[Resenha] No Final Ficam os Cedros - Pierre Jarawan

Olá amores, tudo bem?

Hoje é dia de trazer a resenha de uma obra que acabou me surpreendendo. No Final Ficam os Cedros me arrebatou com seu enredo e personagens!

No Final Ficam os Cedros
Autor: Pierre Jarawan
Páginas: 440
Editora: Jangada
Onde comprar: Amazon
Nota: 
*Livro cedido pela editora
SINOPSE: 
Pouco antes de Samir nascer, sua família fugiu do Líbano para a Alemanha. Quando seu pai desapareceu sem deixar vestígios, Samir tinha apenas oito anos. Agora, vinte anos mais tarde, ele parte para o "País dos Cedros", numa viagem que deve unir presente e passado, a fim de decifrar o enigma desse desaparecimento. Com um misterioso slide nas mãos, e as lembranças das histórias do pai na bagagem, ele não tem outra escolha senão se lançar rumo ao desconhecido e viajar para Beirute, berço dos contos de sua infância, para encontrar pistas à sombra dos famosos cedros da terra natal de seus pais. Sua busca o conduz por um país ainda dividido, e em pouco tempo Samir tem a impressão de seguir as pistas não apenas do pai, mas também do efeito devastador que um segredo de família pode causar.
Os pais de Samir fugiram do Líbano para a Alemanha logo depois que se casaram, com o propósito de ficarem longe da guerra civil. Sendo assim, Samir nasceu na Alemanha, mas sempre esteve conectado ao Líbano pelas histórias que seu pai contava.

Ele cresceu ao lado dos pais e de Hakim, um amigo da família, que também fugiu do Líbano. O homem tem uma filha, Yasmin, que apesar de ser alguns anos mais velha que Samir, acabou sendo a companheira dele durante a sua infância, com quem ele compartilhava as histórias contadas por seu pai.

"Assim como sua alegria tinha algo contagiante, sua melancolia também me contaminou como uma gripe."

Quando está com 8 anos, a vida de Samir muda completamente. Seu pai começa a ter alguns comportamentos estranhos e certa noite, simplesmente desaparece, sem deixar rastros.
Após 20 anos, Samir ainda lida com a dor do abandono e com as consequências que o sumiço do pai trouxe para sua vida.

Em busca de respostas, Samir parte para o Líbano e lá vai desvendar todos os segredos por trás da vida do pai, além de encerrar um capítulo da sua própria história. O que o país dos cedros poderá revelar para Samir?





Essa é uma história que nos faz passear por um mar de reflexões. Samir sempre foi ligado ao pai, principalmente por causa das histórias que este lhe contava. Quando o homem desapareceu, o garoto não lidou bem com a situação.

"Algumas histórias não merecem ser contadas uma segunda vez."

Narrado entre o presente e o passado, vamos acompanhar a busca de Samir por respostas no Líbano, onde ele nutre a esperança de poder reecontrar seu pai. É interessanter perceber como o abandono do pai acabou interferindo na vida de Samir, assim como na família inteira.

Samir tem uma única pista de onde seu pai possa estar e é através dela que outras vão sendo desvendadas e o homem vai conhecer todos os segredos guardados pelo pai.
O livro fala da política, religião e guerra do Líbano, e é interessante ver como o autor conseguiu trazer essas questões de forma nítida e passar informações pertinentes para o leitor. Acabei aprendendo muito enquanto lia e isso é sensacional.

"Você respira, Samir, mas não vive."

A jornada de Samir é complexa e me deixou nervosa em alguns momentos, principalmente nos finais, onde alguns pontos vão ficando claros e o leitor consegue ter um panorama completo sobre o pai dele. Creio que seja impossível não sentir um pouco de remorso de algumas atitudes do pai de Samir, já que elas são tão controvérsias e delicadas. 

Temos uma insinuação de romance na narrativa, visto que Samir vai ser impelido a encerrar seu passado graças ao grande amor da sua vida. Ele necessitava ter suas respostas para prosseguir com seu futuro.
O desfecho do livro traz pequenas reviravoltas que são capazes de nos deixar em polvorosa e amei as cenas finais, apesar de achar algumas "enfeitadas demais" para fechar a obra.

"Talvez não exista essa verdade superior que sempre esperei encontrar."

No Final Ficam os Cedros é um livro focado em uma busca por respostas. Samir conviveu com o sentimento de abandono por sua vida inteira e agora vai entrar fundo no passado do pai. Uma narrativa tocante, potente e reflexiva, capaz de nos fazer questionar o poder que algumas decisões e segredos podem ter na vida. Samir vai encontrar no Líbano as explicações para sua existência!

Beijos da Lice

7 comentários

  1. Olá Alice !
    Tem momentos na vida que guardamos segredos para a vida inteira e achei interessante esse livro falar dessa dificuldade desse pai com o filho e essa descobertas dessas resposta, pois nada fica escondido para sempre... Adorei sua resenha... bjs e sucesso!

    ResponderExcluir
  2. Alice, pra início de conversa adorei o título e a foto da capa, só por ela já pegaria o livro para ler. Bom, mas se não bastasse isso, a trama parece muito interessante e profunda. Esse cenário da fuga da guerra, o contexto envolvendo política e religião e toda a consequência disso tudo culminando no desaparecimento do pai, fez com que eu ficasse curioso demais para ler.

    ResponderExcluir
  3. Querida amiga parabéns pela resenha, o livro é muito interessante é claro que vou colocar na minha lista, me fez ficar curiosa, obrigada pela indicação, beijinhossssssss

    ResponderExcluir
  4. Gostei muito da sua resenha. Muito bom que além de contar sobre o enredo do livro você falou sobre como se sentiu lendo, me interessei bastante pela história pelo fato de que também aborda política, religião e guerra no líbano.

    ResponderExcluir
  5. Olá Alice!Bem interessante a história,conviver com sentimento de abandono ao longo da vida,e a busca de todas as respostas me parece fascinante,fiquei bem curiosa para saber se Samir vai encontrar todas as respostas para suas dúvidas.
    Excelente resenha!Bjss

    ResponderExcluir
  6. Oi Alice, tudo bem? Quando soube do lançamento desse livro logo li a sinopse e achei a premissa interessante. O autor trazer lugares diferentes daqueles aos quais estamos "acostumados" é um ponto que me deixou curiosa. Lemos tanto livros americanos/britânicos que muitas vezes não conseguimos nos conectar a outras culturas. Talvez por isso nos últimos tempos tenha dado preferência a histórias ambientadas na Irlanda, Noruega, Islândia, Suécia e países daquela região. Esse mês comecei a ler sobre o Judaísmo que traz a cultura de Israel um conteúdo muito rico. Agora fiquei curiosa pelo Líbano também. Um abraço, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
  7. Ola! Esse me parece aquelas leituras profundas que nos envolve do início ao fim com um final surpreende. Curiosa fiquei uma excelente dica e resenha! Beijos

    ResponderExcluir