Ooooi gente!

O filme que resenharei hoje é uma das histórias infantis mais adaptadas. De livros infantis, a adaptaçoes cinematográficas, a desenhos, a referências literárias. Mas a protagonista é uma das mais relevantes para um blog como este, porque ela adora ler!
Quase todo mundo conhece a história de "A Bela e a Fera" (pelo menos os millenials que não foram criados em uma sociedade alternativa estilo "Capitão fantástico, e se você está lendo este artigo significa que provavelmente possui televisão e internet). A história de um príncipe egoísta, mimado e cruel, que é enfeitiçado por uma bruxa em uma noite de tempestade.

A partir daquela data, ele teria que viver no corpo de um animal, e seus funcionários viram utensílios domésticos, até que ele se apaixone e seja correspondido. E é aí que entra a Bela, uma moça de uma vila próxima, filha do inventor e leitora ávida que é tida como esquisita pelos outros por se recusar a pensar pequeno como eles. Engraçado como isso ainda acontece... em pleno século XXI.

Pessoalmente, eu sempre me identifiquei com a preguiça que a Bela sente do povo da vila. Não por não gostarem de ler em si. Não por não se identificarem com seu gosto por Shakespeare. Mas porque eles repelem tudo que é novo e criativo, e só falam dos mesmos assuntos. E quem de nós não se emocionaria ao ganhar uma biblioteca inteira? Eu com certeza.
Ontem tive a oportunidade de assistir a pré-estreia da versão live action de um dos filmes mais queridos por mim. A expectativa estava nas alturas, mesmo eu tentando controlar, afinal de contas, crie unicórnios, não crie expectativas. Vou dizer que saí de lá emocionada.

Tentarei não dar spoilers significativos. Acho que, nesse tipo de filme, dar spoiler nem é contar o final, mas entregar detalhes das adaptações que foram feitas do desenho para o filme. Portanto, tudo o que eu falar aqui de diferença entre os dois, virá de vídeos já divulgados sobre os bastidores.

Começaremos pela atriz, Emma Watson. Neste cenário em que infelizmente ainda precisamos do feminismo, escolheram a atriz que, na minha opinião, melhor capturou a essência da Bela. No desenho, a personagem já tinha esse lado anti-princesa, como a própria Bela diz, e um aspecto interessante da releitura foi que aumentaram o protagonismo dela, bem como o seu lado criativo. Aqui, a Bela não se limita "à filha do inventor", como diz o "Le Fou", mas inventa gadgets que economizam o tempo que teria que passar cuidando da casa, tempo que ela emprega lendo.
Talvez pela hype em torno do nome da atriz, a princípio a escalação criou um pouco de estranhamento. Publicidade em torno de Easter Eggs de Harry Potter também me deram uma sensação de "sério mesmo que precisava disso?". Assim como outros fãs de Harry Potter e de A Bela e a Fera, o que eu mais queria era que a Emma Watson mostrasse a que veio, independente da outra personagem intelectual, forte e feminista que interpretou anteriormente.

Já vi críticas a respeito dessa escalação, e até entendo mas, pra mim, a visão dessa Bela repaginada foi tudo o que precisávamos em termos de heroínas de vestido do século XXI.
Dan Stevens é muito amorzinho. Pra quem não sabe, ele fez o papel de Matthew Crawley em Downton Abbey. Claro que ele não aparece muito em forma humana, por motivos de feitiço, mas interpretou muito bem o papel do príncipe mimado de peruca francesa e pó de arroz. Aliás, época ingrata, essa. Se eu fosse a bruxa, teria jogado um feitiço em todo mundo simplesmente para punir tanta cafonice. Enfim, o Dan Dan é lindinho e fiquei ansiosa para vê-lo.

Luke Evans. Gente, que homem é esse? Parece que colocaram o Gaston de 1991 na impressora 3D e saiu o Luke. E a voz, idêntica (aliás, eu pesquisei, a voz original era de um ator chamado Richard White). Toda a caracterização do personagem me fez amá-lo, pelo menos tanto quanto eu amaria um vilão ridículo como ele. Mas é o tipo de pessoa que existe na vida real. Pode ser o seu namorado, melhor amigo, colega de escola que faz bullying com os diferentes, ou um rato de academia mais fútil. Aquele que trata mal as mulheres mas os bróderes fazem vista grossa.
Não é meu tipo de homem, com certeza. Mas em termos de atuação? Ninguém faz o Gaston como o Gaston!!!
Por último, o meu personagem favorito da adaptação. Porque o povo do castelo pode ter sido enfeitiçado, mas quem sofre a verdadeira metamorfose em termos de arco de personagem é o Le Fou, interpretado magistralmente por Josh Gad.

 O comparsa do Gaston, nanico, gordinho e puxa-saco ganhou ares mais humanos. A sua orientação sexual ficou mais explícita, sendo MAIS a palavra chave, até para justificar a adoração dele ao melhor amigo. Segundo o diretor, O Le Fou ora quer ser o Gaston, ora quer ficar com ele. Quer dizer, é só ver essa ceninha pra saber que o Le Fou sempre esteve no armário.
Mas enquanto o Le Fou bidimensional (em todos os aspectos) tinha ares de sidekick de vilão, e por vezes era quase tão cruel como Gaston, esse faz tudo por amor, e questiona as atitudes do Gaston várias vezes. É como se literalmente ao se tornar "um menino de verdade", o Le Fou tivesse ganhado caráter.
E o ator comediante Josh Gad conseguiu imprimir essa faceta mais dramática ao personagem. Eu confesso que não sou muito fã de personagens que servem unicamente para alivio cômico, como o Olaf. Josh Gad conseguiu me conquistar aqui. #LeFoumerececoisamelhor.

O resto do elenco também estava ótimo. Emma Thompson como Mme Samovar, Ewan McGregor como Lumiere, Ian McKellen como Horloge.

 E ainda tivemos atores negros, que não existiam no original! O dono da biblioteca da cidade, cujo nome eu não encontrei, é um padre, Audra McDonald como Garderobe (guarda-roupa em francês), e Gugu Mbatha-Raw como Plumette.

O filme tem algumas canções e cenas a mais. Pode ser que vocês gostem, não foi uma parte que eu consideraria ruim, mas achei um pouco de encheção de linguiça e uma em particular, apesar de nos esclarecer pontos que no desenho não ficaram claros, poderia facilmente ficar de fora.

Outro aspecto que eu adorei foi a reflexão sobre o pensamento coletivo dos moradores da aldeia. Nesta versão, muitos ganharam nomes e individualidade. No desenho eu odiava todo mundo, porque eles eram maria vai com as outras. Neste, temos alguns que não vão na onda da multidão.

 E, o que é mais importante, o filme mostra o perigo que o medo causa nas multidões. Medo e pânico são inimigos do raciocínio. O pavor cego (do diferente, de terrorismo) gera reações violentas das massas, que conclamam por "matar a fera".

 É interessante questionar os líderes por trás dessa mentalidade, que as vezes são mais monstros do que os que pretendem liquidar. Mas quando não lemos, não estudamos, nos tornamos mais fáceis de ser manipulados.

Então, gente, vamos ler!

Amei demais.


Ficha técnica:

Título: A Bela e a Fera
Título Original: Beauty and the Beast
Data de estreia: 16 de março de 2017
Elenco: Emma Watson, Dan Stevens, Luke Evans, Josh Gad, Ian Mckellen, Ewan McGregor, Audra McDonald, Stanley Tucci, Emma Thompson, Gugu Mbatha-Raw, Kevin Kline, entre outros.

Beijos da Lari.

35 Comentários

  1. Olá! Também escrevi uma resenha sobre o filme e pensei justamente nessa questão da multidão, como a ignorância torna as pessoas mais suscetíveis a falácias de "líderes". O filme deixou isso muito mais claro do que o desenho havia feito, e conquistou totalmente meu coração! *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Siiiim. Aquela fala do Le Fou no meio da musica (sem spoilers) me deu arrepio.

      Excluir
  2. Como é que é o negócio, rs, Larissa? Recebi muita informação nessa resenha mas uma me "chocou": o Le Fou é gay e tem uma queda pelo Gaston? rs

    Pensava que conhecia essa história mas agora ée que vejo que não conheço nada, rs. Aprendi muito; adorei de verdade!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Le fou é uma bichona ahahaha Mas no desenho ficava mais implicito pros adultos. Ele dava altas piruetas, desmunhecava. No filme isso ficou mais descarado, o que é maravilhoso. E ele tá mais bonzinho do que no original.

      Excluir
  3. Oie
    Amei o post, estou doida para ir assistir ao filme.

    Beijinhos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Cada vez que leio algo sobre A bela e a Fera, eu me apaixono mais. Ansiosa demais para assitir esta linda adaptação.
    Menina, que resenha linda!
    Parabéns!
    Eu também adoraria ganhar uma biblioteca inteira, rs. Afinal, quem não gostaria, né?
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha. Esquece cinquenta tons de cinza, carro, iphone e helicoptero. Se o cara tiver uma biblioteca dessas, e ainda por cima for o Dan stevens Disfarçado, pra mim é o verdadeiro príncipe encantado ahauajauaha

      Excluir
  5. Oi lari, tudo bem?

    Eu amei o live-action, curti bastante, realmente achei a trilha linda e a canções encantadoras <3 Agora que venha Aladin <3

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Menina, nem fala. Tenho um misto de medo e ansiedade pela pequena sereia tbm ahahahs bjosss

      Excluir
  6. Oi, tudo bem?
    Adorei sua resenha! Semana que vem irei conferir essa adaptação desse clássico que amo demais! <3

    ResponderExcluir
  7. Olá, Lari.
    Esse filme está tendo grande repercussão e isso é muito bom. Quero assistir logo este filme, a Emma deve estar arrasando em seu papel!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu achei ela legal no papel. Mas às vezes preferia não ter visto Harry Potter, pq a Bela e a Hermione se parecem mto. O filme é maravilindo ahahah bjosss

      Excluir
  8. Oieeeeeee Lariiiii!
    Com certeza é um dos meus filmes favoritos e estou roendo as unhas de ansiedade para assistir <3
    Aaahhhh quem, booklover, não gostaria de ganhar uma bibli??? Imagine a felicidade do serumaninho aqui 0/\0
    Na minha opinião antes de Valente, Elsa, Moana, ..., Bela foi talvez a primeira protagonista feminina empoderada, ela não é salva pelo príncipe, ela é quem salva o fofuroso e o pai :)
    Confesso que não sou muito fã de filmes onde há musica o tempo todo, mesmo dentro do contexto, mas nessa releitura vou relevar rsrsrs
    Vai ter até trilha sonora, em inglês e português :)
    Acho que vou gostar da Emma no papel, amooooo a atriz <3
    Fico preocupada siiiiiim com o perigo que o medo causa e como as pessoas podem ser usadas e manipuladas, ou usadas como massa de manobra :/ por isso como é importante ler, estudar, o conhecimento, as próprias opiniões, o livre pensamento. Bacanudo o filme abordar o tema sempre atual!
    Aaaaaaahhhh minhas expectativas estão nas alturas, sem dúvida, eeee... aháááááá crio unicórnios claro! Of course, afinal, sou do signo de caprica, e como diz uma blogueira amiga: "quando era pequena achava que unicórnio era o signo, não é um amorzinho????? <3"
    Eeeee na escala de avaliação Lari linda de ser, de um a cinco: resenha nota dez bules de chá e xícaras <3
    Bjs e excelente fds pra ti
    Luli
    Café com Leitura na Rede

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem faz resenhas como Gaston? ahahahah Sou do signo de unicornio
      Um fofo.com dois chifres (aries). Adoro seus comentários. Me divirto demais lendo. Com certeza terei um excelente fds e um excelente aniversário (segunda feira) depois de ler tantos comentarios carinhosos! São um verdadeiro presente. Bjossss

      Excluir
  9. Doida pra ir ver o filme! Adoro a história e acho que tem boas reflexões como você disse! Não tem como não se apaixonar por essa versão ainda mais com a Emma sendo a bela!

    Bjos

    ResponderExcluir
  10. Resenha super informativa. E gostei da parte que você falou sobre não dar spoilers. Tem muita gente vacilando nisso, embora já seja uma história conhecida, a magia dos detalhes, do cinema, deixam as coisas bem diferentes, e falar sobre tudo, não é legal, e você foi bastante coerente. Amei! Tô louca pra assistir! É minha história favorita de princesas da Disney.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que mais me interessa em adaptações cinematograficas é ver as diferenças. Por isso amo ler livros q viram filmes. A gente ate sabe o final mas a graca eh o meio, eh o modo. Acho que qdo comecei a escrever aqui, tomei pra mim a missao de ter respeito por vcs, até pq eu e a Alice Martins somos leitoras. O que me importa eh que vocês se interessem em ver um filme que eu assisti e amei, um livro que eu li e me apaixonei, e não dizer que eu "vi antes e por isso darei spoiler". Acho que quem faz isso eh pq quer aparecer, francamente rsrs Obrigada!!! Bjosss

      Excluir
  11. Olá Larissa,
    Estou LOUCA para ver esse filme, mas não sei quando vou ter a oportunidade de ir ao cinema. Acho que a Emma representa muito bem a mulher e que foi uma escolha muito sábia dos produtores em colocarem ela no papel principal. Gostei de saber que ela soube entrar bem na personagem.
    Sua análise está bem boa e espero gostar quando assistir.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada!!! Concordo plenamente contigo. Bjossss

      Excluir
  12. Olá!

    Não curto contos de fada e princesas, mas admito que tá muito bem feito esse filme.

    ResponderExcluir
  13. Oiee, mds não aguento mais ver ninguem falando desse filme eu vou surtar!!! ainda não tive como ir,, a grana ta curta, mas estou louca para ir, ahh meu coração não aguenta!!!

    Bjs Jany

    www.leituraentreamigas.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara, nem sei o que dizer. Sinto mto q a grana esteja curta ai. Mas assim q melhorar, da um jeitinho de ir que vc vai curtir sim. bjoss

      Excluir
  14. Olá! A Bela e a Fera é minha história Disney preferida, justamente por nos fazer refletir por variados assuntos, a mensagem que o filme passa é tão significativa que me marcou desde quando assisti a animação. Estou louca para assistir. Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A bela e a fera e a pequena sereia, pra mim ehehehe bjksss

      Excluir
  15. Olá! Tudo bem? Que post mais completo. Estou bem curiosa para conferir o filme, mas ainda não tive a oportunidade. Não sabia quais eram os atores, alguns deles ainda não conheço e fiquei curiosa para conferir o trabalho deles. Pelo trailer o filme parece estar incrível. Gostei muito da indicação. Beijos, Érika ^.^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Erika. Pode conferir sim, que está bem legal. Bjossss

      Excluir
  16. Caraca, eu amei a sua resenha, acho que foi a mais completa até então.
    Aliás, estou louca para assistir a esse filme e acho que é impossível não sentir essa vontade <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, adoro saber que estou fazendo um bom trabalho ehehehe bjosss

      Excluir
  17. Isso dos líderes serem mais monstros do que o que pretendem liquidar é algo muito sério e real, e o fato das pessoas serem mais facilmente manipuláveis sem leitura, sem estudo e sem a consequente reflexão também. Se esse filme causar reflexão sobre as atitudes sem sentido que costumamos ver já vale super a pena, mas estou bem ansiosa para conferir a atuação da Emma, confesso.

    ResponderExcluir
  18. Todos os atores parecem ter sido escolhidos a dedo para interpretação dos personagens, pois ficou muito crível, combinando muito. Gostei mais do Le Fou nessa nova versão também, mais humano com discernimento do que apenas um puxa-saco apaixonado. Eu particularmente gostei das novas cenas que não tinham da animação original da Disney. Agora... a história original não era essa! Era Bela c 3 irmãs, realiza! Esse conto original foi adaptado e depois re-adaptado em musical, daí virou animação. Mas quer saber? E daí! O que importa é que continua lindo!! ;)

    ResponderExcluir
  19. Olá, tudo bem?
    Ah esse filme é puro amor, está tudo de parabéns, desde elenco, trilha sonora, efeitos e tudo mais!
    Amei o post, um beijo.

    ResponderExcluir
  20. Já esse filme em livros e televisão mais bem infantis e em desenho. Queria muito ter ido no cinema ver esse filmes, mas não deu. Mais pela sua resenha estou na vontade mesmo de assistindo. bjss
    http://espacodividido5.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir