[Resenha] Reich: Entre vampiros e deuses - Aretha V. Guedes

Olá seres fantásticos, tudo bem?

Reich foi uma leitura que realizei em algumas horas e que simplesmente adorei. É o tipo de fantasia bem construída que nos fisga do início ao fim. Espero que gostem de conhecer!

Reich: Entre vampiros e deuses
Autora: Aretha V. Guedes
Páginas: 368
Editora: 3Dea Editora
Onde comprar: Amazon / 3Dea Editora
Nota: 
*E-book do acervo da blogueira
SINOPSE: O Reich é um lugar de mistérios. Quem vê de fora, pensa que se trata de mais um clube seleto para ricos no interior do Brasil. Aparências, no entanto, podem enganar. Ele é muito mais do que um clube, é um refúgio para uma perigosa espécie.
Isadora sempre foi uma criança peculiar, não é todo mundo que consegue levantar um carro ou ouvir através da parede. Aos trinta anos, usa suas habilidades especiais para desvendar os mistérios do seu próprio passado, como a lembrança de uma mulher que Isadora acredita ser sua tia. As pistas a levam ao misterioso Reich, onde descobre que a verdade sobre seu passado é crucial para que ela sobreviva ao presente. Seu futuro se torna incerto e Izzy se vê presa em um jogo de mentiras milenares e sedução, onde ninguém é o que parece ser.
Entre no Reich com Isadora e descubra que confiar na pessoa errada pode ser... Mortal.
Isadora Martins é uma detetive particular de 30 anos, que teve uma infância peculiar. Ela sempre conseguiu ouvir melhor do que as outras, e ter uma velocidade e força surpreendentes. Isadora também sempre teve sonhos com uma tia Luna, mas seus pais afirmavam que isto era coisa da sua cabeça. Por isso, ela passou muitos anos frequentando psiquiatras e psicólogos, tendo os mais diversos diagnósticos.

Na busca por descobrir os segredos que lhe rondam, Izzy decide ir até o clube Reich. O lugar é privado e só podem entrar pessoas que saibam a senha, mas para a audição dela, isso não é um problema. Enquanto Isadora entra no Reich, o seu amigo e colega de trabalho, Takao, a espera no lado de fora.

Dentro do Reich, Izzy consegue se meter em confusão apenas com a sua entrada. Ela é levada por um cara que começa a lhe fazer perguntas e no meio disso, lhe taca um beijo que a deixa sem fôlego. Logo em seguida, ele crava uma seringa no pescoço dela. O que Isadora não sabia é que o cara em questão é Heinz, o dono do Reich.
"Porque se vampiros existiam em Monte Carlo e eu, de alguma forma, fazia parte disso, tudo que eu acreditava sobre mim e a minha vida não passava de uma grande mentira."
Quando acorda, Isadora descobre que está em outro local como "refém". Mas, ela também descobrirá segredos sobre o mundo que está inserida. O homem que está com ela é um vampiro, e ela, uma mestiça, uma raça rara entre os vampiros. Ela também vai provar pela primeira vez sangue, o sangue de Heinz.
Com a casa dele sendo invadida, Isadora sabe que é sua oportunidade de fuga. Beber o sangue de Heinz, fez com que seus "poderes" se aguçassem, ganhando mais força. 

As descobertas acerca da vida de Isadora estão apenas começando. O que aquilo tudo significa? Ela é realmente meia vampira?


Que livro INCRÍVEL! Uma das melhores fantasias envolvendo vampiros que já li. A Aretha trouxe os vampiros "clássicos", nada de brilho ao sol. 
Neste livro, os vampiros passam o dia inteiro dormindo, pois o sol tem esse efeito sobre eles, e só acordam a noite. Os mestiços são raros porque não são afetados pelo sol e assim podem desfrutar do dia tranquilamente, sendo um perigo para os vampiros.

Isadora cresceu achando que era louca. A "tia Luna" sempre estava em seus "sonhos", assim como alguns flashbacks, e descobrir que tudo era verdade vai deixá-la perplexa e desolada com seus pais, que preferiram taxá-la como desequilibrada muitas vezes.
Ela é uma mulher forte, que não irá dar pitis quando descobre quem é. O objetivo de Isadora é claro: descobrir onde sua tia está e o que aconteceu com ela.
"Você pode ser metade vampira, mas ainda é parte humana."
Heinz é um vampiro de séculos de existência que comanda o Reich. O Reich, na verdade, é um clube frequentado por vampiros e humanos. Os humanos que frequentam o Reich, estão se oferecendo como banquete aos vampiros, que não os matam, apenas se alimentam deles. Todos que comparecem no Reich devem lealdade ao Heinz, que controla os vampiros, de certa forma.
Ele é um personagem intenso, daquele que vai despertar incertezas ao longo da narrativa, mas que no fim ganhará o coração do leitor.

Preciso citar outros dois personagens que viraram meus xodós: Takao e Cecília. Takao trabalha com Isadora e tem um humor incrível, consegue fazer piada nas piores situações.
Já Ceci, é prima de Izzy, e elas sempre foram melhores amigas. Ela é completamente louquinha e não mede esforços para ajudar e apoiar a prima. Ceci e Takao, inclusive, fazem um casal maravilhoso.
Quando os dois descobrem que Isadora é meia vampira, não vão pirar e ficar com medo. Takao vai fazer piada e Ceci vai querer estudar o sangue dela. Sério, amei esses dois e a cumplicidade existente entre eles e Isadora. São meus personagens secundários preferidos no momento!


O passado de Isadora guarda muitos segredos e ir desvendando cada um deles me deixou eufórica. A narrativa consegue prender o leitor de uma forma incrível e a sensação que tive era a de que estava lendo um roteiro de um filme. Consegui projetar todas as imagens em minha mente, como se estivesse vendo um bom filme, e isto foi um dos grandes pontos do enredo.

A forma como o relacionamento de Isadora e Heinz foi desenvolvido me causou sensações adversas. Em um primeiro momento achei tudo muito corrido, mas depois entendi que aconteceu tão fervorosamente porque ela era o acalento que ele sempre esperou. Heinz, na verdade, é um daqueles caras apaixonantes, que tenta proteger Isadora, mas a deixa lutar suas próprias lutas. Ele não quer deixá-la em casa sentada vendo o circo pegar fogo. Sério, eu queria um Heinz para mim!
"O pior preconceito é aquele que a pessoa tem de si mesmo."
Nesta obra, as coisas acontecem continuamente. Temos muita ação, com cenas que nos deixam sem fôlego e a autora soube dosar muito bem cada uma delas. 
A Isadora vai se tornando aos poucos uma grande personagem e mostrando toda o seu poder vampiresco.

A construção do enredo foi bem feita. A Aretha conseguiu misturar a história dos vampiros com a dos deuses conhecidos por todos nós, e essa foi uma grande sacada. Os vampiros neste livro possuem sua história bem formada e todos os pontos conseguem se ligar em algum momento. O passado de Heinz é explicado, e o de Isadora está interligado do começo ao fim.

Como um livro repleto de plots twists, resolvi ser econômica nos fatos narrados, então vocês podem esperar muito dessa obra, pois não narrei nem 10%.
Algumas revelações conseguiram me surpreender e fiquei de queixo caído com as ligações existentes entre as pessoas que rondam a vida de Isadora.
"Ser vampiro não significa que você é bom ou mal, isso é uma questão de caráter."
Reich: Entre vampiros e deuses é uma fantasia repleta de reviravoltas. Com um enredo bem escrito, personagens que despertam sentimentos dúbios e a busca por respostas, o leitor se envolve completamente.
O mundo dos vampiros está sendo revelado para Isadora e ela vai descobrir que eles sempre estiveram presentes na história do mundo. Sua vida está repleta de mentiras e cabe a ela descobrir todas as verdades. O Reich talvez se torne um lugar de aconchego ao final...

Beijos da Lice

7 comentários

  1. 368 página s em algumas horas ?? Com certeza a escrita e muito envolvente . Gosto da temática .super dica.

    ResponderExcluir
  2. Olá
    Adoro Vampiros clássicos, e por sua animação fiquei muito curiosa com o livro, achei a mocinha muito boa, e fiquei com vontade de descobrir os mistérios junto com ela.

    ResponderExcluir
  3. Adoro vampiros e adoro investigação. Acho que é uma ótima combinação!

    ______
    Sobre mim:
    Jovem estudante entusiasta de Psicologia que sofre com Transtorno Afetivo Bipolar (TAB). No meu blog você vai encontrar desde artigos técnicos informativos de Psicologia, Psicanálise e Saúde Mental, a também reflexões, desenhos e poemas de minha autoria.

    ______
    🌐 Relatos de um Garoto de Outro Planeta
    👍 Facebook: Relatos de um Garoto de Outro Planeta

    ResponderExcluir
  4. Oi Lice!!
    Mana, eu adoro essa temática de seres sobrenaturais e tal, mas ainda tá bem dificil de achar livros legais sobre esse assunto.
    Gostei muito da premissa e saber que você leu tudo isso em pouco tempo me deu até uma animada! Quero muito conhecer, valeu pela dica!

    ResponderExcluir
  5. Confesso que amo enredo com vampiros e quando têm reviravoltas mais ainda, gostei bastante da sua resenha, como sempre aumentando minha lista de leitura, toda vez que venho aqui.

    ResponderExcluir
  6. Oi, tudo bem? Quando o assunto é vampiro impossível não lembrar de Crepúsculo. Antes de explorarem esse universo só tinha visto o filme Entrevista com o vampiro. Depois da Bella fiquei curiosa para ler mais a respeito. Não conhecia sua indicação mas achei o enredo bem interessante. Gostei do último quote. Beijos, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
  7. Confesso que curto mais em assistir séries sobre este estilo e tal.
    Mas me parece ser um excelente livro pra ler tbm.
    https://blogdajenny2014.blogspot.com/

    ResponderExcluir