[Resenha] A Casa das Hostesses: Guilty - Déborah Felipe

Olá amores, tudo bem?

Hoje venho trazer a resenha do segundo volume de "A Casa das Hostesses" para vocês. Já tem resenha do primeiro volume aqui.
Lembrando que por ser o segundo volume, esta resenha pode conter Spoiler do primeiro volume.

A Casa das Hostesses: Guilty
Autora: Déborah Felipe
Páginas: 194
Editora: Pendragon
Onde comprar: Pendragon / Amazon (e-book)
Nota: 💙💙💙💙
*Livro cedido pela autora
SINOPSE: A Casa das Hostesses é um prédio antigo de Tóquio que passa despercebido para aqueles que não o estão procurando e é parte de seu charme ser um lugar que sabe exatamente quem deseja conhecer a cada noite, como se fosse uma das hostesses que trabalha ali.
Depois de assumir a presidência que nunca desejou da Takeshi, Souji está se esforçando ao máximo para não deixar o barco afundar, mesmo que isso esteja começando a afastá-lo de tudo o que ele mais preza na vida: seus amigos, Selina e da Casa das Hostesses. Com as péssimas experiências que seu próprio pai e sua ex-noiva o fizeram passar, ele ainda luta diariamente contra o medo de fracassar e de perder tudo que caiu em suas mãos de repente.
Um novo cliente aparece na boate e é ninguém menos que Hikari Yune, o homem que pode tanto ajudar quanto arruinar tudo para Souji. Yune é um homem maduro e sedutor que passa a frequentar à Casa das Hostesses e cai de encantos por Selina.
A todos os clientes assíduos...
Sejam bem vindos de volta à Casa das Hostesses.
Depois dos acontecimentos do livro passado, onde Souji descobriu a traição da noiva com seu pai, e logo depois foi mantido como refém pelo homem que lhe deu a vida, que consequentemente foi preso e acusado de tráfico de armas e de manter Souji aprisionado, o jovem se ver como o responsável pela empresa que o pai criou, tomando para si a presidência do local e tentando trazer de volta a credibilidade.

Souji também decidiu morar com Selina. Porém, com toda a pressão que se impõe sobre a empresa e com um contrato grande quase sendo fechado, Souji mal tem tido tempo para a namorada. O jovem já não  frequenta mais "A casa das Hostesses". 
O relacionamento dos dois não é como no início, Selina sente falta de Souji e a cada dia ele se afunda mais no trabalho.
"Medo de se envolver com a Selina de verdade e ela se cansar de você assim como aconteceu antes"
Os outros casais formados no livro anterior: Camila e Ryouji, Marissa e Akihito, Marina e Yusuke, também estão vivendo suas próprias questões. Já Kelly e Ryu estão vendo se vão criar algo, os dois estão se envolvendo lentamente.

Ryouji claramente está apaixonado por Camila e assim decide chamar a jovem para morar com ela. Por ainda está terminando a faculdade, Camila fala que este talvez não seja o momento certo e assim, ele fica magoado, terminando o relacionamento.
Akihito resolve apresentar Marissa para sua mãe, mas a mulher é explícita ao demonstrar que não aprova este relacionamento, que a ex-namorada de Akihito é mais adequada para o filho.
Já Marina e Yusuke também estão morando juntos, vivenciando os momentos a dois, os bons e os ruins.

Com o afastamento de Souji da Casa das Hostesses, um novo cliente vai surgir ao local. O homem em questão é Yune, que fica encantando por Selina e assim os dois vão mantendo uma linda amizade. Selina descobre que Yune é o dono da empresa que Souji está tentando fechar o contrato e que vai ficar por pouco tempo em Tókio.
"Não estou pedindo para você aprová-la! Estou pedindo para aceitá-la! Ela é a mulher da minha vida!"
A cada dia Yune faz mais bem a Selina, ele possui uma conversa agradável. Todos os amigos de Souji já perceberam isso e tentam fazer o amigo voltar a frequentar o local, mas ele não está inclinado a fazer isto tão cedo.

Será que Souji vai acabar perdendo Selina para Yune? E nossos outros casais, como ficarão?
Esse livro só fez meu encantamento pela Casa das Hostesses aumentar. Para quem não leu o primeiro livro e não sabe como funciona o local, vou explicar sucintamente.
A Casa das Hostesses é um local para os homens irem depois de um dia estressante e relaxarem, tomarem uma bebida, conversarem. O local não envolve necessariamente relações sexuais, é um conceito bem distinto disto, na verdade.
"O sofrimento é a única sensação que nos prova que estamos realmente vivos. É a prova de que a alma existe"
Nesse segundo volume já conhecemos os personagens e sabemos das relações que foram criadas, então o foco é realmente em cada um deles separadamente. O que eles estão passando, como estão vivendo, as barras que estão enfrentando. Assim, acabamos conhecendo mais dos personagens e nos afeiçoando as suas características particulares.
"Eu não quero outra mulher que não seja você"
Souji ainda carrega de certa forma os traumas do passado, no fundo, o jovem acha que Selina vai fazer a mesma coisa que sua ex-noiva. Todos os seus amigos já perceberam que ele pensa inconscientemente isto e tentam alertá-lo, fazê-lo deixar o trabalho de lado e focar em seu relacionamento, mas Souji é teimoso.
Alguns personagens me fizeram querer bater neles. Um deles foi Souji. Essa teimosia dele em se entregar ao trabalho e esquecer da Selina me causava aflição. A todo momento ficava me questionando se ele realmente iria acabar perdendo-a para Yune.

Yune foi um personagem que me encantou. Ele é um homem vivido, que já teve uma família e possui muita experiência. Ele se encanta por Selina de cara e confesso que cheguei a torcer pelo casal em um certo momento, pois ele dava a Selina toda a atenção que ela merece.
"Você precisa me dar os sinais certos para que eu entenda perfeitamente, idiota"
Ryouji também me causou raiva. Ele foi bem infantil por querer terminar com Camila apenas porque a jovem não se achava apta a morar com ele.
Aqui, também foi aberta uma questão, que não sei se era o propósito da autora. Uma mulher pode querer ser independente e construir seu sucesso profissional antes de decidir morar ou casar com alguém. Achei importante a Camila não aceitar morar com o Ryouji.

A escrita da Déborah amadureceu. Para quem leu os dois volumes, percebe-se a evolução da escrita e como ela enfatiza o crescimento dos personagens, trazendo suas peculiaridades para jogo.
Ela tratar a insegurança de Souji foi um dos pontos altos, pois acabamos nos enxergando nesta insegurança, todos que possuem um relacionamento conturbado, passa por isto quando iniciam algo novo.

A edição da Pendragon está um arraso. Particularmente, o livro teve uma edição mais trabalhada do que o primeiro volume. Cada fim de capítulo tem uma pequena ilustração de uma das meninas, o que acaba dando um charme para as páginas. A gramática está bem "Ok". E a qualidade da Editora é a mesma de sempre.
"Porque eu me senti morrer só de imaginar que te perdi"
"A Casa das Hostesses: Guilty" vai continuar nos apresentando esse clima gostoso de cumplicidade, de ajuda, de amor. Casais se conheceram neste ambiente e acabaram criando laços, laços fortes que os acompanharão pela vida.
Qualquer casal passa por dificuldades, qualquer casal precisa se conhecer e com nossos casais isto não é diferente.
Souji, Akihito, Ryouji, Yusuke e Ryu encontraram na Casa das Hostesses pessoas que lhes compreenderam, pessoas que se tornaram importantes. 
Selina, Marissa, Camila, Marina e Kelly não esperavam encontrar relacionamentos em seu ambiente de trabalho.
Mais uma vez, eles se surpreenderam e o destino tratou de provar que na Casa das Hostesses você pode encontrar um lar...

Beijos da Lice

13 comentários

  1. Amei a historia principalmente porque relata a realidade da vida todo casal passa por dificuldade cabe a eles passarem por cima e superar https://www.katisouza.com.br/

    ResponderExcluir
  2. oi!
    Eu gostei da resenha :D ficou otima, o livro é bem interessante. Já coloquei na lista de leitura ;)
    bjo

    ResponderExcluir
  3. Achei a capa azul linda e amei a premissa, a história prende o leitor até o fim, é um livro bem romântico, muito interessante e diferente, a resenha chamou muito a atenção, a leitura é bem agradável, gostei indicação do livro, bjs.

    ResponderExcluir
  4. A capa é super chamativa e linda, gostei da resenha e da indicação de leitura.

    ResponderExcluir
  5. Não sei se estou certa mas me pareceu um chick lit de homem, é isso? Tipo um "dude lit" se é que isso existe... O que me diz?

    ResponderExcluir
  6. Ainda não conhecia esse livro, parece ser muito bom.
    Achei linda a capa.
    https://blogdajenny2014.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Confesso que tenho muita dificuldade de guardar o nome de personagens japoneses. Mas, essa resenha bem escrita e essa capa linda me deixaram bem curiosa sobre esse livro!

    ResponderExcluir
  8. E uma estória bem interessante, e eu não sabia que essa casa era uma casa para os homens relaxarem.Interessante esse livro! Obrigada pela dica no seu post.Bjs.

    ResponderExcluir
  9. Esse livro parece fantástico, mais um para a minha de lista dos que preciso adquirir. E tua resenha ficou ótima! Parabéns

    ResponderExcluir
  10. Uau!
    Primeiramente, ao ler somente a sinopse, achei que era exatamente sobre uma boate, casa de programas e tal...
    Interessante, mas não do tipo "Preciso ler agora"...
    Mas lendo sua resenha, mudei completamente de opinião e já quero ler os dois! Alguns trechinhos do livro que citou e suas impressões foram bem fortes e já me convenceram.
    Quero muuuito ler esses livros!

    ResponderExcluir
  11. Nossa que história complexa e emocionante! É do tipo que consegue nos prender a leitura do início ao fim, já coloquei na lista de desejos esse livro.

    ResponderExcluir
  12. Oi Alice, tudo bem? Que enredo mais incrível. Conforme fui lendo sua resenha imaginei o cenário de um filme. Parece ser bem dinâmico. Achei engraçada a parte que você fica com raiva dos personagens haha realmente tem alguns que merecem uns tapas para acordar não é mesmo? Nos perguntamos "como ele fez isso"? Por um momento esquecemos que é ficção (risos). Ótima indicação! Beijos, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
  13. Eu li aqui um tempo atras a resenha do primeiro livro e já tinha ficado morta de curiosidade, inclusive tenho anotada aqui paar comprar mas não sabia que tinha um segundo livro e agora já terei que comprar os dois de uma vez rs

    ResponderExcluir