[Resenha] Meu Quase Irmão: Laura - Mônica Meirelles

Olá leitores, tudo bem?

Alguns dias atrás li essa obra e hoje venho trazer minha opinião sobre a mesma, espero que gostem de conhecer. Esse é o primeiro livro da série Irmãos Louzada.

Meu Quase Irmão: Laura
Série: Irmãos Louzada, Livro I
Autora: Mônica Meirelles
Páginas: 436
Editora: Independente 
Onde comprar: Amazon
Nota: 
*E-book cedido pela autora
SINOPSE: Laura é formada em Literatura Inglesa pela Cambridge, uma das melhores faculdades do mundo. Por estudar em outro país, a garota, por motivos que tanto a atormenta, usa da desculpa para ficar nove anos afastada de sua família do Brasil.
Quando retorna para mais um Natal em família, ela jamais poderia imaginar que o filho de sua madrasta, Bernardo, quem ela nunca se deu bem, fosse se tornar um homem lindo e provocante, porém ainda irritante, pelo qual ela fosse se encantar...
Sentir um louco desejo...
Se apaixonar...
E amar à "folgo e pólvora", como Shakespeare disse...
Mas e a família, como reagirá a essa situação? E a distância, será capaz de permitir que Laura viva um romance a la Romeu e Julieta como sempre sonhou?
Laura está de volta ao Brasil depois de 9 anos. A jovem evitou o pai durante todo esse tempo. Seus pais se separaram quando ela ainda era pequena e sua mãe foi para os Estados Unidos, levando-a junto. Por alguns anos ela voltava no fim do ano para ficar com o pai e sua nova família, mas aos 15 anos decidiu que não voltaria mais. E desde então se manteve longe de contato com o pai.

Durante esses anos, Laura levou outra vida. Sua mãe, superprotetora, não deixava a garota sair de casa nos EUA, inclusive não ia a escola, tinha aula em casa. Mas, quando a escolha da faculdade chegou, Laura foi contra o que a mãe esperava e decidiu cursar Literatura Inglesa pela Cambridge, na Inglaterra. E assim, passou os últimos 4 anos.
"Nossa senhora protetora das mocinhas sonhadoras, por que diabos esse garoto teve que crescer e ficar tão lindo assim?"
Agora, de volta ao Brasil, mas especificamente em Porto Alegre, ela terá que lidar com o pai e com as mágoas que carrega do mesmo. Ela ficará alguns dias para as festas de fim de ano.
Só que Laura não esperava lidar com o filho da sua madastra, Bernardo. O garoto que ela conheceu na infância ganhou corpo e se tornou um pedaço de mal caminho.

Revê-lo vai trazer à tona muitas lembranças do passado, inclusive a de que foi ele que roubou o seu primeiro beijo.
Ela sabe que não deve sentir nada pelo Bernardo. Além dele ser quase seu irmão, ele também é o típico mulherengo que adora uma noitada. Ele é tudo que Laura quer evitar e se envolver com ele só lhe colocaria em complicações.

Mas, será que a vida tem outros planos para Laura? 
Esse livro é daqueles que você pega e não consegue parar até chegar ao final. A escrita é totalmente envolvente e leve, o que permite a leitura de uma vez. 
Laura e Bernardo são completamente opostos. Enquanto ela é uma romântica assumida e sempre viveu de certa forma, reclusa; ele se tornou o garanhão que pega todas durante a noite.

Laura voltou porque precisa de algumas respostas por parte do pai. Esse tempo que ficou longe ela guardou muitas mágoas. Na verdade, ela nunca se sentiu da "família", pois ela viu seu pai reconstruindo um novo lar, enquanto sua mãe só tinha relacionamentos fracassados e se tornava amarga. Ela deseja construir laços com seus irmãos, Nicolas e Bia, pois tem o desejo de fazer parte da nova família do pai de alguma forma.
"Livros são como pessoas: algumas valem a pena lutar, mesmo que no início sejam bem complicadas"
Achei muito bacana a autora abordar esse relacionamento familiar envolvendo pais separados. Veremos que talvez Laura tenha conhecido algumas mentiras durante os últimos anos, um caso de alienação parental. Com o alto número de pais separados, é importante abordar este assunto e trazer também como a separação pode afetar e mudar algumas pessoas, que foi o que ocorreu com a mãe dela.

O envolvimento de Laura e Bernardo acontece de certa forma rapidamente, mas é plausível, visto que sempre existiu mais do que amor de "irmãos" entre eles. Só achei algumas coisas realmente apressadas dentro do relacionamento, mas é uma visão minha e isto não atrapalha em nada a construção do enredo. E devo ter sentido isso pelo fato da narrativa inteira se passar em 10 dias.

Outra coisa interessante que a autora abordou é o fato do Bernardo ser 2 anos mais novo que a Laura. Ainda é difícil vermos essa situação em livros, mas está havendo uma crescente nos últimos tempos.
Esse fato sempre fez Laura ver o Bê como um "pivete", um "menino" e possa ser que se torne mais uma barreira entre eles.
"É a índole da minha mãe versus o amor do meu pai que estamos falando"
É claro que durante a narrativa muitos acontecimentos irão abalar este envolvimento e são coisas que em alguns momentos me fizeram querer bater no Bernardo. O desfecho do livro acontece em um momento crítico, onde você está esperando por mais. Já estou bem curiosa para saber o que irá acontecer no próximo. E um adendo, preciso de um livro do Nicolas. 

Meu Quase Irmão é um livro delicioso, que te envolve completamente com os dilemas apresentados. Você provavelmente vai se encantar por esses dois e torcer para que eles deem certo, mas a vida vai colocar várias pedras no caminho. Na sua volta ao Brasil, Laura verá que nada sairá como o planejado e ter seu mundo abalado por seu quase irmão lhe trará muitas incertezas. Você viveria um relacionamento com seu quase irmão?

Beijos da Lice

11 comentários

  1. Ando á procura de livros leves e de fácil leitura..Obrigada pela dica, fiquei interessada :)

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem?

    Estou numa onda de ler livros mais leves e divertidos ultimamente pra aliviar um pouco a tensão e esse parece ser exatamente o tipo de livro que eu quero! Adorei os quotes, vou procurar mais sobre a autora agora.
    Abraços, Leonardo.
    http://oporaoliterario.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem?

    Por ser uma leitura fluída e pela maneira que você descreveu, dá para notar que é um excelente título. Depois de nove anos fora, tudo pode mudar, como mudou nesse romance.
    O fato dos personagens serem "meio irmãos" traz um diferencial, ou seja, Bernardo é filho da madrasta de Laura.
    E aí?
    Pergunta difícil essa...
    Emerson Lemes

    ResponderExcluir
  4. É esse estilo de leitura que estava querendo, preciso voltar as minhas leituras e esse parece um ótimo título pra começar.

    ResponderExcluir
  5. Só essa sinopse já me tirou o fôlego, gostei demais da sua resenha, amo esse tipo de história, já vou salvar na minha lista do skoob, acredito que realmente a leitura nos envolve completamente com os dilemas apresentados

    ResponderExcluir
  6. Adoro esse tipo de leitura leve e suave, ja coloquei na minha lista de desejos de 2019

    ResponderExcluir
  7. Olá, tudo bem Lice?

    Eu (Yvens) apesar de não ser muito chegado em romances fiquei interessado no livro, principalmente por ser uma leitura leve e envolvente ao que parece. Gostei da premissa e parabéns pela resenha ficou bem escrita.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  8. Oi Alice, como vai?
    Eu quero muito ler esse livro. Dá a sensação ser daqueles livros que nós lemos com o coração na mão do principio ao fim, mas parece uma história maravilhosa....
    Quero muito ler. Ah! E como sempre, amei sua resenha.
    Um beijinho

    ResponderExcluir
  9. Oi, tudo bem?
    O plot é bem clichê, ao msmo tempo, a autora desenvolveu bem diferente trazendo a história para o Brasil; Essa coisa entre meio-irmãos pelo casamento eu acho bem estranha, mas quem sou eu para julgar? Certamente lerei para dar minha opinião! Beijos

    ResponderExcluir
  10. Oi Lice!
    Nossa, parece ser bem interessante. Eu não conhecia nem a autora e nem o livro, mas achei a sinopse, capa e escolha de título maravilhosos. O enredo parece ser daqueles que te prende mesmo e histórias com relações familiares são sempre as minhas preferidas. Dica anotada!!
    Ótima resenha!!
    Bjs
    almde50tons.wordpress.com

    ResponderExcluir
  11. O tema é polêmico! Para muito a adeptos da família tradicional, o título vai sugerir um incesto! Rs Mas,de minha parte, adorei! Gosto de histórias que envolvem conflitos familiares e esse livro parece trazer exatamente isso.
    Parabéns pelo post!

    ResponderExcluir