamento cheio de brigas, com a mãe dela tendo acessos de fúria repentinos, então a separação foi inevitável. No entanto, a mãe de Júlia nunca superou o fim do relacionamento, e muitas vezes descontou, de alguma forma, sua raiva na filha.

"as pessoas 
se Abandonam
muitas nem se amam, se casam por medo
da Solisão e
têm filhos
pelos mesmos motivos."

Narrando sua infância e adolescência em meio a momentos difíceis e à falta de ternura, Júlia nos mostra as consequências de viver em um ambiente como este, o quanto ele pode ser cruel para uma criança.


Esse foi o meu primeiro contato com a escrita da Aline, e me surpreendi com a facilidade com que ela fisga o leitor em seu enredo.
Narrado ora em formato de poesia, ora em prosa, essa é uma obra sensível do início ao fim. 

"os estranhos não nos doem porque ainda não nos decepcionaram."

É quase como se a Aline nos contasse essa história em formato de música, criando uma coreografia com cada palavra e linha.
Os temas foram expostos de forma crua e dura, o que acaba causando um impacto maior no leitor, que se sente acuado, quase podendo sentir as dores e indagações da personagem.

Assim como a Júlia, também cresci em um ambiente familiar conturbado, então sei na pele os impactos que o mesmo traz nessa fase da vida. Os traumas perpetuam, criam marcas que são difíceis de serem apagadas, e o "viver feliz" parece ser algo distante, quase inalcançável.
A frase final desse livro me causou um grande choque, me deixou de queixo caído. Foi uma última palavra simplesmente aterradora.

"dá vontade de
abrir
o zíper da pele, derramar meus cacos, veja: esta sou eu."

Pequena coreografia do adeus é uma leitura leve e ao mesmo tempo intensa, que escancara problemas familiares e nos faz refletir sobre a vida e a falta de amor. Pequenos adeus acabam construindo um fim irremissível...

Beijos da Lice

11 comentários

  1. Não conhecia a autora mas achei o tema do livro interessante e importante para abrir nossa mente , sobre os traumas que temos que lidar em nossa vida.òtima indicação.

    ResponderExcluir
  2. oi!
    Adorei a resenha !! Ainda não li nada da Aline,quero muito ler esse. Achei a capa linda..

    ResponderExcluir
  3. Achei a história do livro sensacional e casa muito com os momentos atuais. Não conhecia a autora, mas já vou procurar saber mais.

    ResponderExcluir
  4. Oi,tudo bem ?

    Nossa a proposta do livro já chama a atenção e mostra que o livro é tocante. Separação, solidão e pontos de vistas nessa situação devem ser tratados e mostrado sim, além de ser um tema atual.

    ResponderExcluir
  5. Estou com este livro na minha pilha de futuras leituras, gostei de saber que tem uma leveza, pois gosto muito de mesclar os tipos de leituras. Agora fica a curiosidade até chegar a vez dele.

    ResponderExcluir
  6. Oi Alice, tudo bem? Ah, que legal saber que você leu esse livro. Recebi na semana passada e achei a edição simplesmente perfeita. Quanto ao enredo já tinha me chamado atenção quando assisti uma live da autora conversando com a Cia das Letras. Não conheço a escrita da autora ainda mas pelo que ela contou sobre seu processo de escrita, de onde vieram as ideias, e como o público está recebendo esse lançamento é impossível não ter curiosidade. Me chamou atenção o crescimento da personagem ao longo da história. Quando terminar a leitura te conto o que achei. Um abraço, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
  7. Nunca li nenhuma obra de Aline, mas sem dúvidas chamou muito a atenção. É o tipo de história que prende e cativa.

    ResponderExcluir
  8. Oi Alice, tudo bem?
    Eu peguei o ebook desse livro, mas ainda não li. Não sabia que era narrado em poemas e prosa, adorei saber. Também cresci em meio a pais com relação bem conturbada, e a imagino que deve mexer mesmo com a gente. Amei a dica e as fotos.
    Abraços

    ResponderExcluir
  9. Oi minha linda! Não conhecia o livro, mas parece ser uma obra bem intensa mesmo. Queria muito ler outro livro dela que é o peso do pássaro morto. Eu amo poesia, ia gostar dessa obra tbm.

    Beijos,
    Paloma Viricio

    ResponderExcluir
  10. A pequena coreografia do adeus é uma leitura tao necessaria para todos os pais entenderem os estragos que fazem na vida dos filhos quando não sabem ser adultos e bem resolvidos.

    ResponderExcluir
  11. Achei bem interessante, gosto desse tipo de livro porque nos faz pensar na nossa responsabilidade na vida perante a vida e os outros, amei a indicação, já quero lê-lo!

    ResponderExcluir