[Café com a Lice] Entrevistada: Ruth Arnaldo


Olá amores, tudo bem?

Hoje no quadro "Café com a Lice" trago uma pessoa muito especial para mim, a Ruth Arnaldo. Faz alguns anos que conheci a Ruth e acabamos criando um laço de amizade. Hoje, sou beta dela, vejo suas obras nascendo e isso me enche de orgulho e emoção. Então, essa entrevista é especial e espero que possam conhecê-la!

Antes de tudo, vamos conhecer a biografia dela:

Sobre a autora: Nasci em Juazeiro, interior da Bahia, onde resido atualmente com meu marido e dois lindos filhos. Graduada em história pela universidade de Pernambuco tenho verdadeira fascinação não só pela história, mas também pela literatura. Sou romântica por natureza...
Amo ler, escrever e assistir séries. Adoro fazer amizade e conhecer pessoas, seja pessoalmente ou nas redes sociais e estou sempre disposta a conversar sobre livros.


Agora, vamos a entrevista:

1- Para começar, gostaria de te agradecer pela disponibilidade em participar do “Café com a Lice”, é um prazer te ter nesse espaço. 
Quero iniciar perguntando como você se descobriu escritora? Qual a sua história?
R- Então, eu sempre gostei de escrever, fazer agenda, anotar meus pensamentos e fazer pequenas crônicas do que via no dia-a-dia. Minha mente é bastante acelerada e tenho mania de criar pequenas histórias de tudo, uma música, um comercial, um desconhecido na rua, essas coisas mexem comigo. Então, em 2015 eu estava assistindo o noticiário na tv e uma matéria me chamou atenção, depois que acabou eu fiquei com muitas indagações e não consegui dormir, me perguntava o que aconteceu depois. Então, me levantei e pontuei tudo na agenda e no outro dia comecei a escrever Uma Jogada do Amor e daí não parei mais. 

2- Qual foi o seu primeiro livro escrito? Ele foi também o primeiro a ser publicado? 
R- Meu primeiro livro foi, Uma Jogada do Amor e sim, ele foi o primeiro publicado. 

3- Você escreve obras que podem se encaixar no gênero New Adult. Sempre foi fácil para você escrever obras dentro desse estilo? Como surgem as ideias para as suas narrativas? 
R- É o meu gênero preferido para a leitura, então tenho mais afinidade com os temas para escrever. Costumo brincar que tenho a alma parada nos 18 anos para sempre, porque gosto mesmo dessa fase, do início da vida adulta, escolha de universidade, que profissão seguir e encontro do primeiro amor. Sobre as ideias, elas surgem para mim a todo tempo, sou muito sensitiva e empática, adoro ouvir histórias, estou sempre conversando com alguém na fila do supermercado, com um idoso, um garotinho e por aí, e de todas essas conversas vai nascendo pequenos enredos na minha cabeça, então pontuo tudo na agenda e depois organizo e vejo se dali nasce uma história consistente e se vale a pena me debruçar sobre. 

4- Quem acompanha seu trabalho, sabe que você tem obras publicadas pela Editora Autografia, mas também tem algumas publicadas apenas na Amazon. 
Quais são as principais dificuldades de uma autora independente na Amazon? E como é ter obras publicadas por uma Editora? 
R- Sim, tenho nos dois formatos. Acho que o grande desafio para o autor é a divulgação e como chegar no grande público. Mesmo quando publicado por editora tradicional, esse é ainda o grande desafio. Hoje está mais fácil você publicar, a internet ajuda muito nesse sentido, mas só publicar não é garantia que você vai ser lido. É necessário reservar boa parte do tempo para divulgar em grupos de leitores, manter as redes sociais atualizadas e dialogar bem com parceiros literários, porque só assim você vai conseguir se apresentar para o leitor e com algum êxito despertar nele o desejo de adquirir seu livro e conhecer seu trabalho. Então, se pensa em publicar um livro seja ele em formato físico ou digital, de forma independente ou com editora, tenha em mente que o trabalho de divulgação será seu, ao menos em sua grande maioria. 

5- Sou super suspeita para falar de suas narrativas, porque simplesmente amo cada uma das obras. 
Você como “mãe” dos seus livros, conseguiria nomear o seu favorito? E qual personagem te marcou? 
R- Ai meu Deus, são filhos, Lice. Não tem como apontar um favorito. Mas cada um se destaca em um ponto no seu coração, mesmo você amando todos iguais. Talvez Sebastian seja o que tenho mais afinidade porque foi o primogênito, foi escrito muito no instinto, na emoção mais crua, não havia muita técnica empregada, o coração mandava e eu obedecia. Os outros já fui adotando mais técnicas de escrita, observando mais formalidades, claro que sempre deixo meu coração conduzir, mas já doso melhor hoje. 

6- Você tem uma Duologia, onde o personagem é um jogador de futebol. Como foi escrever algo nesse estilo? Quais foram as dificuldades? (Sebastian é muito meu amorzinho) 
R- Sim. Olha eu estava falando dele na pergunta anterior, rsrs. Foi um desafio gigante, porque não gosto de futebol e nem tenho time preferido, essas coisas. Quando pontuei a história e sabia que teriam algumas cenas imprescindíveis, eu parei para definir o que Sebastian seria, ele ser jogador de futebol, foi por necessidade do enredo, então fui pesquisar sobre futebol, assistir alguns jogos, passei a seguir alguns jogadores famosos, só para observar trejeitos, comportamento e diálogos. E claro, tive ajuda de um grande amigo virtual, ele super entendido me socorria nas perguntas, dúvidas, apesar de não ler o romance, ele lia e palpitava nas cenas com futebol, então era muito bacana. Depois de tudo pronto, tive certeza que Sebastian não podia ter sido nada diferente, ele nasceu para ser o grande jogador que é, nosso príncipe do futebol. 

7- Seu último lançamento foi “Inesperada Paixão” que é o primeiro volume dos Irmãos Herrera. Qual o diferencial que os leitores podem encontrar neste enredo? Aproveita e conta um pouquinho de como surgiu a ideia para a obra. (Betei esse livro e vocês precisam ler, é maravilhoso). 
R- Ahh que linda, beta maravilhosa! Esse livro é diferente de tudo, um desafio novo e incrível. O Javi nasceu inicialmente na Duologia Sonhos de Amor e ele seria apenas o grande astro da música, amigo do Juan Martinez, e faria apenas uma breve aparição, nem diálogo teria. Mas quando comecei a escrever ele saltou do papel, foi sarcástico com o amigo e ganhou algumas falas, daí não tive mais como segurar. Minhas betas amadas já pediam livro para o Javi, ele voltou em vários momentos do livro do Juan e garrei amor nele, então já comecei a pensar em um livro para o astro. Mas eu não queria mostrar ele nos palcos, ou a sua vida pública, isso já víamos pelos olhos do Juan e da Rosa, eu queria algo mais íntimo, o outro lado dele, e assim Inesperada Paixão nasce nos apresentando um Javi diferente, seu vício em palavras cruzadas, seu amor e defesa da família e principalmente seu coração ao se apaixonar. Por estar contando uma história do meio musical, por ter dança também, um assunto muito sério começou a ganhar forma para mim e então temos uma abordagem da bulimia, que procurei pesquisar muito, para ser o mais responsável possível. Estou muito feliz com o resultado final e a cada novo comentário que recebo, tenho mais certeza que fiz a escolha certa. 

8- Das suas inúmeras obras publicadas, você mudaria algo em alguma delas? Se sim, o quê? 
R- Nadinha. Sou meio assim, enquanto não está publicada, eu altero bastante, reviso, aceito dicas, analiso sugestões. Mas depois de publicada, não tenho vontade de alterar nada, já nasceu, então a aceito e amo como está. 

9- Quais são seus próximos projetos? Pode nos adiantar algo que está vindo? 
R- Sim! Estou escrevendo o livro do Hernandez Herrera, o segundo irmão. Também tenho uma outra história em andamento, um livro único, fora da série, projeto de lançamento para 2019. 

10- E para finalizar, vamos de um bate-bola: 
Um Livro: Química Perfeita 
Uma Frase: Nunca queiras um castelo, se és feliz numa cabana. 
Um (a) autor (a): Nicholas Sparks 
Família é: Minha base. 
Deus é: Meu tudo. 
Uma mania estranha: Assistir série em inglês, sem legenda e sem som, fico olhando tudo e deixando minha mente criar os diálogos e imaginar a história. 
Um Hobbie: Assistir série policial. 
Uma música: Me abraça do LS Jack 
O que não Faria: Assistir um filme de terror, nem me pagando caro. rsrs 
Tem medo de: Barata 

11- Muito obrigada novamente por essa entrevista. Obrigada também pela amizade e por me permitir betar suas obras maravilhosas. 
Deixe um recado para seus leitores ou futuro leitores. 
R- Ah meu amor, obrigada a você por ser essa menina linda e incentivadora do meu trabalho, esse apoio tem sido fundamental para mim. Sempre digo, minhas betas são a melhor parte de mim, sem vocês eu não teria o mesmo entusiasmo para sentar e escrever mais um capítulo, mesmo mortinha de cansada. Amo você e seus áudios intensos. Nossas lágrimas e risos são demais. Te amo! 
Aos meus leitores queridos, obrigada por dedicarem muito do seu tempo para ler meus livros, pelo carinho e amor. E você querido, que ainda não conhece meu trabalho, me dê uma oportunidade de te surpreender positivamente. 
Mil beijos a todos e muitíssimo obrigada por tudo!
Deixo aqui meu agradecimento público a Ruth. Por me permitir ler as suas obras quando elas estão sendo criadas e me apaixonar por seus personagens, que sempre conseguem fisgar meu coração. É muito bom ter encontrado você neste mundo dos blogueiros e bookstagrammers. Obrigada por tudo, amo você!

Quem ficou curioso com o último livro publicado da autora, deixo abaixo as informações:

SINOPSE: Javier Herrera é um astro pop. Lindo, sexy, enlouquece as mulheres por onde passa. Seus shows arrastam multidões e suas fãs fazem de tudo pelo ídolo.
Luna é uma dançarina que entrega seu corpo e alma a dança e que está realizando um sonho, ao dançar no clipe do maior astro da atualidade. Mas quem a vê dançando não sabe as dores que esconde...
Um vídeo clip, uma sala de música deserta e um caça palavras é o que vai unir o caminho dos dois.
O que começa como uma amizade despretensiosa, um jeito leve e irreverente de passar o tempo juntos, faz com quê Javier perceba que, mesmo com todos os holofotes direcionados para ele, faltava algo mais em sua vida.
Luna é mais que sua amiga agora. Ela é seu amuleto da sorte.
Música. Dança. Amizade. Sonhos. Família e vida real é tudo que pulsa entre Javier e Luna. E enquanto eles tentam lidar com tudo isso, vão descobrir que foram arrebatados por uma inesperada paixão, e que por ela vale a pena arriscar tudo...
Ah, pessoal, estou muito ansiosa para que vocês conheçam esses dois, e a propósito, preciso me apresentar: Sou a Elisa, fã do Javi e também estou nessa história. Te garanto, você também vai se tornar fã dele, mas não a número 1, porque essa, já sou eu!
“Javi, as pessoas pensam que você é especial na sua pose de cantor pop descolado e lindo, se elas soubessem quem você é de verdade, te venerariam. ” –Luna
Onde comprar: Físico com a autora / E-book
Siga as Redes Sociais da Autora:

Beijos da Lice

11 comentários

  1. Olá, como vai?!
    Acho lindo essas entrevistas que o entrevistado fala da sua garra e superação para realizar seu sonho! É motivador!!!
    Gostei muito da pergunta do número 8.Se fosse eu com certeza falaria que mudaria (risos), mas é bem assim mesmo

    Um abraço: 🌻 keilycesporkeilaluciablog 🌻

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem Lice?

    Eu gosto muito de ler entrevista dos autores, sejam eles nacionais ou internacionais, pois fico curioso sobre o processo de escrita que adotam, os livros favoritos, inspirações e dificuldades que enfrentaram para escrever. Não conhecia a autora e só contribuiu para ampliar o horizonte de autores nacionais.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  3. Oi Alice,

    Adoro essas entrevistas com autores. Nos dá um gostinho sobre todo o "por trás" dos livros que nós tanto amamos, né?
    Nunca tinha ouvido falar dessa autora, mas fiquei super interessada por essa obra Inesperada Paixão dela. Vou atrás de ler e saber mais sobre a história do Javier e da Luna.

    Grande beijo,
    Letícia Franca | Além de 50 Tons
    https://almde50tons.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  4. Gostei demais da entrevista com a escritora, pude conhecer mais sobre sua trajetória e seu trabalho. E fiquei interessado em ler seu livro "Inesperada paixão", parece ser muito emocionante a história.

    ResponderExcluir
  5. Ola! É sempre bom ver entrevistas valorizando os autores nacionais. Não conhecia o trabalho dessa escritora, porém, fiquei feliz com as palavras proferidas por ela. Adorei o POST!

    Oxente, leitora!

    ResponderExcluir
  6. Parabéns pela entrevista. Eu acho incrível essa sua coluna de entrevistas com autores nacionais, pois querendo ou não infelizmente os nossos autores não recebem o meus crédito e destaque que os de fora.

    https://www.luartico.com/?m=1

    ResponderExcluir
  7. olá!
    Muito boa a entrevista!
    Não conhecia a Ruth Arnaldo, mas agora foi procurar o livro dela, a história parece ser muito boa!
    Abraços.

    ResponderExcluir
  8. Oi Alice! Ai, eu adoro essa coluna! Não conhecia a Ruth, mas já quero. Adoro livros NA, inclusive Química Perfeita que ela cita haha
    Achei super legal e pontual ela falar sobre divulgação, porque é bem isso mesmo. Hoje vejo muito autores divulgando em peso suas histórias e acabam caindo no gosto do povo.
    Eu adorei a sinopse de Inesperada Paixão, porque teremos um cantooooor haha. Adoro. Vou procurar já.
    Parabéns pela matéria. Beijos
    https://almde50tons.wordpress.com

    ResponderExcluir
  9. Ótima entrevista, fez com que eu conhecesse a autora e me interessasse pelo seu material. Inesperada Paixão deve ser aquele livro que prende a atenção e você devora em um dia. Louco para ler.

    ResponderExcluir
  10. Olá
    Não sou muito o público da autora, mesmo assim fiquei muito feliz com a entrevista, ela se expressa muito bem e tem muita paixão pelo que faz, isso deve deixar as obras dela muito boas para os fãs de romances.

    ResponderExcluir
  11. Oie Lice!

    Muito obrigada pelo espaço aqui no seu blog lindo e principalmente por todo seu apoio à literatura nacional. Ameii participar, meu bem.

    Beijos!
    Ruth Arnaldo

    ResponderExcluir