[Resenha] Linha 4 Amarela: Terrorismo ou Justiça? - Felipe S. Mendes

Olá leitores, tudo bem?

Li essa obra em apenas algumas horas e fiquei completamente vidrada no enredo e na escrita, que é de alta qualidade. Espero que vocês gostem de conhecer!

Linha 4 Amarela: Terrorismo ou Justiça
Autor: Felipe S. Mendes
Páginas: 224
Editora: Lura Editorial
Onde Comprar: Com o autor / Amazon / Lura Editorial
Nota: 
*Livro cedido pelo autor
SINOPSE: O grupo denominado SETE explode 7 bombas implantadas em drones em todas as saídas das Estações Paulista e Consolação do Metrô, o local onde no horário de pico passam mais de 240 mil pessoas por dia.
Após a explosão um vídeo na internet revela que eles têm exigências que devem ser cumpridas nas próximas 7 horas.
Se a cada hora uma exigência não for cumprida eles vão explodir as outras 7 bombas que estrategicamente estão infiltradas entre as vítimas do ataque.
O grupo SETE fere diretamente os 3 poderes, o que causa uma ambiguidade no público, pois o que os terroristas pedem são coisas que toda a população deseja, porém, seus métodos são extremamente peculiares.
Dentro da trama temos de um lado a população e pessoas “comuns”, de outro toda a intriga entre os políticos, principalmente entre Prefeito, Governador e Presidente e ainda a Agência Brasileira de Inteligência que tem um papel duplo, de defesa da segurança nacional sem expor os conluios por trás disso.
Em jogo além do funcionamento da maior metrópole da américa latina estão ainda o jogo político e a vida de milhares de pessoas. Exatamente nessa ordem.
São Paulo sofreu um atentado. Sete Bombas foram explodidas através de drones nas saídas das estações de metrô na Paulista e Consolação. O grupo que assumiu o atentado se denomina de SETE. A primeira bomba explodiu às 18:16hrs e prometem explodir mais 7 bombas a cada hora se as suas exigências não forem cumpridas.

Joaquim é um menino que está completando 7 anos e tinha o grande sonho de conhecer o metrô. O desejo do garoto foi realizado por sua avó Lurdes, que cuida dele há 4 anos, desde que os pais de Joaquim faleceram em um acidente de carro, onde ele foi o único sobrevivente. Mas, a escolha do dia não poderia ter sido mais errada...

Max é filho do Governador de São Paulo, Jorge Hackmen, e sempre viveu com a pressão de ser "perfeito", o exemplo a ser seguido. E isto o irrita. Aos 17 anos, ele só deseja escrever seu livro, e a pressão que sofre, o tornou uma espécie de rebelde. No momento do atentado, ele estava na estação da Consolação.

Rod é radialista na Rádio MISS FM, onde comanda o Rock Notícias, um programa que mistura notícias com o bom e velho rock n'roll. Samuka trabalha ao seu lado.
Camila Ramos é a chefe da ABIN (Agência Brasileira de Inteligência), uma espécie de FBI brasileiro, que controla as possíveis crises no Brasil.
Liv, por sua vez, é uma agente da ABIN que adora trabalhar em campo, a adrenalina corre em suas veias.
"Em nome da Mãe! Em nome de SETE!"
Os terroristas são claros em sua primeira exigência, uma nova lei deve ser aprovada em cláusula pétrea (que não pode ser alterada), onde todos os vereadores, deputados estaduais, o Prefeito e o Governador de São Paulo devem ser remunerados em seus mandatos com um salário mínimo mensal.
Caso, a lei não seja aprovada até às 20:00hrs mais uma bomba será explodida. O SETE possui várias pessoas infiltradas entre os passageiros do metrô.

Mesmo com seu filho no local, o Governador Jorge é contra a aceitação da exigência dos terroristas. Ele crer que eles estejam blefando. A recusa do Governador causa um mal-estar com o Prefeito José Dário e Camila. Porém, o Governador é categórico em afirmar que não irá ceder.

E mesmo a ABIN tentando controlar as informações que são divulgadas nas mídias e redes sociais, vídeos das explosões viralizam na internet.
E Rod recebe uma ligação de um dos integrantes do SETE, que promete passar informações exclusivas para ele divulgar na rádio. A primeira delas é sobre a presença do filho do Governador no metrô.

Será que o SETE está blefando? O Governador vai se render as exigências? Mais pessoas irão morrer? Quem é o SETE?
Com um enredo original, Linha 4 Amarela nos apresenta várias histórias que em determinado momento vão se entrelaçando.
Narrei apenas as histórias de alguns personagens que aparecem no começo da obra, porém, muitos outros aparecem no decorrer da narrativa.

Antes de qualquer coisa, preciso deixar claro que a quantidade de personagens e enredos paralelos não atrapalham a compreensão da obra, apenas esclarecem muitos fatos. É como se uma rede fosse sendo criada e os detalhes se encaixando, entre uma narração do presente e do passado.
Muitas informações vão sendo descobertas com a leitura e este foi um dos pontos mais bacanas.

Quando li a sinopse pela primeira vez gostei bastante, esperava um livrão e não fui decepcionada. O autor conseguiu suprir todas as minhas expectativas e me fez ficar vidrada no enredo.
Terminei a leitura em uma sentada, pois não conseguia parar de ler a trama bem fomentada e construída.

Todos os personagens apresentados são importantes para determinados momentos. O livro acaba deixando o mistério no ar e o leitor vidrado para o próximo volume. 
O desfecho foi sensacional, com plot twists bem feitos e até as últimas páginas tivemos apenas a terceira exigência, então muitas coisas ainda vão acontecer.
"Todas essas cordas que te prendem não chegam a um terço das que carrego comigo, dos traumas que existem aqui dentro, da dor e traição. Isso não é assassinato. Isso é justiça. Em nome da Mãe!!!"
A escrita do Felipe é fluida e fácil de absorver. Ele abordar questões como o poder e até onde as pessoas vão em busca dele dentro de uma democracia foi maravilhoso. O grupo SETE, aparentemente, busca melhorar o país para os cidadãos. Suas exigências querem atingir os comandantes do país, mais especificamente de São Paulo. Porém, o meio que eles usam para alcançar a "Justiça" é questionável, visto que muitas pessoas morreram ou podem morrer no processo.

Para quem mora em São Paulo ou já tenha usado o metrô do local, vai compreender de forma mais clara a ambientação. Mas, para quem não conhece as linhas do metrô consegue absorver o necessário.
O único ponto que não me fez dar nota máxima ao livro foi o fato de sentir falta de um amadurecimento na escrita, além da revisão ortográfica.
A edição está muito bem feita quanto a diagramação, mas faltou um trabalho mais minucioso com a revisão.

No fim fica o questionamento: o SETE está realmente agindo por justiça, ou apenas querendo impor algo para os cidadãos? Suas ações são puro terrorismo ou uma busca por melhorar o país? 
Confesso que terminei a leitura sem ter uma opinião completamente formada sobre o SETE. A Mãe, que é a pessoa que comanda o grupo me causa dúvidas sobre suas "boas ações" e tenho minhas suspeitas de quem ela seja. 
Super recomendo a obra, os personagens e enredo foram bem explorados e quero o segundo livro o quanto antes! 

Linha 4 Amarela irá te fazer refletir sobre as diferenças entre terrorismo e justiça. Qual a linha tênue que separa os dois opostos?

Beijos da Lice

17 comentários

  1. Preciso desse livro. Adoro esse estilo de leitura. A obra parece um pouco o estilo da série já extinta 24 horas. E o mais legal é o fato de ser um nacional. Ele está a venda nas livrarias ou online ou apenas com o escritor?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá

      Está a venda também no site www.linha4olivro.com.br

      Tem realmente muito de 24 hs nele

      Excluir
  2. Um livro interessante para ser lido nesse momento em que o país passa por toda essa agitação em torno da política, o que é muito importante. Pelo enredo eletrizante imagino que seja mesmo uma leitura que deixa o leitor ansioso pra saber mais, a cada página os acontecimentos vão se desenrolando de maneira rápida com muitas aventuras.

    ResponderExcluir
  3. Já vi muitas resenhas desse livro mas nenhuma me animou tanto como essa! Pretendo adicionar esse livro na minha lista o mais rápido possível

    ResponderExcluir
  4. Olá
    Ainda não conhecia o livro. Gostei bastante do que vi aqui, gosto de livros com muitos personagens e com tramas dúbias, só vou esperar o segundo livro porque acho que ficaria bem irritada com o fato do livro não ter fim.

    ResponderExcluir
  5. Olá! Até então não conhecia o livro ou o autor, mas confesso que achei a premissa da história muito interessante, com toda essa pegada de revolução e luta por justiça. Qualquer semelhança é mera coincidência? Sei não.. Bom saber que você não se decepcionou com a leitura e que superou as expectativas. Obrigada pela resenha!

    Bjoxx ~ www.stalker-literaria.com ♥

    ResponderExcluir
  6. Eu não conhecia o livro amei conhecer e vou ler um dia com certeza ótima dica

    ResponderExcluir
  7. Não conhecia a trama antes, mas me interessei bastante pelo que li aqui, aparenta ser uma trama instigate e que nos prende, principalmente pela grande quantidade de personagens e histórias envolvidas no momento. Com certeza já está na lista de próximas leituras.
    Parabéns pela resenha.

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Não conhecia o livro e nem o autor, geralmente não costumo ler quando tem muitos personagens, porque geralmente fico confusa, mas como você citou que eles se entrelaçam na trama e ajudam a compreender a história, já me empolgou bastante. É tão bom quando encontramos um livro com a escrita fluida de um lugar que já conhecemos. Dica anotada.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  9. Só de ler sua resenha já imaginei fazerem um filme ou série baseada no livro. Muito interessante.

    ResponderExcluir
  10. Achei muito legal temática do livro, bom pra refletir e ampliar nossa senso critico

    ResponderExcluir
  11. Achei muito interessante e fiquei curiosa, parece bem diferente do que estou habituada e sua resenha me deixou instigada a ler o livro,

    ResponderExcluir
  12. Confesso que fiquei mega curiosa pois esse tipo de roteiro prende qualquer um, ainda mais por ser ambientado numa cidade tão próxima e com uma realidade não tão distante. Dps dessa resenha vale a pena a leitura.

    ResponderExcluir
  13. Muito feliz que tenha gostado.

    Quem quiser comprar www.linha4olivro.com.br

    ResponderExcluir
  14. Lice, não tinha visto este livro ainda, mas já estou correndo para o kindle ver se tem a versão do ebook, pois eu com certeza vou ler! Já imagino até o filme com este enredo.
    bjs, Rose

    ResponderExcluir
  15. Oi, tudo bem?
    Já tinha visto algumas resenhas sobre esse livro, mas nenhuma delas conseguiu me convencer a lê-lo. Por mais que eu tenha achado sua resenha bastante interessante e até mesmo a premissa, não é a leitura que eu procuro no momento. Obrigada pela dica!

    Bjs
    Blog Tell Me a Bokk

    ResponderExcluir