[Resenha] Três Vezes Nós - F. Locks

Olá amores, tudo bem?

A Francine Locks lançou recentemente o terceiro volume da Trilogia Irmãos Jackson e é claro que eu precisava conferir. Achei que o segundo livro da trilogia seria meu favorito, mas fui enganada completamente. TJ e Beth roubaram meu coração!

Três Vezes Nós
Trilogia Irmãos Jackson
Autora: Francine Locks
Páginas: 410
Editora: Réserver Editora
Onde comprar: Amazon
Nota: 
*E-book cedido pela autora
SINOPSE: Tales Jackson gosta de barulho e casa cheia, por isso, quando perde sua mãe e seu pai se entrega ao trabalho, tudo o que ele tem é seu irmão silencioso, Tyson, para dividir uma mansão, e é para compensar o silêncio que eles deixam, que ele dá tantas festas.
O problema de estar rodeado de pessoas é que, quanto mais amigos você tem, mais superficial pode ser a amizade entre eles.
Depois que Max bateu em sua porta, tudo mudou e agora, seus dois irmãos estão apaixonados vivendo com suas garotas, enquanto TJ deixou a sua para trás, e, quando se encontra sozinho e o silêncio realmente grita em seus ouvidos, ele percebe o tamanho do erro que cometeu.
Elizabeth e Tales são totalmente incompatíveis; mesmo assim, são tudo o que o outro precisa. Por isso, ele quebra a promessa que fez e vai atrás de Beth, sem saber que dessa vez é ela quem precisa dele.
E adivinhem?
Dos três irmãos Jackson, Tales é o único que não tem uma namorada. Por muito tempo ele tentou preencher o vazio da morte da mãe e a distância do pai com festas e mulheres, mas isso nunca foi o suficiente.
Quando ele conheceu Elizabeth, as coisas mudaram. Eles se tornaram amigos, algo mais surgiu, mas eles se magoaram profundamente e prometeram se afastar.

Beth trabalha no Coyotes Bar para sustentar a sua família. Sua mãe sofre de transtorno bipolar e seu pai é um viciado, que passa o dia bebendo no sofá de casa. Beth sofre violência doméstica a muito tempo e a única coisa que a impede de ir embora é sua irmã, a pequena Mackenzie. É por ela que Beth faz turnos dobrados no bar e tenta pagar as dívidas da família.

"Dói saber que não tenho o que fazer além de resistir e viver um dia de cada vez. Dói não poder fazer planos para o futuro."

Quando ela está passando por um momento complicado na vida, TJ descumpre a promessa que fizeram e a procura. A mãe de Beth parou novamente com o tratamento, decidiu voltar a pintar e isso só significa uma coisa: problemas.
Beth sabe que Tales e ela não dão certo, mas ele é tudo que ela tem. A jovem acabou sendo expulsa de casa e além de TJ lhe dar abrigo, ele está disposto a ajudá-la a conseguir a guarda de Kenzie e livrar a garota das agressões do pai.

Será que duas pessoas totalmente incompatíveis teriam alguma chance de darem certo juntas? 


Esses personagens me cativaram completamente. Beth teve que desistir da faculdade para sustentar sua casa e se mantém de pé apenas por causa da irmã. Ela escreve alguns textos e histórias, mas com turnos dobrados não encontra espaço para fazer o que ama. Todo seu tempo se divide com preocupações em relação a comprar comida, pagar as contas, cuidar da irmã e não deixar a mãe parar  de tomar os remédios.

"O problema de não falar sobre si mesmo é que chega uma hora que você não se conhece mais."

Me deparar com a Beth foi uma grande satisfação. Ela é uma mulher incrível e forte. Eu só queria abraçá-la e dizer que vai ficar tudo bem.
Tales sempre ajudou Beth. Ele nutre um carinho grande por Kenzie e mesmo quando se afastou de Beth, continuou falando com a garota, que o adora.

Acompanhar a trajetória desse livro é como embarcar de cabeça dentro de um furacão. Aqui encontraremos um TJ maduro, formado e que se dedica à empresa da família. Tales é completamente compenetrado e já não tem uma mulher diferente a cada noite na sua cama.
Morar com Beth apenas vai deixar mais claro o que ele deseja: um futuro com ela. Só que Beth é reticente por não se achar digna e por acreditar que pode desenvolver os mesmos problemas mentais da mãe. O medo impede Beth de viver.

"Tales é perfeito sim, não somente por causa do seu rosto ou corpo, mas pelo que há dentro dele, por seu coração."

Narrado em sua maioria pela Beth, sentimos de perto toda a sua angústia em relação a Kenzie, ao fato de querer protegê-la e o medo de se entregar a uma relação com o TJ. Já os capítulos narrados por Tales nos fazem perceber o quanto ele a ama e vai lutar por isso. Dos irmãos Jackson, Tales é o que tem o coração mais lindo. 
O enredo tem pequenas reviravoltas que me deixaram bem feliz. A Francine optou por trazer certo "mistério" à narrativa, o que corrobora para que algumas teorias sejam criadas e errei feio as que criei haha

Terminei esta leitura desejando ardentemente mais livros sobre essa família. Por mim a Francine escrevia spin-off de todos os personagens, pois desejo conhecer mais alguns deles.
Preciso ressaltar que amei o epílogo escrito pelo Ty, pois encerra um ressentimento que conviveu com ele por muito tempo.

"Não importa quantas vezes deu errado antes de dar certo, porque as coisas têm seu próprio tempo para acontecer."

Trêz Vezes Nós é uma leitura envolvente, apaixonante e forte. Com personagens tão distintos e temas importantes, vamos encontrar pessoas quebradas por causa de seus pais e uma jovem determinada a lutar pela irmã. Beth sempre lutou sozinha, mas Tales está disposto a enfrentar todas as batalhas ao seu lado agora. Com segredos sendo desvendados, romance na medida certa, confusões e gritarias, o leitor não consegue largar esse livro até chegar ao final. Tudo que Beth e Tales precisavam era acreditar no que sentem...

Beijos da Lice

7 comentários

  1. oi!
    Eu adorei a resenha :D a historia é bem interessante, vou colocar na lista de leitura ;)

    ResponderExcluir
  2. Ainda não tinha ouvido falar dessa trilogia,o terceiro volume já estou querendo ler , fiquei encantada com a história dos Irmãos Jackson.

    ResponderExcluir
  3. Náo conhecia a trilogia, fui ver lá na amazon e vi que era unlimited e ja coloquei na minha lista de desejos! uhauhauhaha
    Amo uma boa história e essa me deixou cheia de vontade de ler!
    Obrigado pela dica!!

    ResponderExcluir
  4. Oi querida.Não li os livros anteriores da trilogia,mas pela resenha é uma história que prende,gosto muito desse tipo de leitura,temas familiares sempre me conquistam.Adoro quando um livro me surpreende, como aconteceu com você.Obrigada pela sugestão.bjus.

    ResponderExcluir
  5. Oi, tudo bem? Que enredo mais cativante. Interessante quando o autor consegue trazer tantos personagens diferentes e tão bem construídos. Tendemos a nos identificar e sentir uma certa empatia por eles. Consigo compreender porque você gostou tanto da protagonista. Tudo o que ela enfrentou, tudo o que sofreu, dá um aperto no coração. Gosto também de acompanhar o crescimento dos personagens. Um abraço, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
  6. A gente termina de ler, loucas para que tenha o proximo né? É tão bom quando a leitura envolve a gente!

    ResponderExcluir
  7. Opa!! Adoroo demais as suas resenhas. Sempre trazendo resenhas intensas.
    Ja fiquei curiosa para ler

    ResponderExcluir