Olá amores, tudo bem?

Hoje a resenha é de um livro que quebra muitos paradigmas e que tem uma história linda e surpreendente ao mesmo tempo. "Mulheres que não sabem chorar" é um romance LGBT, mas muito mais que isso, é um romance repleto de emoção e de verdades. Esse livro não é fácil, mas é necessário e vai te mostrar muitas facetas do amor. 

Mulheres que não sabem chorar
Autora: Lilian Farias
Páginas: 208
Editora: Giz Editorial
Onde Comprar: Amazon / Saraiva / Submarino
Nota: 💙💙💙💙💙
*Livro cedido pela autora
SINOPSE: A vida de Marisa é regida pelo controle. Seja à frente do seu trabalho ou da vida dos filhos, ela é racional, mantendo-se sempre fria, um ser à parte das banalidades, cuja única preocupação é ser um exemplo. Olga é sua antítese. Sentimentos à flor da pele, dor flagelando a carne, pensamentos embaçados pelo esquecimento proporcionado pelo álcool. Sozinha, preocupa-se em apenas ser, em um mundo cercado por fatos que não reconhece mais como seus. Duas senhoras solitárias, vizinhas e antagônicas. Será que um dia alguém acharia que poderiam viver em paz? Mais ainda, será que poderiam se apaixonar? Mulheres que não sabem chorar é mais que uma história de amor entre iguais. Junto a estas personagens tão humanas, o leitor vê-se despido dos preconceitos, pudores e medos. Ora crua, ora poética, a trama nos obriga a enfrentar o espelho e se ver como nunca imaginou antes. Pois ao mergulhar neste romance, o que fará você pensar não é a forma como vê o amor, mas sim a forma com que ele se volta em sua direção. Esteja preparado.
"Mulheres que não sabem chorar" nos apresentará a história de algumas mulheres, que são ao mesmo tempo bem diferentes entre si e com tantas coisas que as tornam parecidas. Esse livro tem o intuito de demonstrar que algumas mulheres choram o tempo todo, já outras parecem não ter mais lágrimas para derramarem...

Marisa é uma mulher de 55 anos que vive amargurada em sua casa. Ela nunca desejou ser mãe, mas acabou engravidando aos 25 anos de gêmeos: Maria Flor e Alberto. Aos 30 anos, Marisa se viu viúva e entrou em uma onda de arrumar um namorado atrás do outro. Aos 33 anos, ela era uma empresária de sucesso, que tentava deixar para trás sua infância um tanto quanto perturbada. A menina descobriu aos 10 anos que sua mãe tinha um caso com o padre da paróquia na qual estava vinculada. A vida de Marisa nunca foi fácil e desde que seus filhos foram morar fora ela continua mais sozinha do que nunca...
"Ao terminar de conhecer as histórias dessas mulheres, entre elas a minha, conte a sua para o mundo, não se cale mais, mostre ao mundo a força da mulher"
Olga é outra mulher que sofreu muito durante sua vida. Ela também teve alguns traumas durante sua trajetória. Ela tinha um casamento no qual não estava feliz, e deixava sua filha aos totais cuidados do marido, enquanto ela saia para beber. Os anos passarão e a mulher vivia para bebida. Quando se deu conta ao seu redor, viu sua filha Maria com 20 anos morrendo de um câncer. A jovem fez um pedido a mãe antes de morrer, queria que a mesma largasse a bebida, pois ela tinha destruído a mulher, seu casamento e impedido que ela vivesse momentos felizes com sua filha.

Ana é uma jovem que sempre se meteu em muitas "confusões". Ela saiu de casa cedo e não tem uma boa relação com os pais e com o irmão. Ela vive em busca da sua liberdade, de encontrar no mundo algo que lhe faz feliz. 
Já Verônica é uma mulher muito bem decidida na vida. Lésbica assumida, ela sempre entrou de cabeça em seus relacionamentos, não se importando com a opinião alheia.

Marisa e Olga são vizinhas a 20 anos. Marisa simplesmente não suporta Olga e a odeia com todas as suas forças, sentindo prazer na tristeza da outra. para Marisa, Olga não passa de uma bêbada que merece ser escorraçada. 
No entanto, o destino é implacável, essas duas mulheres irão se encontrar em um momento delicado para Olga e Marisa pela primeira vez se permitirá sentir compaixão pela outra. Ela irá querer cuidar e proteger Olga das outras pessoas, devolvendo-lhe a vida. A relação será construída aos poucos, mas não será fácil.
"Tudo em mim dói, a consciência e meu corpo doem, minhas lembranças fazem a minha alma doer"
Do outro lado, Ana e Verônica irão se encontrar em uma praça, onde a segunda irá ajudar a primeira. Ana se sente atraída por Verônica, algo que nunca sentiu outrora. Porém, Verônica é muito bem casada e Ana sabe que não tem chances.

A vida irá jogar com essas mulheres. Elas aprenderam a descobrir novos sentimentos, novas facetas de si mesma e as tristezas da vida. Mulheres que terão seus destinos traçados e que terão que lidar com o passado novamente. Será que o final dessas mulheres será feliz? O que unirá 4 pessoas tão diferentes, sem aparentemente nenhuma ligação? O amor superará tantas divergências?
Ana foi a personagem que mais gostei. Acho que no fundo ela tem um pouco de cada mulher. Ela tem traumas que só serão revelados quase no final do livro e através dele entenderemos o motivo dela ser tão fechada para o mundo, dela aparentar ser tão solitária. Mesmo com essa aparência fechada, Ana está descobrindo novos sentimentos, seu coração pela primeira vez está pulsando de alegria e felicidade.

Marisa foi uma personagem que me causou muita revolta no início. Ela simplesmente não me descia, queria entrar no livro e dar um tabefe nela. Ela é uma mulher amarga, ruim, que não conhece os melhores sentimentos da vida. Ela não tem nada de bom dentro de si. 
Porém, com a aparição de Olga em sua vida, ela muda completamente e tornar-se uma personagem bacana de acompanhar, mesmo eu tendo várias ressalvas em relação a ela.
"Colocar expectativas nos outros, é estar preparado para conviver com o caos que nos habita"
Olga por sua vez é uma mulher destruída pela vida. Ela sempre só conheceu o pior lado de tudo e nunca pode afirmar que estava totalmente feliz, sua vida era uma completa decadência, indo apenas ladeira abaixo. A história dela mexeu muito comigo, pois ela só queria ser feliz e isto nunca chegava. A perda da filha mexeu bastante com a sua vida, ela decidiu acordar depois disso, juntamente com a ajuda de Marisa.

Verônica é a personagem que menos temos contato e confesso que fiquei querendo saber mais sobre ela e sua vida. Mas, pelas poucas vezes que ela aparece, é nítido o quanto ela é forte, determinada e centrada. Ela sabe o que quer para sua vida e não tem medo do futuro.
"Mulheres que não sabem chorar" irá contar paralelamente a história dessas três mulheres: Ana, Marisa e Olga. Todas tiveram grandes traumas durante a vida, mas cada uma lidou com isto de forma diferente. Ana resolveu se esconder do mundo, viver afastada, parecendo gelo. Olga se entregou a bebida. E Marisa ficou amargurada, colocando seu ódio e frustrações para fora.

O livro vai mostrando as relações sendo construídas aos poucos no presente. Ao mesmo tempo, também vai nos trazendo flashbacks do passado e mostrando a vida dessas mulheres durante os anos. Confesso que a história da Ana foi a que mais tocou, pois ela viveu coisas que são insuportáveis apenas se pensarmos, então vivê-las deve ser um tormento.
"Ela nunca me atacou, só se defendeu! Ela tem todos os motivos para me odiar, mesmo assim, parece me amar"
Com uma escrita tocante, a Lilian se mostra uma autora de mão cheia e mexe com os sentimentos de quem está lendo. A cada momento eu era transportada para um novo nível de sentimentos e ficava mais confusa com tudo que lia.
Mesmo o livro parecendo confuso e que essas mulheres aparentemente não possuem nada a ver, o desfecho te mostra o contrário e acaba mexendo ainda mais com nossas emoções.

A edição da obra está simplesmente linda. A capa é delicada e forte ao mesmo tempo e acho que combina muito bem com o livro. A diagramação é impecável e cada capítulo tem como título o nome de uma flor. As folhas são amareladas e o tamanho é confortável, mesmo não sendo tão grande. A narração é dividida entre as personagens.
"Às vezes, não sabemos mais nem quem somos, e precisamos nos unir a quem não sabemos quem é para nos resgatar"
Já li alguns livros com esta temática, mas não tinha lido um que fosse tão conflituoso e com um enredo tão denso. Aqui, a autora não quer apenas falar de homossexualidade, ela quer mexer em outras feridas, abrir buracos que ninguém deseja desencavar. 
O mais incrível é que a obra foi inspirada em relatos verdadeiros, relatos que a Lilian ouviu de várias mulheres para escrever a obra.
O final desse livro talvez seja um dos melhores que já vi. Não foi um final que eu conseguia visualizar durante a leitura e por isso mesmo fiquei completamente surpreendida e muito feliz. Acho que outro final não caberia aqui. Tudo foi necessário, tudo foi real...
"Não me importam as cicatrizes da tua alma, não quero a beleza de uma alma perfeita"
Quatro mulheres tiveram seu destino cruzado. Três delas estavam vivendo sentimentos conflitantes pela primeira vez, se entregando a algo novo. Com uma narrativa forte, dolorosa e poética, "Mulheres que não sabem chorar" nos mostra a força do amor, do ódio, da reclusa, do medo, da aceitação...
Até onde o amor pode reconstruir e renovar? Até onde o amor é capaz de curar e ressuscitar? Até onde você vai por causa de amor? Você faria tudo por esse sentimento?
Abordando a delicadeza e a força de um sentimento que muitas vezes é desconhecido pela maioria, Ana, Marisa e Olga mostrarão outra faceta de um mesmo sentimento. Elas nos ensinarão muito, mas também nos mostrarão o lado errado das coisas. Essas mulheres são a representação de muitas outras, e as suas dores poderão ser reconhecidas facilmente por outras tantas. Algumas mulheres sofrem durante toda a sua vida, mas não são capazes de derramar uma lágrima. Algumas mulheres querem vingança, outras querem apenas amor. O ódio se paga com ódio? A dor se paga com dor? Onde entra o perdão nessas antíteses? O que fazer quando você quer ser feliz, mas não quer ver a felicidade do outro, daquele que lhe causou dor? Uma mulher chora e coloca para fora tudo que sente. Mas será que o ódio também pode ser expelido? Deixe o amor te banhar e terá certeza que ele é o sentimento mais único que pode existir...

Beijos da Lice

33 Comentários

  1. Que lindo. obrigada pela resenha, por contribuir para divulgação de minha obra <3

    ResponderExcluir
  2. Primeiramente que resenha incrível! Segundo que livro incrível! Eu não conhecia, mas ja to aqui querendo ler a obra pra ontem! Ainda mais sendo um livro nacional, meu coraçãozinho se até se aquece!

    ResponderExcluir
  3. Que resenha incrível de se ler, senti um pouco da sua emoção ao ler a história e agora estou muito curioso para lê-la também. O amor é mesmo um sentimento muito complexo, não? Capaz de mudar pensamentos, visões e comportamentos. Obrigado por essa sugestão ótima! Abraços ��

    ResponderExcluir
  4. Olá!!

    Resenha maravilhosa! Eu já tive o prazer de ler e fiquei muito emocionada com a escrita da autora.
    Ana também foi minha personagem favorita sem sombra de dúvida. E o final me surpreendeu bastante também.
    Foi minha primeira experiência com o gênero e sai grata pela leitura.

    bjs

    ResponderExcluir
  5. Eu fiquei muito curioso para ler esse livro. Quero te dar os parabéns pela resenha e por divulgar livros nacionais :)

    ResponderExcluir
  6. É a primeira vez que leio sobre o livro e fiquei surpreso com a coragem e profundidade que a autora parece abordar o assunto. Cada uma das mulheres com seus dramas e diferenças. Parece ser um enredo bem triste e com vários pontos bastante polêmicos. Que interessante que foi baseado em depoimentos reais. Dica super anotada.

    ResponderExcluir
  7. Achei a história bem interessante, e gostei da forma que você expôs o que achou sobre a leitura.
    Não sei se seria um livro que eu gostaria de ler, mas quero poder conhecer a escrita da autora.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Adorei a sua resenha. Eu me interessei bastante pelo título do livro e quando li a premissa e a resenha eu tive certeza de que precisava ler esse livro. Acho que por ser mulher eu me emocionarei bastante com esse tipo de leitura onde eu facilmente me imaginei. Fiquei curiosa com Olga, confesso. Parece um livro e tanto! Já quero. parabens ♥

    ResponderExcluir
  9. Resenha linda! Amei os quotes, quero ler o livro! <3

    ResponderExcluir
  10. Olá
    É bom ver que o mundo já tem mais autores que apostam em histórias LGBT! Aqui em Portugal ainda não vi nenhuma história dessas à venda e isso desilude me imenso!
    Acho que o livro que apresentou tem imenso potencial, até comprava se conseguisse! Espero que corra tudo bem para a autora e que você tenha sucesso com o blogue :)
    Bj

    ResponderExcluir
  11. Oi tudo bem?
    Nunca tinha lido nada sobre esse livro mas pela premissa parece ser maravilhoso! Estou adorando que agora os autores estão apostando no LGBT isso traz histórias cheias de realidade e claro muitos sentimentos que até épocas atrás a gente não via em livros.

    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Oii
    Ainda não tive a oportunidade de ler uma história de amor entre iguais, mas, a sua resenha me despertou a curiosidade em ler, vou adiciona-lo a minha lista de leituras :)

    ResponderExcluir
  13. Boa tarde, como vai?
    Condesso que ainda nao conhecia esse livro, mas achei bem interessante a proposta dessa leitura, bem como gostei bastante da sua resenha, por ser bem completa e por nos fazer chamar a atenção a esse livro. beijos

    ResponderExcluir
  14. ola tudo bem? é super valido os escritores abordarem assuntos como o LGBT, realidade que até a pouco ficava oculta.
    gostei muito da tematica e vou ler com certeza. sua resenha otima . bjssss

    ResponderExcluir
  15. Huum, pelo que vi o livro conta estórias de diferentes personagens. Já li um assim, só quer era sobre casamento... gostei muito desse jeito de transcrever todo o enredo.
    Adorei a resenha!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  16. Oi tudo bem? Eu não conhecia esse livro, gosto de ler bastante livros de romances, esse parece ser muito bom, anotei na minha listinha de livros, vou certamente ler esse livro. Sucesso, beijos

    ResponderExcluir
  17. Adorei o livro a capa é muito bonita maravilhosa a história adorei já coloquei na minha listinha para ler também beijos

    Blog Paula Oliveira Facebook

    ResponderExcluir
  18. Oi, tudo bom?
    Antes de mais nada tenho que dizer que amei a capa desse livro, achei bem linda e também suas fotos.
    Além disso, a resenha ficou muito boa, me instigou a querer conhecer a narrativa mais afundo.
    beijos, Joyce de Freitas.

    ResponderExcluir
  19. Olá!
    Acho esse livro muito rico e super bem escrito!
    Confesso que tive um pouco de resistência pelos romances.
    No entanto, percebi que o livro possui uma temática bem original
    Gostei demais dos quotes que você colocou e lembro de que quando li a resenha dele, ela foi elaborada por duas resenhistas muito boas, mas você sozinha deu conta do recado.
    No dia que eu escrever um livro, quero ele sendo divulgado aqui.
    Beijinhos!

    Eliziane Dias

    ResponderExcluir
  20. Oieeee, ainda não li nenhum livro nessa temática LGBT e essa resenha ficou bem legal, contextualizada. Aliás, a capa é linda!

    ResponderExcluir
  21. Nossa, suas resenhas são incríveis, meus parabéns!
    Me identifiquei muuuito com uma das personagens e já preciso ler o livro! haha
    Sucesso ♥

    ResponderExcluir
  22. Não conhecia esse livro, mas gostei bastante da sua resenha!
    A história parece ser muito boa mesmo!

    ResponderExcluir
  23. Nunca tinha visto algo sobre o livro, achei bem interessando abordar o jeito de cada mulher, cada uma com sua personalidade. Fiquei com muita vontade de ler ainda mais com essa sua resenha incrível!

    Beijo

    ResponderExcluir
  24. Eu amo esse livro! Acho incrível a forma como a autora colocou todas as situações se encaixando.
    Parabéns pela resenha, ficou ótima!!

    ResponderExcluir
  25. Olá Alice,
    Leio muitos elogios para esse livro e morro de curiosidade de ler, pois ele parece ser extremamente cativante e apaixonante. Fiquei muito intrigada para saber como funciona essa diferença e igualdade entre as protagonistas e espero ter a oportunidade de ler de verdade.
    Acredito que o ódio pode ser expelido, mas não sei de que forma isso pode acontecer.
    Beijos

    ResponderExcluir
  26. Pelo que eu entendi, esse livro é um verdadeiro exemplo de como é a vida! As vezes precisamos das pessoas que nunca imaginamos que vamos precisar. E as vezes não gostamos de alguém de graça, só de sisma! Fiquei interessada.

    ResponderExcluir
  27. Olá!
    Eu já tinha visto essa capa linda e ficado interessada pelo livro, mas eu não fazia ideia do que se tratava realmente. E com essa sua resenha eu estou aqui de boca aberta e querendo saber tudo dessas mulheres.

    ResponderExcluir
  28. Oi Lice,

    Adorei a versão desta capa... tenho uma enorme vontade de ler esta história, assim que tiver a oportunidade vou ler. Lilian escreve de forma poética, forte e decidida. Já tive a oportunidade de conhecer a sua escrita. Sua resenha ficou maravilhosa e você mostrou seus sentimentos durante a leitura. Parabéns. Xero!

    ResponderExcluir
  29. Oi!!

    Tudo bem?

    Eu conheço esse livro, embora não conheça a escrita da autora. Recordo que muitas blogueiras estão lendo e resenhando o mesmo e essa foi a razão de estar na minha lista. A temática me interessa demais, pois não é algo rotineiro e a curiosidade fica cada vez mais aguçada para compreender os motivos que levam a aproximação dessas mulheres. Obrigada pela dica. Beijos!

    ResponderExcluir
  30. Olá!

    Não conhecia essa obra, mas achei a premissa bem interessante, o livro parece ser realmente intenso e sofrido. Que bom que autora soube abordar os assuntos. Confesso que não é muito o tipo de livro que leio, mas que você conseguiu me deixar com vontade de sair da minha zona de conforto, indicação anotada!

    Beijo!

    ResponderExcluir
  31. Olá,

    Sua resenha está incrivel. E a autora está de parabens, me identifiquei muito com a história e espero poder ler em breve.

    Bjs

    ResponderExcluir
  32. Oieee
    Que resenha linda, adorei conhecer esse trabalho da autora, gostei dessa personagem, a Ana.
    Fiquei muito curiosa para ler, lendo o que vc escreveu sobre a obra parece fantástica.
    Beijos

    ResponderExcluir
  33. Oi, tudo bem?
    Amei sua resenha! Tenho muita vontade de ler esse livro porque sempre vejo os blogueiros ressaltando a seriedade e profundidade com que a Lilian Farias abordou os temas polêmicos que aparecem na obra. Já está muito na minha lista!
    Bjs!

    ResponderExcluir