[Resenha] Acorda pra vida, Chloe Brown - Talia Hibbert

Olá amores, tudo bem?

Um dos últimos lançamentos da Paralela foi Acorda pra vida, Chloe Brown, e chegou o momento de eu compartilhar minha opinião sobre este livro.

Acorda pra vida, Chloe Brown
Autora: Talia Hibbert
Páginas: 381
Editora: Paralela
Onde comprar: Amazon
Nota: 
*E-book cedido em parceria com a editora pelo NetGalley
 Conteúdo Adulto
SINOPSE: 
Depois de quase ser atingida por um carro em alta velocidade, Chloe Brown se deu conta de que seu obituário seria um tanto entediante. Para reverter essa situação, ela decide montar uma lista de atividades necessárias para finalmente “acordar para a vida”.
Mudar assim não é nada fácil, mas, para sua sorte, Chloe encontra alguém que ― mesmo a contragosto ― pode ajudá-la nessa missão. Seu vizinho Red Morgan é um motoqueiro misterioso, que tem várias tatuagens e mais sex appeal que uma estrela de Hollywood.
No entanto, um acordo leva Chloe e Red a se aproximarem e perceberem que suas primeiras impressões um do outro estavam erradas. E que, mesmo com traumas do passado e receios quanto ao futuro, o amor nunca perde a chance de surpreender.
Chloe Brown é uma jovem que tem fibromialgia, ou seja, ela sofre com dor constantemente, que chega a ser insuportável quando está no meio de uma crise.
Depois de quase ser atropelada, ela pensa em como seria seu obituário, chegando à conclusão que sua vida é entediante.

É assim que Chloe decide criar uma lista para fazer coisas desafiadoras, para sair do comodismo em que se encontra. O primeiro feito que ela realiza é sair da casa dos seus pais, passando a morar sozinha.

"A sobrecarga física levava à dor e a uma exaustão de entorpecer a mente. O que levava a remédios e insônia. O que levava a comprimidos para dormir e confusão mental. O que, resumindo, levava a sofrimento."

Redford Morgan é zelador do prédio em que Chloe começa a morar. O homem exala um sex appeal, tendo o estilo de um motoqueiro misterioso.
Ele e Chloe não se dão muito bem de início, mas quando se aproximam por causa de um gato em uma árvore, Chloe vê nele alguém que pode lhe ajudar a cumprir a sua lista.

Um romance entre duas pessoas tão diferentes poderia dar certo?


Que livro INCRÍVEL! Comecei essa leitura sem saber o que esperar, mas de cara encontrei uma mulher negra, acima do peso e que tem fibromialgia. Eu já conhecia a doença retratada, por ter uma amiga que a tem, mas sei que muitas pessoas não fazem ideia do que é, então essa é uma oportunidade da fibromialgia ser colocada em pauta para discussão.

"Coisas boas costumam levar a dor."

A autora conseguiu descrever muito bem a relação da Chloe com a dor crônica. Não é apenas o corpo dela que se sente exausto o tempo todo, mas também a sua mente.
Como tem uma doença que é "invisível", a Chloe sofreu muito no passado, quando as crises ficaram violentas e seus amigos e namorado achavam que ela não tinha nada, que era "frescura". Isso foi algo que a afastou de todos, a deixando próxima apenas da sua família.

Na outra ponta da história temos o Red, um homem que trabalha como zelador, mas que é um artista que abandonou sua carreira. Red viveu um relacionamento abusivo, onde foi diminuído, e com isso parou de expor as suas pinturas, se fechou em seu próprio casulo. Mas durante o enredo ele vai voltar a encontrar sua luz.

"O amor nunca é seguro, mas com certeza vale a pena."

É interessante ver a interação de Chloe e Red, porque são duas pessoas que estão quebradas de diferentes maneiras, mas que vão criar uma ligação por conta da lista e das descobertas que passam a fazer sobre o outro. A relação inicial ruim entre eles vai sendo dissipada aos poucos e, ao fim, o que resta é todo desejo que está entranhado em ambos.

A Talia também expressa o quanto a terapia é importante para as pessoas, principalmente para quem saiu de uma relação abusiva. 
São as junções de pequenas coisas que tornam essa obra tão maravilhosa! A autora soube trazer todos os temas com sensibilidade, mas não deixando de mostrar a dor e o trauma dos personagens.

"Coragem não era uma questão de identidade, mas de escolha. E ela o escolheu."

Acorda pra vida, Chloe Brown é uma comédia romântica deliciosa e com algumas cenas eróticas. Trazendo personagens únicos, a autora constrói uma história que mostra as diferentes feridas do ser humano, revelando processos singulares, mas com o mesmo objetivo. Chloe e Red são imperfeitos, cheios de insegurança, porém estão dispostos a se tornarem melhores e vão precisar desenvolver um caminho para seguirem juntos. Chloe não vai apenas acordar para a vida, ela vai encontrar motivos para viver!

Beijos da Lice

8 comentários

  1. Oi Alce, tudo bem?
    É exatamente o que você falou, como é uma doença difícil de ser diagnosticada, as pessoas não acreditam, inclusive os médicos. Conheço casos muitos tristes. Achei super importante a autora abordar esse tema. O livro parece ser lindo. Dica mais do que anotada. Sua resenha ficou ótima!!
    beijinhos.
    cila.

    ResponderExcluir
  2. O livro parece muito interessante, inclusive achei interessante termos que passar por um trauma para fazer com que a vida vala a pena de verdade.
    Enfim, até a sinopse já leva a reflexão. Beijos 😘

    ResponderExcluir
  3. A fibromialgia é uma doença sem evidência científica o que leva a que muitas vezes não lhe seja dado o devido valor. Vê-la ser descrita num livro me parece um optimo caminho para abrir alguma mentes.

    ResponderExcluir
  4. oi!
    Eu adorei a sugestão de livro é bem interessante, não conhecia o trabalho da autora...

    ResponderExcluir
  5. Adorei a resenha!
    Gosto muito de livros com reflexões importantes.
    Amei a frase:
    "Coragem não era uma questão de identidade, mas de escolha. E ela o escolheu."
    Obrigada por compartilhar ❤

    ResponderExcluir
  6. Oie minha linda! Eu amo comédias românticas com personagens únicos, fiquei encantada com essa dica.
    Li muito sobre a fibromialgia quando a Lady Gaga revelou sofrer da doença, realmente é barra pesada.

    Capa lindinha d +

    Beijos,
    Paloma Viricio💙💫

    ResponderExcluir
  7. Olá Alice!Acorda pra vida é um livro que aborda um assunto muito importante,que as pessoas ao ler entendam este lado sofrido da fibromialgia,tão incompreendido por todos.
    Tenho fibromialgia e me identifico com a Chloe,convivemos com dores diárias,dias mais difíceis que outros e temos que acordar pra vida mesmo enfrentando um leão por dia,manter um sorriso no rosto e conviver com a incompreensão.
    Parabéns a autora Talia Hibbert é um excelente livro,e a você pela sua resenha elaborada com carinho,vou ler com certeza.Grata!Bjs

    ResponderExcluir
  8. Uma história bem interessante, gosto do tema, relacionamentos são difíceis de prever se terão continuidade e como a vida, são imprevisíveis.Acho que é uma leitura agradável e estou buscando exatamente esse tipo livro.amei a indicação.bjus.

    ResponderExcluir