21 de março de 2018

[Primeiras Impressões] Tudo que faltou acontecer - Thiago Teodósio

Olá amores, tudo bem?

Hoje é dia de Primeiras Impressões do livro "Tudo que faltou acontecer" publicado pela Editora Coerência. Vamos lá?

Tudo que nos faltou acontecer
Autor: Thiago Teodósio
Páginas: 350
Editora: Coerência
SINOPSE: Com apenas 12 anos, Henri notou que se sentia atraído por meninos. Infelizmente, a autoaceitação foi um pouco complicada, principalmente com a opressão vinda de um colega da escola e de alguns familiares.
O garoto sempre teve em mente que nunca revelaria sua sexualidade, porém, após pedir tantas respostas a Deus e se esconder dentro de uma sociedade intolerante, aos 16 anos, ele acaba sentindo a necessidade de se arriscar para entender aquilo que sempre procurou esconder dentro de si mesmo.
Já esgotado de tanta inconformidade, Henri divide sua angústia com suas amigas, Hebe e Dyenifer. E a partir do momento em que ele passa a aceitar-se, toda a situação começa a melhorar, quer dizer, nem tudo.
O ensino médio pode ser complicado para os adolescentes, mais ainda se faz parte de uma minoria. Procurando não ser atingido pela homofobia cometida por algumas pessoas, Henri, com os sentimentos à flor da pele, começa a viver intensamente e com mais liberdade, sempre ao lado das pessoas que ama, como sua avó e suas amigas. Até que chega Benício para abalar seu coração.
Com base em uma grande lição de vida, você está convidado a fazer a leitura desta obra o mais rápido possível e, assim, conhecer um pouco mais sobre a vida de um garoto homossexual durante a adolescência.


Henri, aos 12 anos notou que tinha algo diferente. O garoto sentia atração por meninos e não por meninas e isto martelava em sua cabeça. Ele adorava dormir na casa da sua avó Celina, pois ela era um amor e mesmo vivendo com pouco, dava o que era necessário a Henri, o amor.
Apesar de sua tia, Giovanna ser lésbica assumida, ele tinha medo do que seus pais iriam pensar se descobrissem que ele não gostava de meninas.

Assim, Henri cresceu guardando seu segredo até chegar ao último ano do ensino médio. Agora, o jovem tinha duas melhores amigas: Hebe e Dyenifer. Hebe estudava com ele, era uma menina inteligente e astuta. Já Dyenifer era uma amizade mais nova, mas que também era muito importante, ela ia mudar de colégios para ficar com os amigos.

Henri contou primeiro para Hebe que era gay, e ouviu dela que já sabia. Com Dyenifer não foi diferente, as duas estavam feliz por ter alguém gay e o metralharam de perguntas.
Até aquela idade, Henri só havia ficado com um garoto, Maurício, o primo de sua amiga Ornela. Ele também nutria uma certa "paixonite secreta" por um professor do colégio, Osmar, mas nada muito sério.

O ano se inicia, e Henri tem que lidar com o povo do colégio. O legal é que por está no último ano, finalmente iria estudar na melhor sala, mas teria a companhia dos mesmos colegas. Na sala de aula tinha Anderson, um garoto que adorava fazer piadinha e Christian Levy, um garoto afeminado que não se assumia e era um debochado.

Em meio as cenas do colégio, Henri vai percebendo que tem professores novos, mas nada fora do normal. Com a novidade que terão aulas a tarde alguns dias na semana, Henri convence sua mãe a deixar Dyenifer almoçar 2 vezes por semana em sua casa, pois como ela mora do outro lado da cidade, se locomover se tornaria impossível.

E assim, os amigos seguem as suas vidas, no colégio e fora delas. Será que Henri vai se assumir? O que o aguarda?
Li 20% da obra e nessa parte temos mais a descrição da vida de Henri, do colégio, das novidades, do seu dia a dia. Não aconteceu nada muito alarmante, mas já estou curiosa para saber o que me aguarda mais para frente, pois não faço ideia do que o autor pode ter colocado.

Apesar do autor frisar no início do livro em Nota, que o livro foi baseado em histórias reais, ele deixa claro que a semelhança com os fatos ocorridos com ele, pode ser uma simples mera coincidência (ou não). Achei esta nota muito bacana, pois realmente planta a dúvida em quem está lendo e mesmo sem conhecer o autor, fiquei curiosa.

livro inicia-se com uma conversa de uma criança diretamente com Deus. Na primeira cena, eu já me via em lágrimas pela inocência de uma criança de não saber o que está ocorrendo com si e se perguntando o motivo dela não gostar de meninas, e sim, de meninos. Imaginar uma criança pedindo para gostar de meninas é doloroso e reflete o que a sociedade impõe.

Os personagens estão bem consistentes. O Henri sabe o que ele é e do que ele gosta, só não teve "coragem" de expor isto para as pessoas. Já Hebe e Dyenifer são as melhores amigas que ele poderia. São divertidas, animadas e o apoiam em tudo. Assim, como em todo colégio, também temos aqueles personagens que não vamos com a cara e aqui não é diferente.

Estou mega ansiosa para continuar esta leitura e creio que esta semana ainda, traga a resenha para vocês. Como falei, não sei o que esperar a seguir, mas tenho certeza que irei gostar, pois a leitura está sendo uma delícia.

Beijos da Lice

17 comentários

  1. Só pelo falo do livro se iniciar com uma conversa de uma criança diretamente cm Deus já parece ser bem emocionante né? Afim criança é algo tão puro <3

    Quando terminar o livro não se esqueça dde trazer uma resenha completa...

    ResponderExcluir
  2. Ainda ontem lia um artigo sobre representação na literatura e agora leio a resenha desse livro, uau! Isso é interessante. O assunto que o livro discuti é um bem pertinente, vou esperar pela sua resenha completa, talvez depois leia também.

    ResponderExcluir
  3. Só pela sinopse do livro já da pra ver que ele é perfeito❤😍... já quero comprar esse livro... adorei o post

    ResponderExcluir
  4. Imagino que seja um livro bastante sensível, aborda um tema importante que precisa ter seu espaço na literatura. Fiquei curiosa com desenrolar da história, aguardo a resenha completa.

    ResponderExcluir
  5. Nossa, esse livro parece ser incrível! Já vou procurar adquiri-lo!
    Uma coisa que muito me impressionou é que nossa sociedade é tão preconceituosa que até mesmo tendo um membro da família gay, o protagonista não se sentiu seguro para se abrir.

    ResponderExcluir
  6. O livro parece ser realmente muito bom. Tratar de um assunto delicado, ainda mais através dos olhos de um criança, tem que saber como falar. Nos conte depois o que achou do livro todo. Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oi!!
    Eu não conhecia, gostei a história parece ser bem interessante.
    Bjo

    ResponderExcluir
  8. Não conhecia esse livro, mas parece ser interessante pela sinopse.

    ResponderExcluir
  9. Comprei o livro...começo a ler neste feriado....estou ansiosa!

    ResponderExcluir
  10. Muito boa a resenha! A obra parece ser bem emocionante. Abraços e parabéns pelo post!

    ResponderExcluir
  11. Gostei da premissa da história por envolver a personagem e o seu conflito de identidade e todo o contexto de amigos e familiares. Deve ser uma boa leitura acompanhar todo esse percurso, mudanças e os sentimentos dele! O início do livro parece-me mesmo incrível, adorava ler no futuro! =)

    ResponderExcluir
  12. Oi Alice, tudo bem? Acredito que toda história que nos ensina algo ou nos faz pensar sobre a sociedade em que vivemos é válida. Mesmo com toda tecnologia, com todo avanço, ainda encontramos muito preconceito. Seja opção sexual, cor da pele, raça, ou qualquer outra diferença. O diferente sempre nos assusta ou faz com que nos afastemos. A proposta do livro é bem interessante. Beijos, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
  13. Eu fico imaginando a luta interior dele . Imagino como deve ser dificil identificar o que está acontecendo, o que fazer, com quem poder contar! Deve ser emocionante essa história.

    ResponderExcluir
  14. Oi
    tem tempos que eu quero comprar esse livro para ler,depois de ler seu post ai que me deu mais vontade de comprar,com certeza não vou me arrepender,bjs.

    ResponderExcluir
  15. Ótima indicação e com um tema super atual. Fiquei curiosa com o final. Amei sua renha. Bjss

    ResponderExcluir
  16. Que história mais linda!
    Adorei sua resenha, super me deixou com vontade de ler também, acho esse tema mto lindo e importante para leitura. Amei demais.

    ResponderExcluir
  17. Olá, acho super bonita a capa desse livro. Pelo seu post, parece que ele já começa de forma tocante. Pelas primeiras impressões, acho que vem coisa boa por aí no resto da obra.

    ResponderExcluir

Desenvolvido por: Adorável Design Editado por: RM Design

imagem-logo