[Café com a Lice] Entrevistada: Day Fernandes

Olá leitores, tudo bem?

Nesse mês teremos um especial de #MaratonaFortaleza em todas as minhas redes sociais, onde falarei e mostrarei um pouquinho do livro "A Fortaleza: Mundo Sombrio" da Day Fernandes.
E para começar com tudo esse projeto, decidi entrevistar a autora para vocês conhecerem um pouco do trabalho. E se liguem no instagram, na página do facebook e aqui no blog porque irá ter muito conteúdo legal!

Mas, antes da entrevista, vamos conhecer a biografia dela:

Sobre a autora: Nasceu em Brasília na década de 90, é psicóloga, viciada em chocolate e documentários sobre alienígenas. Estreou no mercado literário nacional em 2015 através das plataformas de autopublicação e de lá pra cá conquistou o coração dos leitores criando protagonistas empoderadas e donas de seu próprio destino. Apaixonada por livros de romance, scifi e fantasia, Day acredita que toda mulher é uma heroína por natureza. 


Sem mais delongas, vamos a entrevista:

1- Primeiramente, obrigada por topar participar do “Café com a Lice”, é um prazer tê-la no meu espacinho.
Para começar, gostaria de saber como a literatura surgiu em sua vida.
R- A literatura chegou para mim ainda na infância, com os gibis da Turma da Mônica. Eram um verdadeiro paraíso pra mim! Desde então, meu amor pelos livros só aumentou, até que não coube mais só no meu coração e precisei dividir com mais pessoas!

2- Cada escritor tem suas próprias inspirações e momentos de criação. Normalmente, como surgem as suas histórias?
R- Cada história tem uma inspiração diferente! Às vezes é uma música, uma imagem, alguma situação que vejo na rua, no trabalho. Às vezes a inspiração vem de um sonho, ou até mesmo de pesquisas para outra história que não tinha nada a ver com aquela.

3- Você possui alguma mania estranha ou ritual no momento da escrita? 
R- Tenho. Eu sinto muita vontade de mastigar alguma coisa quando escrevo! É meio bizarro até! Antes eu ficava beliscando lanchinhos nada saudáveis, mas hoje em dia fico só no chiclete e muita água.

4- Algum personagem já foi inspirado em alguém da sua vida pessoal? Se sim, como foi esse processo de criação? 
R- Já. Tenho um conto que é quase autobiográfico e fala sobre um momento muito difícil da minha vida. Eu pensei muito antes de escrever e publicar essa história, por trazer lembranças bem tristes e pesadas, mas ao mesmo tempo eu queria poder ajudar outras pessoas que estivessem na mesma situação que a minha na época. Sempre que recebo um feedback sobre esse conto, fico emocionada!

5- Você se aventura na escrita de diferentes gêneros. Isto é algo natural? Existe algum gênero que você possua mais “facilidade” no momento da escrita? 
R- Escrever gêneros fora do que estou acostumada é um desafio necessário, pois assim saio da minha zona de conforto e exercito a escrita de uma forma diferente. É algo que me ajuda muito a desenvolver as técnicas. Não acho que exista um gênero mais “fácil” que outro, sabe. Acho que depende de cada autor, pois o que é difícil pra mim pode ser mamão com açúcar pra outra pessoa. 

6- “A Fortaleza: Mundo Sombrio” é uma obra publicada de forma independente. Quais são as maiores dificuldades que você encontra no mundo editorial e quais dicas daria para quem está começando? 
R- Excelente pergunta! Ser escritor independente é algo muito prazeroso, mas também trabalhoso. As dificuldades acontecem porque você precisa fazer quase todo o trabalho sozinho. Além de escrever, você tem que fazer o projeto gráfico ou encontrar alguém que faça. Tem que fazer revisão, diagramação, a propaganda, envio. É um trabalho árduo, demorado, estressante em alguns momentos. Mas a liberdade e o aprendizado que adquirimos com isso faz tudo valer a pena! 
Algumas dicas que dou para quem está pensando em se lançar como independente é investir mais tempo nas redes sociais, estreitando os laços com os leitores. As redes são nossa maior ferramenta de divulgação, por isso são importantíssimas. Também recomendo a procura de parcerias com blogs e Instagramer’s, pois essa troca de apoio é muito rica, além de trazer amizades muito valiosas para nós! 

7- Qual obra foi a mais fácil de escrever e qual foi a mais difícil? Por quê? 
R- Como falei antes, acho que não tem uma mais fácil ou mais difícil. Tive experiências diferentes na escrita dos meus livros, algumas muito fluídas e dinâmicas. Outras mais cruas, que exigiram maior lapidação. Tenho contos que foram mais desafiadores, por exemplo, que um livro de trezentas páginas. Depende muito de como a história mexe com nosso emocional. 

8- Esse mês irá ter uma Maratona de Fortaleza. O que os leitores podem esperar dessa obra e como surgiu a ideia inicial? 
R- O Fortaleza é um livro que traz muita ação e suspense, por isso os leitores podem esperar mistérios e corações acelerados. O final também é sempre surpreendente para a maioria das pessoas e eu amo quando recebo mensagens contando essas experiências. 
A ideia inicial do Fortaleza veio com uma pesquisa que fiz na faculdade sobre bombas nucleares. Como sou muito fã de teorias da conspiração, minha imaginação se encarregou de fazer o resto! 

9- Agora é o momento do bate-bola: 
Família: Meu alicerce 
Um Livro: A princesa salva a si mesma neste livro 
Uma música: Mantra, do Nando Reis 
Um (a) autor (a): André Vianco 
Amor é: Essencial 
Tenho medo de: altura! 
Uma frase: Você nunca vai saber se não tentar. 
Uma cor: Roxo 
Se pudesse estar em um lugar agora, qual seria: Um lugar frio, debaixo das cobertas e tomando chocolate quente. 
Três coisas essenciais na sua vida (material): Um livro, meus óculos e escova de dentes! 

10- Por fim, deixe um recado para seus leitores ou futuros leitores. Esse espaço é seu! 
R- Quero agradecer de coração pela oportunidade de estar aqui e dividir um pouquinho de mim com vocês! Obrigada pelo carinho comigo e com a literatura nacional! Vocês são os melhores leitores do mundo!
Espero que tenham gostado de conhecer um pouco mais da autora. Abaixo vou deixar a sinopse de A Fortaleza: Mundo Sombrio. Embarquem nesta e venham ler comigo durante esse mês!

SINOPSE: O sangue é a única saída.
2070. A escuridão caminha lado a lado com o que restou da raça humana. Após uma guerra nuclear, a vida na superfície terrestre se extinguiu. Habitando gigantescos complexos estruturais subterrâneos, conhecidos como as Fortalezas, os sobreviventes tentam resistir à extinção. Entretanto, na Fortaleza n° 7, um império regado a sangue se ergueu.
Medo, sombras e sacrifícios fazem parte dos dias de Camille. Ainda jovem, ela herdou de seu pai a posição de liderança do grupo de rebeldes da Fortaleza n° 7. Contudo, nem mesmo os diários deixados por ele poderiam tê-la preparado para os segredos que acabaria por escavar. Durante uma missão de resgate, Camille salva a vida de um desconhecido, mudando o destino de si mesma e de toda a raça humana.
Em um mergulho profundo no coração da Fortaleza, ela descobrirá cenários de terror e mentiras. Nesse Mundo Sombrio, o fim pode vir tão rápido quanto uma batida de coração. A diferença entre viver ou morrer consiste em um único obstáculo: enfrentar as sombras dentro e fora de si. E, claro, sobreviver.
Onde comprar: Físico / E-book

Acompanhem também as redes sociais da autora:

Beijos da Lice

17 comentários

  1. Foi um grande prazer conhecer mais da autora Day Fernandes, é sempre bom poder conhecer mais uma autora nacional, ela é bastante jovem, o livro é incrível, concordo com ela o amor é essencial bjs.

    ResponderExcluir
  2. Olá!

    Ainda não conhecia a autora, mas amo ler entrevistas de autoras talentosas nacionais. O livro não é muto bem gênero, mas é bem interessante.

    ResponderExcluir
  3. não conhecia essa autora, muito legal essa sua coluna de entrevistas, e uma otima forma de conhecer novos autores. Vou ve se consigo arrumar esse livro. A pergunta sei na minha opinião foi muito bem colocada.

    Com carinho Renata Prado | LuArtico |

    ResponderExcluir
  4. Adorei a entrevista!!! Muito bom conhecer autoras brasileiras!!! Fiquei super empolgada com a sinopse do livro, já entrou na minha wishlist!!! Beijos

    ResponderExcluir
  5. Gostei muito das perguntas, permitiram conhecer o trabalho, mas também o lado pessoal da autora. Muito interessante!

    ResponderExcluir
  6. Gostei muito da entrevista, acho super válida a divulgação de autores nacionais. Assim como ela, também comecei no mundo da leitura através dos gibis, adorava a Turma da Mônica e os quadrinhos Disney. Desejo sucesso à escritora Day Fernandes, a sinopse de A Fortaleza chama a atenção, adoro suspense.

    ResponderExcluir
  7. Muito bacana essa sessão do seu blog. Nos dá a oportunidade de conhecermos autores nacionais. Assim como ela, a leitura começou para mim com gibis da Monica e comigo tbm com Menino Maluquinho de Ziraldo!

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Adorei a entrevista e a fica da leitura...
    Adorei conhecer o livro A Fortaleza parece ser uma ótima leitura.
    Abraços

    ResponderExcluir
  9. oi!
    Parabéns pela entrevista,não conhecia a autora. O livro parece ser bem interessante ;)

    ResponderExcluir
  10. Que legal a entrevista, é muito bom trazer autores assim para conhecermos! Já me interessei pelo livro dela.

    Beijos <3

    ResponderExcluir
  11. Mais gente que mulher mais maravilhosa. Ja estou louca para ler esse livro! Ótima iniciativa de trazê-la para este espaço, precisamos valorizar autores nacionais.

    ResponderExcluir
  12. Com essa entrevista animei muito em ler o livro!

    ResponderExcluir
  13. Oi Lice!
    Eu não conhecia essa coluna, mas tenho que parabenizá-la por liberar esse espaço para conhecermos novos autores nacionais. Eu nunca tinha ouvido falar desse livro e nem da autora, então pra mim o post foi uma grata surpresa. Achei o enredo do livro bastante instigante e leria com certeza.
    Parabéns pelo post e pela iniciativa.
    Bjs
    https://almde50tons.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  14. Oi
    Que máximo essa entrevista a autora acredita não conhecia,mais me interessou o livro ele é bem interessante.






    ResponderExcluir
  15. Nossa que interessante essa entrevista, gostei muito de conhecer.
    Excelente dica de livro.
    https://blogdajenny2014.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  16. Menina, como sou tapada! Quando li a hashtag achei que você ia fazer uma série de entrevistas com autores de Fortaleza, a cidade. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk ¬¬"
    Enfim, não conhecia a autora, nem a obra, mas a achei bem simpática e compartilho de algumas manias como ela quando estou escrevendo. Por exemplo, adoro ouvir gente falando, sempre coloco algum vídeo de algum canal que sigo enquanto escrevo ou estudo.
    Parabéns pela entrevista!

    ResponderExcluir
  17. Oi Alice! Ai, eu já adorei a coluna. Adoro ler entrevista com autores, ainda mais quando o espaço é dado para os nacionais e para apresentá-los ao grande público. Não conhecia a autora, mas vou procurar mais sobre os livros dela. Fiquei curiosa com o fato dela escrever vários gêneros. Parabéns. Beijos
    https://almde50tons.wordpress.com/

    ResponderExcluir