[Resenha] Misery: Louca Obsessão - Stephen King

Olá amores, tudo bem?

Este foi o segundo livro que li do King e eu não poderia ter gostado mais. A obra foi uma viagem por sentimentos perturbadores. Annie Wilkes é completamente louca, sem mais.

Misery: Louca Obsessão
Autor: Stephen King
Páginas: 328
Editora: Suma
Onde comprar: Amazon
Nota: 
*Livro do acervo da blogueira
SINOPSE: Paul Sheldon é um famoso escritor reconhecido pela série de best-sellers protagonizados por Misery Chastain. No dia em que termina de escrever um novo manuscrito, decide sair para comemorar, apesar da forte nevasca. Após derrapar e sofrer um grave acidente de carro, Paul é resgatado pela enfermeira aposentada Annie Wilkes, que surge em seu caminho. A simpática senhora é também uma leitora voraz que se autointitula a fã número um do autor. No entanto, o desfecho do último livro com a personagem Misery desperta na enfermeira seu lado mais sádico e psicótico. Profundamente abalada, Annie o isola em um quarto e inicia uma série de torturas e ameaças, que só chegará ao fim quando ele reescrever a narrativa com o final que ela considera apropriado. Ferido e debilitado, em Misery - Louca obsessão, Paul Sheldon terá que usar toda a criatividade para salvar a própria vida e, talvez, escapar deste pesadelo.
Paul Sheldon é um escritor famoso que após escrever seu novo livro, sai para comemorar em meio a uma nevasca e acaba sofrendo um acidente.
Ele é salvo por Annie Wilkes, uma enfermeira aposentada, que é fã número um dos romances de Misery, escritos por Paul.

Ao invés de levar Paul para um hospital, Annie o leva para a sua casa, onde cuida dele nos períodos em que ele se via imerso em trevas.
Annie Wilkes dava a Paul grandes quantidades de Novril, um comprimido responsável por aliviar as suas dores nas pernas machucadas, e eles aos poucos foi percebendo o quanto a mulher era louca.
"Depressivos se matam. Psicóticos, acalentados no berço venenoso de seus egos, querem fazer um favor aos outros, levando-os juntos."
Quando Annie compra o último volume da série de Misery e descobre que a personagem morreu, ela fica desvairada. A mulher não aceita a morte da sua personagem preferida, e assim acaba saindo da sua casa para espairecer, deixando Paul sozinho e sem os remédios.
Ao voltar, para acabar com a dor de Paul, Annie impõe que ele queime seu novo manuscrito, que era a sua única cópia e que ele acreditava ser o seu melhor trabalho. Como ele precisa sobreviver, Paul faz esse sacrifício.

Os dias vão passando e Paul vai percebendo o quão psicótica Annie Wilkes é. A estadia dele na casa da mulher vai começar a ter cenas sádicas e ele tem a certeza de que não sairá dali vivo.
Paul vai ser capaz de fazer qualquer coisa para aumentar seus dias de vida e agradar Annie parece ser o caminho. Porém, será que isso será suficiente? 


Misery me deixou sem fôlego em vários momentos. A loucura da Annie é palpável, fazendo você imergir completamente nas cenas e ficar tão perturbado quanto o Paul naquela situação.
O Paul vai descobrindo fatos sobre a vida da Annie aos poucos e cada um deles só comprova o que sabemos desde o início: Annie é psicótica.

O passado dela é repleto de coisas que nos deixam de queixo caído e nos fazem questionar: Como essa mulher não está presa em um manicômio?
Só que Annie tem um grande diferencial: ela é inteligente, sabendo conduzir seus atos por caminhos que lhe livraram de uma prisão no passado. Cada ação da Annie em relação a terceiros é pensada e executada com frieza e cautela, ela cria cenários e os concretiza com precisão.
"Quando o som das botas de Annie chegou à sua porta, quando a chave entrou na fechadura mais uma vez, ele pensou: Ela veio me matar. E a única emoção que o pensamento causou foi um alívio cansado."
Em alguns momentos fiquei atônita com o sadismo contido na Annie. A mulher não gosta de ser contrariada e cada vez que Paul se mostra como um "mal menino", ele sofre as consequências em sua pele, literalmente. 
Algumas cenas são bem fortes, nos fazendo embrulhar o estômago e ser necessário parar a leitura para respirar.

A escrita do King conseguiu me manter presa durante todo o enredo. O autor soube conduzir o leitor pela obsessão da Annie, nos levando a desejar ardentemente que o Paul se livre do seu cativeiro.
O fato da obra ter alguns capítulos do livro que a Annie obriga o Paul a escrever, apenas corrobora para uma imersão na mente do Paul e dos personagens que cativaram Annie Wilkes.
"Escrever um livro é como disparar um míssil intercontinental... mas um que viaja no tempo em vez de no espaço."
Esse lado autor do Paul também foi bem abordado. Ele começa a escrever o novo livro da Misery, e  mesmo no cenário que está inserido, consegue sentir que esta é a sua maior obra prima.
Paul, aos poucos, vai ficando paranoico em finalizar o novo exemplar de Misery, que jamais havia sido pensado anteriormente.

O desfecho me fez surtar com a sequência de cenas bem elaboradas, que consistem em reviravoltas impressionantes. A cada página virada, me surpreendia com o destino dado aos personagens e a ebulição de sentimentos. Sensacional, apenas!
"E de tudo o que Annie lhe fizera, tal resignação certamente era um sintoma do pior: ela o transformara em um animal alquebrado de dor, incapacitado para tomar quaisquer escolhas morais."
Misery: Louca Obsessão é uma obra impactante. Com uma escrita de mestre, King nos conduz por uma mente perturbada, capaz de cometer as maiores atrocidades. Annie Wilkes é a obsessão em pessoa. Paul é seu novo brinquedo e precisará lhe entregar um final perfeito para Misery. Talvez a obsessão seja a motivação, ao final, para uma libertação...

Beijos da Lice

28 comentários

  1. Nunca li nada do King, apesar de ele ser o autor favorito do Brayan e a gente sempre conversar sobre ele. Confesso que fiquei curiosa, pois gostos de livros que trazem um vies psicológico... Parabéns pela resenha, Alice! Como sempre muito bem escrita!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! Esse foi apenas o meu segundo contato com ele e simplesmente amei, pois o King consegue criar cenários de uma forma espetacular! Super recomendo!

      Excluir
  2. Amo Stephen King. Tenho livros e filmes dele. O mestre do terror é sempre uma inspiração para nós escritores. E Misery (Louca Obsesão) é um dos meus livros favoritos. Bela resenha. ❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! Também estou virando fã do King, pois a forma como ele tece seu enredo é formidável.

      Excluir
  3. EU AMO MUITO O KING! Quando vi nos seus stories que você tava lendo esse livro eu fiquei vidrada acompanhando tudo, porque esse é um dos livros que mais gosto dele!
    Amei sua resenha e fico muito feliz que você tenha curtido a leitura, me deixa super mega feliz! E suas fotos ficaram muito perfeitas também!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigadaaaa! Não sabia que acompanhou nos stories sobre a tour lendo King. Estou planejando começar outras leituras dele em breve.

      Excluir
  4. Alice ando bem por fora dos autores famosos, pelo sua resenha esse estar entre os top neh. Pretendo logo poder ter tempo para voltar as minhas leituras.

    bjoks nani

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O King é um dos autores mais conhecidos do gênero na atualidade, considerado um gênio por muitos. Espero que possa conhecer a escrita dele em breve!

      Excluir
  5. Olá!Não conhecia o autor Stephen King,de acordo com sua resenha me parece uma obra fascinante repleta de emoções fortes e muitas locuras.
    Excelente indicação!Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, é uma obra com fortes emoções e muitas loucuras mesmo. Uma obra que deveria ser lida por muitos!

      Excluir
  6. oi!
    Eu sou uma grande fã de Stephen King :D ele é um autor maravilhoso, adoro este livro...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também estou virando uma grande fã do trabalho dele, que é formidável.

      Excluir
  7. King é mestre. Eu amo esse livro, assim como todos os que já li dele e seus contos também. Ótima resenha como sempre. To ficando repetitiva até.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu quero muito começar a ler mais obras dele, certeza que vou adorar!

      Excluir
  8. Me sinto uma estranha nesse mundo de resenhas, porem devo deixar claro que seu blog eh lindo! Parabens

    ResponderExcluir
  9. Todo mundo fala bem dessa obra, eu sempre fui louca pra ler, mas ainda não tive a oportunidade.

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    As obras de Stephen King são sempre maravilhosas. Essa não tive ainda oportunidade de ler, mas pela resenha que li deve prender a atenção do começo ao fim.
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, é uma história que prende do início ao fim e nos deixa fissurados.

      Excluir
  11. Olá!
    Adorei o post Alice!
    Vejo opiniões divididas sobre esse livro... uns falaram bem, outros mal, mas isso só me faz ficar com mais vontade de ler hahahahah

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu só tenho que falar maravilhas, pois é uma obra de altíssimo nível que consegue prender o leitor com facilidade.

      Excluir
  12. Eu amoo com todas as minhas forças os livros do King, amei as citações que você colocou na resenha, queira ler o livro. :(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda não leu esse? Trate de ler, pois é simplesmente fantástico!

      Excluir
  13. Oi Alice,

    Apenas UAU! Sou doida pra ler alguma obra do King, mas nunca tive a oportunidade.
    Com a sua resenha, fiquei completamente curiosa pela história e também preocupada com essa doida da Annie rs
    E esse final cheio de reviravolar e surtos seus, me deu a certeza que o livro é completamente sensacional! Já quero!

    Grande beijo,
    https://almde50tons.wordpress.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também era louca para ler algo do King, e agora que comecei não quero parar. Eu quero ler todas as obras publicadas dele hahaha

      Excluir
  14. Amo ler livros do Stephen King as histórias prende agente e nós deixa com vontade de ler mais.Beijos https://katsouza.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Ainda não li esse mas já gostei da resenha vou por na lista de leitura

    ResponderExcluir